Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Ensopado com órgãos de cordeiro

Ensopado com órgãos de cordeiro

Fiz uma revisão no freezer e descobri um pacote com entranhas de cordeiro;) Ficou um ótimo prato;)

  • coração de cordeiro 1 pedaço,
  • plamani (bojogi) de mel 1 par,
  • costeletas de cordeiro 1 par,
  • cebola amarela 2 peças,
  • óleo de palma 50 ml,
  • sal iodado,
  • pimenta moída na hora,
  • zacusca Panacris 1 frasco

Porções: 4

Tempo de preparação: menos de 60 minutos

PREPARAÇÃO DA RECEITA Ensopado com órgãos de cordeiro:

Descasque a cebola, pique finamente e acrescente um pouco de óleo e água. Enquanto isso, limpe os órgãos, cave e corte em cubos. Adicione à mistura de cebola, tempere com sal e pimenta, encha com água suficiente para cobri-los e cozinhe em fogo baixo, coberto, aprox. 30 minutos. No final, adicione a zacusca (ver receita aqui: //retete/zacusca-panacris-35347.html) e deixe ferver por aprox. 10 minutos até que os sabores combinem. Sirva quente com pão caseiro ou acompanhado de uma saborosa polenta e alface.


Kokoretsi. Órgãos de cordeiro em uma receita divina.

No ano passado, em Nafplio, comi kokoretsi pela primeira vez. Não creio que exista uma receita grega mais próxima do nosso drob romeno. Nunca sonhei em ter a oportunidade, a menos de um ano de distância, de participar da preparação deste maravilhoso prato. Mas vamos começar do início.

Chegando à Grécia, pouco antes da Páscoa, pergunto aos anfitriões, Giannis e Anastasia, sobre o programa específico deste grande feriado. Embora eu esperasse propor um programa para turistas, tivemos uma surpresa extremamente agradável de sermos integrados ao programa. seus Páscoa. Descobri que no sábado ajudarei a preparar o kokoretsi e o cordeiro, e no domingo todos comeremos em família. Fiquei muito animado.

No sábado à tarde, apareci no local da reunião, sozinho, como havia sido convidado. Minha família só encontraria sua grande família no dia seguinte à mesa. Do lugar estabelecido, fui para a casa do cunhado de Anastasia. Os órgãos estavam no lugar, os cobertores separados, as esteiras também, e o cordeiro estava sentado em uma grande mesa. Há uma outra história sobre o cordeiro e a própria refeição

Agora vou escrever principalmente sobre kokoretsi.

Não sei como é nas outras famílias, mas na família dos nossos anfitriões as coisas eram exatamente assim: meu cunhado nos cumprimentou e foi embora, Giannis começou a trabalhar como um cordeiro, super nervoso, mas relaxado, como qualquer grego, e Anastasia polvilhava sal, pimenta e noz-moscada nos órgãos do cordeiro. Momento em que tenho que te contar a receita, enfim. Pulmões, coração, fígado e gordura de cordeiro cortados em pedaços semelhantes para caber na torradeira. O baço era feito do cordeiro preparado pelo hospedeiro. Curioso, pergunto se ele coloca baço em kokoretsi. Ele ainda estava chateado, então ele respondeu sucintamente que alguns fazem, mas ele não o fez. Alguns também têm rins. Por que ele estava chateado, eu ficava me perguntando? Eu só descobri depois que sua esposa foi embora. Se uma margem de erro for aceitável para os órgãos, o oídio e o fosco são vitais. Eles não apenas fornecem o sabor específico, mas revestem todos os órgãos na forma específica e ajudam a uniformizar o cozimento. Bem, o querido Giannis bagunçou os potes, o que significa que ele tirou um saco do congelador que continha tudo menos um terceiro pedaço de pão de que precisávamos. Então, cobri dois terços do kokoritsi com a quantidade de pão que tinha, e o resto, apenas com esteiras.

