Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Criadores de frango extravagantes mexidos por filmes adultos

Criadores de frango extravagantes mexidos por filmes adultos

Alguns criadores franceses de galinhas sofisticadas chocados com produtores pornôs

Wikimedia / Usuário: Fir0002

Os criadores de frangos de Loué ficaram chocados ao saber que alguém havia filmado um vídeo adulto bem perto de onde eles criam galinhas caipiras de alta qualidade.

Os fazendeiros das famosas galinhas Loué da França ficaram indignados ao descobrir que sua adorável cidade agora é famosa por pornografia hardcore, bem como aves chiques.

De acordo com o The Local, uma mulher se passando por uma "filha de fazendeiro" foi flagrada com sua co-estrela e uma equipe de filmagem em plena luz do dia na pacata cidadezinha de Loué, que é famosa por produzir produtos de alta qualidade ao ar livre galinhas. A tripulação foi expulsa pelos residentes da cidade, mas um dos fazendeiros da cidade mais tarde encontrou sua cidade em algumas das partes mais decadentes da Internet.

O vídeo finge que a protagonista feminina é uma jovem criadora de galinhas e mostra fotos dela posando perto de uma placa à beira da estrada para Loué. A introdução do vídeo diz que a estrela é Sophie, uma criadora de galinhas que se encontrou com produtores porque queria fazer “um vídeo para seu marido como presente de dia dos namorados”.

Aí as coisas crescem muito rápido, em plena luz do dia perto das granjas.

O coletivo de criadores de frangos Fermiers de Loué estava muito preocupado que a história dos produtores pudesse ser acreditada e que as pessoas pensassem que "Sophie" era uma verdadeira criadora de frangos Loué.

"Não, ela não é uma criadora de frangos Loué", insistiu o diretor do Fermiers de Loué, Yves de La Fouchardière. "Você teria que ser ingênuo para acreditar nisso, ela é uma atriz."

A polícia foi chamada para investigar e concordou que a estrela do filme era provavelmente uma atriz e não uma criadora de galinhas, já que ela também estrelou em outros filmes sem galinha. A polícia afirma que nenhuma acusação foi feita, uma vez que não há vítimas conhecidas.


13 doenças comuns em galinhas que todo tratador de frango deve saber (e como tratá-las)

Jennifer é uma herdeira em tempo integral que começou sua jornada no sopé da Carolina do Norte em 2010. Atualmente, ela passa os dias cuidando do jardim, cuidando do pomar e do vinhedo, criando galinhas, patos, cabras e abelhas. Jennifer é uma enlatadora ávida que fornece quase todos os alimentos para as necessidades de sua família. Ela gosta de trabalhar em projetos de remodelação DIY para trazer beleza para sua casa em seus tempos livres.

Você se considera uma pessoa que gosta de frango?

Bem, eu estava não quando meu marido decidiu que deveríamos começar a criá-los. Você pode imaginar como me senti quando ele me disse que compraria nossas primeiras galinhas.

Para começar, eu não sabia nada sobre galinhas.

No entanto, mudei de ideia rapidamente à medida que nos tornamos mais autossuficientes.

Parte da criação de galinhas é entender como reconhecer e tratar algumas de suas doenças comuns. Hoje, é isso que estou trazendo para você.

1. Fowl Pox

Se você notar que suas galinhas desenvolvem manchas brancas na pele, feridas com crostas em seus favos, úlceras brancas na boca ou traquéia e sua postura pára, então você deve ficar preocupado que suas galinhas estejam desenvolvendo varíola aviária.

Existem opções de tratamento para a varíola aviária. Você pode alimentá-los com comida macia e dar-lhes um lugar quente e seco para tentarem se recuperar. Com os cuidados adequados, há uma grande chance de que suas aves sobrevivam a esta doença.

Se você quiser eliminar as chances de suas aves contraírem essa doença, há uma vacina disponível. Se não, você deve saber que eles podem entrar em contato com esta doença de outras galinhas contaminadas, mosquitos, e é um vírus que pode ser contraído pelo ar também.

2. Botulismo

Se suas galinhas começarem a ter tremores progressivos, você deve ficar preocupado. Se suas galinhas têm botulismo, os tremores progridem para paralisia total do corpo, o que inclui a respiração.

Você também notará que suas penas serão fáceis de arrancar e a morte geralmente ocorre em poucas horas.

No entanto, o que você pode fazer a respeito?

Bem, existe uma antitoxina que pode ser comprada em seu veterinário local. Embora seja considerado caro. No entanto, se você pegar a doença cedo o suficiente, pode misturar 1 colher de chá de sais de Epsom com 1 onça de água morna. Você pode dar a eles por conta-gotas uma vez ao dia.

Se as suas galinhas contraíram esta doença, significa que houve algum tipo de carne morta deixada perto da comida e da água que a contaminou. O que significa que essa doença é evitável, contanto que você mantenha suas galinhas em um ambiente limpo e limpe qualquer carcaça morta ao redor de seu ambiente.

3. Cólera aviária

Você deve suspeitar dessa doença se observar que suas aves começam a ter diarreia esverdeada ou amarelada, dores nas articulações evidentes, dificuldade para respirar e cabeça ou vime escurecida. O cólera aviário é uma doença bacteriana que pode ser contraída de animais selvagens ou de alimentos e água contaminados por esta bactéria.

No entanto, a maior desvantagem de seu frango desenvolver esta doença é que não existe um tratamento real. Se por acaso o seu frango sobreviver, ainda será um portador da doença.

Normalmente é melhor abatê-los e destruir sua carcaça para que ela não seja passada.

No entanto, existe uma vacina para as suas galinhas para evitar que a doença se alastre.

4. Bronquite infecciosa

Esta doença atinge perto de casa porque eliminou metade de nosso rebanho quando éramos novos na criação de galinhas. Você reconhecerá essa doença quando começar a ouvir suas galinhas espirrando, roncando e tossindo. E então a drenagem começará a segregar de seu nariz e olhos.

Sua colocação também cessará.

Mesmo assim, a boa notícia é que você pode obter uma vacina para impedir que essa doença afete suas galinhas.

No entanto, se você decidir contra isso, precisará agir rapidamente ao ver esses sinais. A bronquite infecciosa é uma doença viral e se propaga rapidamente pelo ar.

Para tratar a bronquite infecciosa, dê às suas galinhas um local quente e seco para se recuperarem. Dei aos meus pássaros um chá quente de ervas e alimentei-os com ervas frescas, o que pareceu ajudar.

5. Coriza infecciosa

Você saberá que seus pássaros contraíram esta doença quando suas cabeças incharem. Seus olhos vão inchar e seus favos também vão inchar. Então, a secreção começará a fluir de seus olhos e narizes. Eles vão parar de colocar e terão umidade sob suas asas.

Infelizmente, não existe vacina para deter esta doença.

Assim que suas galinhas contraírem essa doença, elas devem ser sacrificadas. Do contrário, eles permanecerão portadores da doença por toda a vida, o que representa um risco para o restante do rebanho.

Certifique-se de descartar o corpo depois, para que nenhum outro animal seja infectado por ele.

No entanto, a luz no fim do túnel é que, embora essa doença seja uma bactéria, ela só viaja através de água contaminada, outras aves contaminadas e superfícies que foram contaminadas com a bactéria.

Se você mantiver suas galinhas protegidas de outras galinhas aleatórias e manter o galinheiro e a água limpos, elas estarão protegidas contra esta doença.

6. Doença de Marek

Esta doença é mais comum em aves mais jovens, geralmente com menos de 20 semanas de idade.

Você saberá que esta doença atingiu seus pintinhos se começar a ver tumores crescendo dentro ou fora de seus pintinhos. Sua íris ficará cinza e eles não responderão mais à luz. E eles ficarão paralisados.

Infelizmente, essa doença é muito fácil de pegar. É um vírus, o que significa que é super fácil de ser transmitido de ave para ave. Na verdade, eles pegam o vírus respirando pedaços de pele e penas de um filhote infectado.

E, infelizmente, se o seu filhote pegar essa doença, ela precisa ser sacrificada. Ele continuará sendo portador da doença por toda a vida, se sobreviver.

No entanto, a boa notícia é que existe uma vacina e geralmente é administrada a pintos de um dia.

7. Sapinho

O sapinho em galinhas é muito semelhante ao sapinho que os bebês pegam.

Você notará uma substância esbranquiçada dentro da colheita (que é um espaço entre o pescoço e o corpo). Eles terão um apetite maior do que o normal. O frango parecerá letárgico e terá uma área de ventilação crocante. E suas penas parecerão despenteadas.

É importante mencionar que o sapinho é uma doença fúngica. Isso significa que ele pode ser contraído se você permitir que seus frangos comam ração moldada ou outro alimento moldado. E eles também podem contrair a doença de água ou superfícies contaminadas.

Mesmo que não haja vacina, ela pode ser tratada com um medicamento antifúngico que você pode obter com o veterinário local. Certifique-se de remover a comida estragada e de limpar o recipiente de água também.

8. Doença do saco de ar

Esta doença aparece pela primeira vez na forma de fracas habilidades de postura e um frango fraco. À medida que progride, você notará tosse, espirros, problemas respiratórios, articulações inchadas e, possivelmente, morte.

Agora, existe uma vacina para essa doença e ela pode ser tratada com um antibiótico do veterinário. No entanto, pode ser apanhada de outras aves (mesmo aves selvagens) e pode ser transferida de uma galinha que a possui para o seu pintinho através do ovo.

Como precaução, fique atento a qualquer um desses sintomas para que possa ser tratado de forma rápida e eficaz.

9. Doença de Newcastle

Esta doença também aparece através do sistema respiratório. Você começará a ver problemas respiratórios, secreção pelo nariz, seus olhos começarão a ficar turvos e sua postura irá parar. Além disso, é comum que as pernas e asas do pássaro fiquem paralisadas, bem como seus pescoços torcidos.

Esta doença é transmitida por outras aves, incluindo aves selvagens. É assim que geralmente é contraído. No entanto, se você tocar em uma ave infectada, poderá transmiti-la através de suas roupas, sapatos e outros itens.

Ainda assim, a boa notícia é que os pássaros mais velhos geralmente se recuperam e não são mais portadores, mas a maioria dos pássaros bebês morrerá da doença.

Existe uma vacina para a doença, embora os Estados Unidos estejam trabalhando para livrar o país da doença de uma vez por todas.

10. Mushy Chick

Esta doença obviamente afetará os pintinhos. Geralmente aparece em pintinhos recém-nascidos com a parte média aumentada, inflamada e tingida de azul. O filhote terá um cheiro desagradável e parecerá sonolento. Naturalmente, o filhote também será fraco.

Esta doença não tem vacina. Geralmente é transmitido de pintinho para pintinho ou de uma superfície suja onde estava um pintinho infectado. E geralmente, é contraído de uma área suja onde um pintinho com um sistema imunológico fraco contrai a bactéria.

Não existe vacina para esta doença, embora às vezes os antibióticos funcionem. No entanto, geralmente, quando você entra em contato com esta doença, você precisa separar imediatamente seus filhotes saudáveis ​​dos doentes.

Tenha cuidado, pois as bactérias desta doença (como staph e estreptococos) podem afetar humanos.