Deixado sozinho, ele me contou em detalhes as travessuras daquele dia. Ele ia à loja pela manhã, escolhia o cordeiro certo, pagava e deixava lá, para ficar tranquilo enquanto fazia o resto das compras. Quando ele voltar, leve o cordeiro de onde não está! O açougueiro não conseguiu encontrá-lo e a ninguém mais, ele vendeu todos eles & # 8230 Felizmente, eles finalmente o encontraram. Estava tão bem conservado que eles se esqueceram! E depois de toda aquela merda na loja, quando começamos a preparar, ele percebeu que tinha esquecido o pão em casa. Apaguei minha raiva com outro copo de tsipuro e só então ele pôde explicar minha receita com calma:

  • Pulmões, coração, fígado, gordura, em torno de uma bandeja de forno, cortados em formas regulares e iguais tanto quanto possível.
  • 4,5 kg de fosco, previamente limpos e mantidos em água na geladeira por 2 a 3 dias.
  • Prapure o suficiente para cobrir toda a composição.
  • Sal, pimenta e meia noz-moscada ralada.

Folha de alumínio em que o kokoretsi fica até o dia seguinte. Carvão, grelha e dois copos de tsipouro. Ah, e há outro segredo: a gordura deve ser colocada antes ou depois do fígado.

Então liguei o motor do torrador, depois que o hospedeiro colocou os órgãos no stick, e comecei o "jogo": ele arrumava as esteiras para cobrir os órgãos, eu parava ou liguei o motor de acordo com seus comandos em grego.

Não sou especialista em kokoretsi, mas tenho certeza de uma coisa: embora os kokoretsi das tabernas (todos têm torradas de kokoretsi na frente deles durante esse período) parecessem melhores, o sabor da que preparei era divino.


Receita de fígado de cordeiro de Florin Dumitrescu

Para o fígado de cordeiro, você precisa de um pacote de órgãos de cordeiro (encontrados em qualquer loja), perna de cordeiro, vinagre de cidra de maçã, tomilho, dois feixes de cebolinha, folhas de louro, 5 feixes de endro, 5 feixes de salsa, 9 ovos, sal e pimenta a gosto.

A primeira coisa a ter em mente ao começar esta receita é que o purê de cordeiro deve ser mantido em água por alguns bons minutos para facilitar o trabalho. Também lava muito bem o resto dos órgãos.


Os segredos da refeição da Páscoa. Como preparar bife de cordeiro

A última vez que você tentou foi um fiasco. A carne não penetrou ou estava muito queimada. Para receber aplausos nesta Páscoa, ensinamos como escolher o cordeiro, como prepará-lo e como mantê-lo no forno.

Existem poucas casas romenas onde o bife de cordeiro não está na mesa de festas. E onde está faltando, pode ser culpa do chef cuja receita falhou. O bife de borrego, suculento e saboroso, também guarda seus segredinhos. Depois de aprendê-los, você não pode errar e você pode orgulhosamente apresentar na mesa uma perna de cordeiro à milanesa com alho e alecrim ou costela de cordeiro com molho picante.

Como escolher cordeiro?

O cordeiro é apreciado por não possuir muito colesterol em comparação com outros tipos de carne e é uma boa fonte de proteínas, ferro, selênio, zinco e vitamina B12. Para garantir que você aproveite ao máximo o bife que colocar na mesa, a matéria-prima deve ser de boa qualidade.

Quando for às compras escolha pedaços de carne magra, sem demasiada gordura, da qual será fácil preparar bifes no forno ou na grelha, estufados, estufados ou estufados. A carne deve ser firme ao tato, cheirar a ovelha, cor rosada e não ser pegajosa. Se você quiser comprar órgãos de cordeiro para drob, tome cuidado para não ter manchas ou nódulos.

Se você for tentado por um cordeiro inteiro, escolha um que pese mais de 12 quilos. Os menores são muito jovens e, embora sejam mais macios, sua carne não é indicada devido ao alto percentual de proteínas imaturas que são difíceis de tolerar pelo corpo. Por último, mas não menos importante, não compre carne de qualquer lugar, mesmo que o preço seja tentador. Você corre o risco de passar a Páscoa no hospital.

Como você mantém o cordeiro?