11. Pullorum

Esta doença afeta os pintinhos e as aves mais velhas de maneira diferente. Os pintinhos não apresentam sinais de atividade, apresentam uma pasta branca em todo o dorso e apresentam sinais de dificuldade para respirar. Embora alguns morrerão sem nenhum sinal.

No entanto, em pássaros mais velhos, você verá espirros e tosse além de habilidades deficientes de postura.

Esta é uma doença viral. Pode ser contraída por meio de superfícies contaminadas e outras aves que se tornaram portadoras da doença. Infelizmente, não existe vacina para esta doença e todas as aves que contraem a doença devem ser abatidas e a carcaça destruída para que nenhum outro animal contraia a doença.

12. Gripe Aviária

A gripe aviária é mais comumente conhecida como gripe aviária. Foi um dos meus temores iniciais de ter galinhas porque tudo o que você ouve nos noticiários é como as pessoas adoecem com a gripe aviária de suas galinhas. No entanto, depois de conhecer os sintomas, você será capaz de colocar esse medo de lado.

Você precisa saber como agir rapidamente se tiver medo de que seus pássaros de quintal tenham entrado em contato com ele.

Os sinais que você notará incluem problemas respiratórios. Suas galinhas vão parar de botar ovos. Eles provavelmente desenvolverão diarreia. Você pode notar um inchaço no rosto do frango e que o pente e a haste estão descoloridos ou azuis.

E podem até desenvolver manchas vermelho-escuras nas pernas e nos pentes.

Infelizmente, não existe vacina e as galinhas infectadas serão sempre portadoras. Os animais selvagens podem até transmitir a doença de ave para ave.

Uma vez que seus pássaros contraem esta doença, eles precisam ser abatidos e a carcaça destruída. E você precisará higienizar qualquer área em que as aves estivessem antes de introduzir um novo bando.

Tenha muito cuidado porque esta doença pode deixar os humanos doentes.

E aqui está um grande recurso sobre a gripe aviária para todos os criadores de galinhas de quintal. Esperançosamente, isso ajudará a colocar sua mente em paz sobre esta doença e seu rebanho de quintal.

13. Bumblefoot

Bumblefoot é uma doença para a qual você saberá exatamente o que está olhando quando vir.

Começa com o frango cortando acidentalmente o pé em alguma coisa. Isso pode acontecer quando eles estão cavando no jardim, ciscando na palha e de muitas outras maneiras, mas o corte infecciona. E o pé da galinha vai começar a inchar. Pode até inchar a perna.

Você pode tratá-lo realizando uma cirurgia. Do contrário, a infecção acabará dominando o frango e ceifando sua vida.

Obviamente, o bumblefoot pode acontecer com muita facilidade e não há muito que você possa fazer para evitá-lo, além de ficar de olho nos pés das galinhas. Se você notar que eles têm um corte, certifique-se de lavá-los e desinfetá-los para evitar que esta doença se instale.

Essas são todas as doenças comuns das galinhas que tenho para você hoje.

No entanto, também existem muitas doenças menos comuns. Apenas certifique-se de sempre prestar atenção ao seu rebanho e ficar atento a qualquer mudança. Nunca tenha medo de pesquisar. É melhor reagir de forma exagerada do que sub-reagir e perder algo que pode ser prejudicial para todo o rebanho.


Por que galinhas têm diarréia

Do que você tem diarréia em galinhas? A causa mais comum é a má qualidade da alimentação ou o desenvolvimento de infecção no corpo da ave. Se a causa da diarreia for uma doença infecciosa, não hesite, deve procurar um veterinário, só ele pode prescrever o tratamento adequado e salvar os pintos da morte iminente. Se o problema digestivo for devido a um erro na dieta, remédios populares podem ser usados.

Por que a diarréia dos frangos de corte é tão perigosa? Devido ao baixo peso dos pintinhos a desidratação ocorre de forma extremamente rápida, o processo de assimilação de nutrientes no intestino cessa, em consequência do qual a ave não consegue lidar com estímulos externos, pode até morrer. A infecção secundária é a causa mais frequente de morte.

Uma lista de medidas que devem ser tomadas primeiro se a ave for diagnosticada com diarreia:

  • Verificar se o galinheiro está em boas condições sanitárias ou de acordo com os padrões do galpão.
  • Verifica se a ave recebe alimento fresco, se a alimentação está dentro do cronograma.
  • A quantidade de vitaminas excede a taxa máxima permitida.
  • É realizada desinfecção periódica da casa e da zona envolvente.

Criadores de frango chiques perturbados por filmes adultos - receitas

Temos sete galinhas de raça herdada vivendo no galpão principal da Fazenda 1840. Eles comem, dormem e colocam ovos lá. Eles passam os dias ao ar livre, absorvendo o ar fresco e o sol. Eles esticam as pernas, tomam banho de poeira e gostam de catar na vegetação que cresce nas proximidades. Todas as noites, eles voltam ao galinheiro e ocupam seus lugares no poleiro até a manhã seguinte.

Eu & # 8217m um agricultor. Espero que um pouco de bagunça e aroma venham com o trabalho. Não tenho medo de me sujar, na verdade, acho que isso é um símbolo de honra na fazenda. Se eu não terminar o dia com sujeira sob as unhas, não devo ter trabalhado muito. Se eu não estiver trabalhando muito, haverá menos comida cultivada em casa na mesa da nossa casa de fazenda. Traga a sujeira.

Durante o verão, nosso galinheiro e celeiro ficam abertos e ventilados o dia todo. Eu já discuti o quão importante eu acredito que a ventilação cruzada é para a saúde de um rebanho. Nossas janelas frontais e traseiras e portas de acesso ajudam a manter o ar fresco fluindo para o galinheiro. A porta de tela lateral também é mantida aberta durante o tempo quente, permitindo que ainda mais ar fresco entre na gaiola.