O ideal é colocá-lo por último na lista de compras antes da Páscoa, para que fique fresco e não precise ficar na geladeira por muito tempo. Se você levar cordeiro congelado, deixe-o descongelar na geladeira e não em temperatura ambiente, o que favorece o crescimento de bactérias.

  • Cordeiro cru descongelado deve ser usado o mais rápido possível.
  • Cordeiro picado, cortado em pedaços ou fatiado é muito mais perecível em comparação com o pedaço grande originalmente comprado, porque a área em que as bactérias podem crescer é maior dessa forma. Portanto, não comece a porcionar até pouco antes de cozinhar.
  • Os pedaços de bife que sobrarem após o banquete devem ser refrigerados o mais rápido possível. Geralmente dentro de 2 horas após o cozimento.

Iguarias de cordeiro

Da polpa, do damasco, da nuca e das costas você pode fazer deliciosos bifes no forno. A carne de cordeiro também pode ser preparada na grelha, enquanto o antraz sem osso pode ser usado para um bom pão. O pedaço de carneiro mais caçado, principalmente pelas lindas costelas com osso, é a parte do dorso que contém um grupo de costeletas. Eles podem ser preparados separadamente ou como uma verdadeira coroa de bife de cordeiro.

Pedaços fracos de cordeiro, dorso ou perna também podem ser usados ​​para espetos, ensopados ou ensopados. O segredo de qualquer bife de cordeiro suculento é mariná-lo.

Como você cozinha cordeiro?

Depois de algumas experiências malsucedidas, você definitivamente aprenderá os truques, mas em vez de estragar o curso principal, você pode confiar em coisas seguras.

A carne de borrego deve ser cozida, geralmente a baixas temperaturas, por volta de 160ºC. Assar em temperaturas baixas por mais tempo deixará o bife macio e suculento. Para evitar que o bife fique ressecado, ao usar pedaços de carne de cordeiro e não uma perna inteira, unte o bife com azeite ou tome o cuidado de borrifar de vez em quando com o molho que forma na bandeja.

Para mais precisão você precisa de um termômetro de carne, para verificar se o bife está pronto, principalmente se você cozinhar um pedaço de bife com polpa inteira. Dependendo de quão penetrada você deseja que a carne seja, o termômetro deve mostrar 60ºC para um bife no sangue, 65ºC para um bife levemente penetrado e 70ºC para um bife bem penetrado.

Um pedaço de carneiro desossado fica pronto mais rápido do que um com osso. Além disso, um pedaço de carneiro que tem uma camada de gordura na superfície precisa de mais tempo de cozimento do que um pedaço de carne magra. Dependendo do tamanho do bife, ele pode permanecer no forno por algumas horas para penetrar.

Especiarias para cordeiro

A carne de cordeiro é mais saborosa se marinada antes. Cada receita tem seus próprios temperos, mas você pode ser o inventor de uma nova marinada se misturar de acordo com o gosto e a inspiração temperos adequados para cordeiro. Você pode usar alho, páprica, sementes de mostarda, tomilho, alecrim, pimenta, cebolinha, pimentão, hortelã, louro, curry. Deixe a carne marinar por algumas horas na geladeira.

Ao ativar e usar a Plataforma de Comentários, você concorda que seus dados pessoais serão processados ​​pela PRO TV S.R.L. e Empresas do Facebook de acordo com a Política de Privacidade da PRO TV, respectivamente a Política de Uso de Dados do Facebook.

Pressionar o botão abaixo representa sua concordância com os TERMOS E CONDIÇÕES da PLATAFORMA DE COMENTÁRIOS.


Método de preparação

Lave bem as entranhas e corte em pedaços médios.

Corte a gordura em cubinhos e frite numa frigideira até derreter, depois acrescente o azeite e a cebola picada. Deixe a cebola cozinhar até ficar vítrea, depois adicione o pimentão, o pimentão e as folhas de louro. Deixe por mais 5-7 minutos e adicione as entranhas.

Deixe ferver por meia hora e depois acrescente os pedaços de limão, vegeta, sal e pimenta.