Seguimos o mesmo método de manter a circulação do ar em nosso celeiro por volta de 1840. Todas as manhãs, abro a porta da frente voltada para o sul e destravo a tela. Em seguida, a porta dos fundos é aberta e protegida para mantê-la aberta e permitir que uma brisa passe pelo corredor principal. Manter uma gaiola com cheiro fresco é um grande objetivo e uma brisa só pode fazer muito em um dia quente e úmido. Limpar e limpar regularmente é a maneira mais trabalhosa e também a mais eficaz de manter um galinheiro ou celeiro com cheiro fresco. Mesmo com a nossa porta de limpeza suspensa, uma limpeza total do galpão exige um tempo considerável, sem mencionar a necessidade de ter uma grande quantidade de roupas de cama de reposição à mão.

Embora eu não queira desinfetar nosso galinheiro semanalmente, desenvolvi uma rotina de domingo que me permite refrescar o galinheiro entre as limpezas profundas. Minha limpeza semanal leva apenas alguns minutos e usa suprimentos que sempre tenho à mão. Melhor ainda, deixa nosso galinheiro com um cheiro fresco e limpo, mesmo no dia mais quente de verão.

Escolhi os componentes do meu spray com cuidado. Eu uso o sabonete líquido para lavar louça de lavanda Dawn tanto por causa de seu cheiro de lavanda quanto por sua conhecida suavidade e eficácia para limpar pássaros em estado selvagem. Se pudermos confiar que será usado durante a crise de um derramamento de óleo, sinto que é seguro convidá-lo para nossa cooperativa. Você certamente poderia substituir por outra marca de sabonete ao fazer seu spray, mas só posso atestar a eficácia da Dawn, pois é a única marca que usei.

Lavender Dawn tem um aroma adorável e leve de lavanda, mas eu queria aumentar a aposta. Eu também queria aumentar o poder desse spray para desinfetar levemente o galinheiro e ajudar a deter as pragas. Sempre tenho à mão extrato de semente de toranja para fazer produtos de limpeza doméstica e sabia que tinha poderes incríveis e naturais para ajudar a desinfetar, embora fosse seguro o suficiente para ser tomado internamente. Não tenho planos de alimentar minhas galinhas com extrato de semente de toranja, mas me sinto seguro adicionando-o ao nosso spray. Em seguida, adiciono óleo da árvore do chá e óleo de hortelã-pimenta para repelir insetos. Por último, adiciono um pouco de lavanda para ajudar a aumentar as propriedades calmantes do spray refrescante.

Simplesmente combino os ingredientes em um frasco de spray limpo, recoloco a tampa e agito suavemente o frasco para misturar o líquido. O spray resultante tem um aroma leve e fresco sem ser opressor. Um frasco de spray dura várias semanas e tem funcionado bem tanto em nossa cooperativa principal quanto em nossa cooperativa de jardim.

Spray refrescante de ervas

4 onças de sabonete líquido de alfazema Dawn
12 onças de água
10 gotas de extrato de semente de toranja
10 gotas de óleo da árvore do chá
10 gotas de óleo de hortelã-pimenta
10 gotas de óleo de lavanda

Todos os domingos, entro no galinheiro depois de completar minhas tarefas matinais na fazenda, pronto para renovar o galinheiro da semana. Eu venho armado com meu spray refrescante caseiro e um pequeno balde de ervas colhidas do lado de fora da porta do galpão. A hortelã cresce diretamente fora de nosso celeiro e galinheiro e parece que temos um estoque infinito. Usá-lo para refrescar o galinheiro e o celeiro parece uma ótima maneira de aproveitá-lo ao máximo.

Eu borrifo cada caixa-ninho com o spray de ervas várias vezes. Então eu borrifo levemente a roupa de cama no chão do galinheiro e também nos dois poleiros. Coloco um punhado de hortelã fresca em cima de cada caixa-ninho. Se as caixas-ninho precisarem de um pouco de material de nidificação, eu adiciono depois de borrifar as caixas com o spray de ervas e antes de adicionar as ervas frescas.

Mesmo em um dia quente, o galinheiro imediatamente cheira a fresco e limpo. Nos dias seguintes, as ervas que deixei nas caixas-ninho continuam a perfumar o ar no galinheiro. Ocasionalmente, coloco um punhado de hortelã em cada caixa-ninho durante a semana, enquanto coleto os ovos do dia.

Nossas galinhas poedeiras adultas e frangas adolescentes parecem gostar de seus gaiolas com cheiro fresco. Eles imediatamente entram para investigar seus arredores renovados. Embora às vezes eles olhem mais de perto a hortelã, ainda não vi um ingerir qualquer. Em vez disso, eles parecem contentes em se aninhar em cima deles e desfrutar do aroma de menta em suas gaiolas.

Embora achasse que nossas galinhas apreciavam meus esforços, eu queria testar minha teoria. Uma semana, eu só refresquei uma única caixa-ninho. Deixei as caixas restantes intactas e não borrifei o chão ou poleiro. Coloquei um punhado de hortelã em cima da caixa solitária e fresca e saí da gaiola.

No final da tarde, fui até o galinheiro para pegar os ovos do dia. Cada ovo posto estava na mesma caixa-ninho. Eles estavam sentados em cima das folhas de hortelã fresca, como se eu as tivesse colocado ali para causar efeito.

Claramente, nossas galinhas apreciavam meus serviços semanais de refresco. O fato de eles terem decidido colocar seus ovos na única caixa-ninho que eu havia refrescado confirmou isso. Como tratador de galinhas, não havia maior afirmação que as galinhas pudessem me dar. Coletar ovos frescos suficientes para alimentar minha família foi todo o incentivo de que eu precisava para continuar voltando para refrescar o galinheiro todos os domingos.

Como você mantém seu galinheiro fresco? Você adiciona ervas às suas caixas de ninho para encorajar suas galinhas a passar mais tempo lá?


Dicas sobre vitaminas

As deficiências de vitaminas que ocorrem em lotes de quintal são fáceis de evitar com a variedade de formulações de rações disponíveis, como ração inicial para pintos e ração em camadas. Quando alimentados como a única fonte de alimentação, fornecem uma dieta completa e rica em nutrientes para o nosso rebanho.

As deficiências podem surgir com guloseimas, arranhões ou restos de comida, anulando a nutrição diária fornecida. Outros fatores que podem causar um desequilíbrio de vitaminas incluem parasitas intestinais, condições estressantes que podem alterar os hábitos alimentares do frango, doenças e sua capacidade de induzir má absorção e medicamentos específicos que podemos usar para tratar doenças. Os coccídios, por exemplo, são evitados e controlados com um produto denominado Amprolium (Corid). É um análogo da tiamina e atua bloqueando a vitamina B-1, na qual os protozoários coccídios precisam se desenvolver.

A deficiência de vitamina pode aparecer em qualquer rebanho de quintal. Compreender as causas subjacentes e como as galinhas utilizam vitaminas prepara para doenças. Para prevenir futuras deficiências de vitaminas, deve-se ser capaz de compreender os valores nutricionais das formulações de rações e reconhecer os problemas de absorção de vitaminas dentro do lote.

VITAMINA A
Aves adultas precisam dessa vitamina para manter a saúde geral, a produção de ovos e a importantíssima eclodibilidade desses preciosos ovos. Em pintos, é fundamental para o seu crescimento. Aves com falta de vitamina A podem levar semanas para mostrar sintomas de deficiência grave. Os primeiros sinais observados podem ser ataxia geral, penas eriçadas e perda de peso. Eventualmente, isso pode se manifestar no que parece ser uma infecção respiratória crônica, incluindo secreção pelas narinas e inchaço ao redor dos olhos. Essa deficiência não é algo que as galinhas experimentarão com frequência. No entanto, fontes adequadas de vitamina A incluem farinha de alfafa, couve, óleos de peixe, cenouras misturadas e grama verde em seu quintal!

VITAMINA B
Como todas as outras vitaminas, classificamos a vitamina B em vários fatores. O foco nas aves é a vitamina B-1 (tiamina) e a vitamina B-12, que desempenham um papel essencial no sistema nervoso dos frangos. Os sintomas de deficiência se manifestam em fraqueza geral das pernas, "andar sobre os jarretes", perda de peso, perda de coordenação e espasmos do pescoço e das pernas. Em pintinhos, você pode ver a condição "olhar as estrelas". Ovos cozidos são uma excelente fonte de vitamina B, bem como uma forma injetável que pode ser prescrita pelo seu veterinário.

Vitamina D
"The Sunshine Vitamin" permite que as aves utilizem e metabolizem completamente sua dieta. Em pintos chocando, uma deficiência se manifestará em fraqueza nas pernas, falta de crescimento geral e penas eriçadas. Ter uma luz UVB completa em sua chocadeira pode ajudar na absorção de vitamina D. por um pintinho. Em galinhas, você pode ver ovos de borracha ou outros problemas de postura de ovos. A fonte preferida de vitamina D é a luz solar direta, que é crucial para o desenvolvimento de todos os animais.

Vitamina E
A reprodução e a saúde geral dos pintinhos em crescimento requerem vitamina E. Pode levar de 3 a 4 semanas de uma dieta pobre em vitamina E para que as aves comecem a apresentar os sintomas. As galinhas que sofrem de deficiência de vitamina E apresentam distrofia muscular, ataxia, fraqueza muscular e podem ser encontradas deitadas de lado com paralisia, antes da eventual morte. Boas fontes suplementares de vitamina E incluem óleo vegetal e produtos à base de cereais que contenham óleo vegetal, ovos, fígado, leguminosas e plantas verdes. Qualquer um desses itens de alimentação pode ser dado às galinhas poedeiras afetadas para aumentar a eclodibilidade de seus ovos e a saúde de seus pintinhos.

Vitamina G
Também conhecida como Riboflavina, uma deficiência desta vitamina pode causar degeneração do tecido nervoso, o que pode levar à paralisia das pernas em pintinhos em crescimento, dedos curvados e "andar sobre os jarretes". Galinhas adultas com falta dessa vitamina podem passar a deficiência através do ovo, o que por sua vez afetará o crescimento de seus pintinhos. Boas fontes de vitamina G incluem sementes de alfafa e fermento.

Vitamina K
A vitamina K é crucial para permitir a coagulação do sangue. A diminuição da coagulação do sangue é o principal sintoma de uma deficiência. Embora a deficiência de vitamina K seja difícil de diagnosticar apenas pelas aparências, uma falta severa de vitamina K transformará qualquer ferimento leve em uma situação potencialmente fatal. Como a vitamina G, as galinhas podem transmitir essa deficiência por meio do ovo e, por sua vez, fazer com que seus pintinhos também sejam afetados. Alguns sinais externos são hematomas ou hemorragia, visíveis a olho nu devido a um pequeno solavanco ou queda. As galinhas costumam produzir alguma vitamina K por conta própria por síntese intestinal. A coccidiose, a enterite necrótica e o uso de antibióticos podem causar uma diminuição nessa produção, fazendo com que a ave fique dependente de obter sua fonte de vitamina K estritamente de sua dieta. Felizmente, a deficiência de vitamina K também é uma raridade em aves. A deficiência de vitamina K, se houver suspeita, pode ser diagnosticada com exames de sangue para diagnóstico e tratada pelo seu veterinário.

Como amantes, criadores e entusiastas de frango, temos a sorte de ter havido extensos estudos sobre vitaminas em aves. Empresas como a Durvet nos deram uma compreensão abrangente de quando a necessidade de vitaminas suplementares é apropriada e tornaram seu fornecimento aos nossos rebanhos mais fácil do que nunca. Produtos como a Vitamina e Eletrólitos para Aves, da Durvet, é um pó solúvel em água e simples de usar, que pode ser utilizado como preventivo para manter o seu rebanho de quintal saudável e também auxiliar na correção de carências em pintos e adultos. Eu recomendo fortemente manter um frasco de Vitamina e Eletrólitos para Aves de Durvet à mão no caso de você reconhecer os sintomas ou saber que seu rebanho pode ser suscetível a desenvolver uma deficiência.

Aqui está as galinhas felizes e saudáveis!

Foto criada e desenhada à mão por: Jennifer Pike, www.chickenzoo.com

/>-->

Gretchen Suggs é proprietária da Sweetheart Silkies, Inc., uma organização sem fins lucrativos formada para promover a saúde avícola e fornecer educação para entusiastas de rebanhos de quintal. Ela tem criado e mostrado galinhas silvestres por 6 anos.


Tabelas de doenças da pecuária

Pecuária de quintal (The Countryman Press, 2017), de Steven Thomas e George P. Looby, atua como referência para quem mantém os animais como fonte alimentar sustentável. Dispondo de informações atualizadas sobre reprodução, alimentação, prevenção de doenças, habitação e gestão de gado, completo com esclarecimento de diagramas, fotografia colorida e um catálogo de leitura suplementar.

Compreender e prevenir doenças que podem afetar seu gado é essencial para identificar ameaças potenciais. Abaixo está uma lista de doenças comuns organizadas por espécies.


23 receitas caseiras de comida de cachorro que seu cachorro vai adorar

Parece que estamos sempre ouvindo histórias de terror sobre os horríveis subprodutos que entram nos alimentos comerciais para cães - sem mencionar os constantes recalls que as empresas parecem estar sempre emitindo. Cada vez mais, a comida para animais de estimação DIY está começando a parecer o caminho certo a seguir.

Essas receitas caseiras de comida de cachorro darão a seu filhote a nutrição de que ele precisa, sem todas as coisas adicionais de que eles não precisam. Além disso, seu cão pensará totalmente que está comendo comida humana, o que fará com que ele se sinta além de especial.

1. Peru e vegetais frescos

Não há nada nesta receita, exceto peru, vegetais frescos e arroz. É super simples e muito mais barato do que aquelas coisas compradas em lojas.

2. Frango, batata doce e couve

Um grande lote desta receita fácil vai durar semanas para o seu cão.

3. Comida de cachorro vegana

4. Frango e espinafre

Congele a comida de cachorro em porções individuais para facilitar o descongelamento e a alimentação.

5. Alimentos para cães diabéticos

Ter um cachorro com necessidades dietéticas especiais é um desafio, mas um bom arsenal de receitas ajuda muito.

6. Ração orgânica para cães

Você se torna orgânico para o resto de sua família. Seu cachorro também não merece?

7. Ração natural para cães

Se você tem um cachorro com alergia, essa pode ser sua melhor aposta.

8. Ração para cães em fogão lento

Imagem: Damn Delicious

Jogue isso em sua panela elétrica pela manhã e tenha uma semana de comida de cachorro na hora do jantar.

9. Delicioso fogão lento de carne dupla

Seu cão não conseguirá obter o suficiente desta ração feita com frango e peru, e você vai adorar como é fácil prepará-la juntos.

10. Ração frugal para cães

Até a comida caseira para cães pode ser cara. Esta versão mantém o orçamento baixo.

11. Puré de cura

Se o seu cão tem problemas de barriga, sirva um pouco deste o mais rápido possível.

12. Caldo de osso

O caldo de osso é um ótimo complemento para uma refeição para cães saudáveis ​​e é um substituto de refeição fácil de manusear para um que está um pouco indisposto.

13. Smoothies de energia para filhotes

Você não é o único que gosta de um smoothie de vez em quando. Faça um para o seu filhote também.

14. Manteiga de amendoim e biscoitos de coco

Todos nós sabemos que os cães adoram manteiga de amendoim, mas você já pensou em misturá-la com coco?

15. Gimme Kisses cookies

Os cães também adoram biscoitos. Faça isso de forma que ele pare de implorar pelo seu.

16. Biscoitos de bacon

Bem, este é bastante óbvio.

17. Greenies caseiros

Imagem: Good Dogs & amp Co

Esta receita prova que existem opções de lanches saudáveis, mesmo para o seu cão.

18. Guloseimas sem assar para cães

Você nem mesmo precisa ligar o forno para preparar essas guloseimas para o seu filhote.

19. Mastigações de batata doce

Você já olhou para o que são realmente feitas aquelas mastigações que seu cão adora? Bruto! Esses mastigáveis ​​são feitos apenas de batata-doce, então você não terá piada ao distribuí-los.

20. Guloseimas com dois ingredientes

Just two ingredients make these treats that are both dog- and people-friendly.

21. Doggie ice cream

Don’t leave your dog out at ice cream time. Make your pooch its own.

22. Pupcakes

Cupcakes make everyone’s day better, so make a batch for your pup, pronto.

23. Puppy birthday cake

Don’t let its birthday go by unnoticed. Make your dog its own cake &mdash and then make a human cake so you can celebrate with your pooch.

Before you go, check out our slideshow below.

Image: Liz Smith/SheKnows


Showing Poultry

Showing Poultry is a rather specialist activity and one that many people haven’t heard of, yet it is widespread around the World and has some very dedicated followers. The first ever significant poultry show was held in the UK at London Zoo in 1845 (America’s first show was held in Boston public gardens a little later in 1849) and there are now people showing poultry in many countries around the World.

In larger countries, such as America, Canada and Australia, showing poultry becomes difficult at a National level due to the difficulties in transporting birds over long distances. By far the biggest shows are held in Germany and The Netherlands where there are often 30� entries. The largest shows in the UK are The Federation of Poultry Clubs show and The National Poultry Show which usually attracts around 6� entries.

Before taking birds to a show, there is of course a lot of preparation (they don’t come out of the muddy chicken run ready for the show unfortunately!) This preparation involves breeding at the right time so that birds are at their optimum for a show, keeping the birds as clean as possible once they have their adult plumage, then washing and drying them just before the show.

Taking a step back from show preparation, a fancier needs to hatch and raise good quality stock that will be as close to the Breed Standard as possible and this is where the real skills are required. Many years of work are put in to become an outstanding breeder. There are articles in our section on Poultry Breeding that may help you get started.

People that show poultry often take judging of their breed very seriously. Naturally, judges can interpret standards differently when there is any ambiguity and the same bird may be placed differently with different judges but if a judge does not understand the breed, there can certainly be some ruffled feathers amongst fanciers!

It’s always nice to know that competitors exhibiting the same variety will usually be the first to offer advice to you and before long, become good friends. All ages of people get involved in showing poultry and there are always additional categories for juveniles.

Showing Poultry Sub-Categories

Articles on Showing Poultry
Articles on how to prepare poultry before a show and tips and tricks for exhibiting show chickens, to improving your poultry photos whilst showing your poultry at one of the many shows around the country.

Show Reports, Photos & Results
Show reports, photos and results from around the shows.
Please get in touch if you have any photos or show reports that you can send to us for inclusion here.


1. Mary Poppins & Bert

You don't need to be able to carry a tune to dress up as Mary Poppins, but you will need a few items to look like the famous nanny. And with Bert, the sweet chimney sweeper on your arm, everyone at the Halloween party will know exactly who you are.


12 Things You Need to Know Before Getting Your First Ducks

MorningChores Staff is a team of writers and editors who collaborate to create articles. If the article you are reading is authored by MorningChores Staff, it means multiple people contributed on it.

Raising ducks is an amazing experience! They are cute and bring a lot of entertainment to the yard.

Plus, despite chicken’s popularity as a backyard pet, ducks are actually easier to raise than chickens because of their hardiness. They are quite similar in some ways, but there are grave differences you need to know as a future duck keeper.

Understanding ducks and their needs are something that should be understood before jumping into raising ducks.

1. Recommended Breeds

Pekin ducks always come as the most recommended breed for a backyard duck.

They are great for many reasons. First, at 10 pounds per bird they’re considered pretty large in size that they’re too heavy to fly, so you can allow them to free-range in your yard without having to worry about them trying to fly south for the winter.

Second, Pekin ducks are great foragers and are also very friendly. These are awesome traits if you don’t want to micro-manage your ducks.

Third, Pekin ducks are a great meat source (because of their size) and also excellent layers of large white eggs. You can expect Pekin hens to lay somewhere between 150-200 eggs per year.

Khaki Campbells are another highly recommended duck breed. They are smaller in size (usually weighing about 3 pounds or so) but still have limited flight capability, which is important because otherwise it is difficult to keep them home.

Khaki Campbell ducks lay more eggs than Pekin ducks at 280-300 eggs per year, but you’ll get less meat from them. So if you prefer eggs than meat, you might want to choose Khaki Campbells instead and vice versa.

Just like Pekin, Khaki Campbells are excellent foragers and friendly towards other ducks and humans. Though they can be more energetic at times, so you’ll need to provide a bigger space for them.

Don’t dismiss other breeds just yet. There are other duck breeds that are just as good or better at egg/meat productions. Learn more about other popular breeds here.

2. Proper Protection

Though not as bad as chickens, ducks are still highly preyed upon. If you have a dog, you might have to keep the ducks away from it unless it’s one of the dog breeds that can’t run very fast or older dogs who just don’t have the energy to chase down a duck.

If you have cats, you have to be even more careful because it’s hard to train cats not to hunt birds.

Here’s the list of some of the most common duck predators:

Keeping ducks fenced is a wise option to protect them from most predators.

If you have a hawks problem, place a taller fence. Birds like hawk have a hard time pulling an animal away from a tall fenced area because they can’t fly up and down vertically like a helicopter.

If you have problems with animals that can dig their way in, make sure you use hard material for flooring.

3. Housing for Ducks

Ducks do not require nor do they desire a fancy house.

As a matter of fact, the more run down the house is, the happier they seem to be. Ducks love to be wet and they are covered in waterproof feathers. Giving them a home where they can keep some moisture (not too much) and have lots of airflows seems to be what keeps them happy.

The most important thing to have in your duck coop is comfortable bedding made of straws or pine shavings.

Nesting boxes are optional because your ducks might prefer making their own nesting area inside or outside the coop.

Make sure that their housing is elevated from the ground to keep it dry but still low enough that a duck can enter it with a small ramp. If you make the duck house too high, the ducks will be afraid to step on it.

If you want to try DIY-ing a duck coop, read up on further duck coop considerations before selecting one of these free duck house plans.

4. Laying Habits of Ducks

Ducks are not like chickens when it comes to laying habits.

Chickens decrease laying when the days become shorter, but they still lay sporadically. Ducks do not. They take a total hiatus every year during winter.

Most years, they will quit at mid to late fall and reconvene at the onset of spring.

Though ducks don’t lay all year long and they lay less frequent than most egg-laying chicken breeds, they lay much larger eggs and are much hardier birds than chickens. Here’s an article where you can learn about the characteristics of duck eggs and how it compares to other poultry.

Ducks are earlier risers than chickens. During their laying time, she will have already laid an egg before your feet even have hit the floor. If you’re a morning person, you’ll love your ducks because of it.

Read this article to learn more about duck’s nesting and laying habits.

5. Ducks Love Water (but they don’t need a whole dam of it)

People that have never raised ducks might assume that they need a body of water in order to have them. This is not the case.

Ducks do not exigir water besides for drinking purposes.

For that, you just need to fill up a 5-gallon bucket of freshwater every day, and they will be very happy.

Water for swimming isn’t a requirement, but they do love water. If you live on a property without a source of swimming water, investing in a kiddie pool is a good idea to keep them happy.

Ducks will only swim in clean water, they won’t swim when the pool water gets too colored. For a small kiddie pool, you need to change it daily, and every 4-7 days if you have a larger kiddie pool.

6. Food for Ducks

Feeding ducks is not complicated.

Ducklings need waterfowl starters with 18-22% protein content. Juvenile ducks (2 months old) need duck feed with at least 15% protein content. Adult laying ducks need duck feed with 16-17% protein content. Broiler ducks need duck feed with at least 20% protein content.

See, It’s not hard. Though we do have a guide if you want to learn more about feeding ducks. If you’re a perfectionist, here’s the most detailed guide about ducks protein requirement.

The more important thing is Como as you provide their food.

Always, always keep their food and water separate. They love to play in the water, and they love to eat. So, of course, they are going to try and mix the two.

The best method of feeding ducks is the full-feeding method. Just fill a feeder and leave it available for them all day. They will eat when they need it.

Ducks forage, so they will eat weeds, plants, and bugs, which means they will eat less feed from the feeder if you free-range them. Great way to save some money.

Another way to save money on duck feed is to grow fodder. Here is how you can grow fodder systems to feed them inexpensively.

7. Ducks are Great Garden Guards

Ducks are a gardener’s best friend.

They are great at pulling bugs off of your garden plants without harming the actual plant (they’re even better than chickens!).

The only word of caution is to be sure not to allow your ducks in your garden until the plants have passed the seedling stage. Ducks have a tendency to step on small plants and kill them.

8. Raising Ducks for Meat

Ducks are great as a source of meat, especially Pekin ducks. They can grow to be 10+ pounds in a matter of 3-4 months. It does not take long to have a viable meat source from ducks if that’s what you’re looking for.

However, you must know that it will probably not save you money compared to buying duck meat from the grocery store. In fact, in some cases, raising ducks for meat costs more money unless you have commercial-level management and not planning to sell some of the surplus meat.

But that doesn’t mean it’s not worth it at all.

Raising ducks for meat means having a good quality food source in your backyard. You can rely less on grocery stores and become more self-sustainable. Plus, you can learn a lot from the process in case you want to sell the meat in the future.

9. The Difference in Gender

Having two males in a small flock is not productive. It is important to know the difference in characteristics of ducks, so you don’t end up with more than one male.

You do not sex a duck the way you would most animals because female ducks look a lot like male ducks in most breeds. The difference is her quack sounds more like a honk. She is the louder of the two, hands down.

It’s subtle but male ducks have a little tail feather that curls at the tip of his tail. He will usually follow behind her and be the quieter of the two. When he wants to lead her, you will see him bob his head up and down to communicate and quack softly at her to get her to go where he wants her to.

If you are getting too close to his hen and her eggs the male duck will guard her. He won’t flog as a roost would. Instead, he will start off by bobbing his head (as though to nudge you) to get you to move away from her.

If you don’t take the hint is when he will get angry. The female will hiss and let you know you need to back off.

10. Mating

Male ducks (a drake) usually require more than one female. They have an extremely high sex drive and can literally breed a female duck to death. One drake can handle up to 12 (!) female duck.

Also, the way they mate is…astonishing. It’ll look like he’s trying to killer, but don’t panic, he’s not.

It gets more extreme. If the couple is mating in the pool, you will see him push her head underwater like he’s trying to drown her. Again, don’t panic, it’s normal.

The only time you need to worry is when she’s honking really loudly. That means she doesn’t appreciate it or needs your help. If you don’t hear her honking, let them be.

11. Keeping Ducks with Chickens

Some people raise their ducks with chickens, and some people against it.

Ducks and chickens can coexist just fine. Even the meanest of roosters can get along with a drake. The only risk to raising chickens and ducks together is that a rooster will try to mate a duck hen, and a drake will also try to mate a chicken hen.

A rooster mating a duck hen, that’s not a big deal. However, things get a little complicated when a drake is trying to mate a chicken hen.

You see, unlike a drake, a rooster does not have an appendage that protrudes from his body during mating. This is an issue because chicken hens are not equipped to handle that. They can get seriously hurt or even die.

If you still want to raise chickens and ducks together, make sure you have at least three female ducks per drake so he won’t try to mate a hen. Or, don’t keep any drake at all.

12. Unlike Chickens, Ducks are Really Hardy Birds

Chickens are prone to viral respiratory infections, ducks are not. This is why you don’t need to give ducklings medicated starter feed.

They are also not sensitive to the cold as much as chickens. You can even find your ducks hanging around outside the coop with snow on the ground or even during a rainstorm.

If you’re a beginner farmer, ducks are awesome and fun animals to raise because of their hardiness.


Assista o vídeo: Porque frangos ou frangas não crescem e já viram adultos (Novembro 2021).