Deixe ferver até a água cair, cerca de 15 minutos, e por fim adicione o suco de limão.

Será servido quente com polenta ou pão, junto com picles ou saladas.

Aqui é comido com pão árabe como o pau libanês, principalmente quando o pão acabado de sair do forno é uma maravilha.


Tochitura de órgãos de porco

  • Usamos órgãos e carne de porco
    o quanto quisermos e o que preferirmos.

Depois que eu lavei e saí
drenar órgãos e carne bem
carne de porco, vamos cortá-los em pequenos cubos.

Em uma panela com algumas colheres de sopa de óleo
(ou banha) coloque cebola picadinha
depois a carne e os órgãos.
Sal e pimenta a gosto.
Deixe fritar, mexendo de vez em quando.
Depois de amolecerem um pouco, coloque meia xícara de sopa, ou água quente, alho amassado, tampe e deixe ferver.
No final juntamos o vinho, o sumo de tomate, a páprica doce e picante, o tomilho.
Deixe no fogo por mais 5 minutos e pronto.


Tripa de cordeiro

Queridos, está claro para mim que o diabo é um alimento que nasce da preocupação com a vida, da sabedoria de não jogar fora nada que se possa comer. Eu também fiz um, para as reivindicações do Clube Tefal, mas também para aqueles que ainda não chegaram lá. Abaixo você tem o filme, que poderia muito bem ser ao vivo na minha página do Facebook, mas achei que seria mais útil tê-lo aqui, para poder revê-lo se necessário.

Quanto aos utensílios para a confecção, tinha: a panela do Ingenio para escaldar os órgãos e assar o drob, Masterchef Grande para a espuma de clara de ovo, o processador Tefal Double Force para pão ralado e o picador Tefal HV8 para picar os ingredientes. Você faz sem eles? Claro, mas por que não tornar sua vida melhor quando você pode? E eu digo a você da perspectiva do homem que se acostuma com qualquer nova tecnologia: se você quiser tirá-la de mim, teremos que lutar com seriedade.

Agora, o que coloquei em drob (a forma como coloquei está bastante descrita no filme, não repito), com a menção de que usei apenas órgãos de carneiro:

& # 8211 1 fígado & # 8211 2 ovos cozidos
& # 8211 2 rins & # 8211 4 espuma de clara de ovo
& # 8211 1/4 pulmão & # 8211 4 gemas
& # 8211 1 baço. & # 8211 2 colheres de sopa de banha
& # 8211 1 coração

Depois acrescentei cebolinha picada, alho verde picado, uma fatia de pão embebida em leite, 3 colheres de sopa de farinha de rosca grande, sal e pimenta. Enrolei tudo em um pedaço de cordeiro. Depois de tirar a baqueta do forno, joguei um punhado de cebolas verdes picadas e alguns ramos de aspargos sobre ela. Comíamos frio (é muito bom assim), mas é gostoso e quente, com polenta ou purê de batata. Se você tem uma trufa (ou pasta de trufa) para misturar o purê, você elevou a mesa para outro nível. Se você fizer uma salada de folhas verdes, rabanetes e cebolas, com um molho simples (água, azeite, vinagre, alho, sal e uma pitada de açúcar), você é apenas primavera na panela.


Receitas semelhantes:

Ensopado de mel (alemão)

Ensopado de cordeiro alemão com molho de cebola, ervilhas e costelas cortadas em quadradinhos, servido com legumes

Ovelha com estragão

Receita de carne de ovelha com folhas de estragão, preparada com cebola, farinha e caldo

Escalope de cogumelo de ovelha

Escalope de cogumelo de ovelha, preparado com maçã, conhaque e vinho branco, aromatizado com noz-moscada

Medalhão de ovelha com estragão

Receita de medalhão de ovelha com estragão, frita depois de passada na farinha e temperada com vinho, servida em crouton de pão torrado, com guarnição de batata natural


PÁSCOA 2021. Receita de cordeiro com arroz

Ingrediente:

Órgãos de cordeiro (baço, fígado, rins, coração)

Prapur (também, se você não gosta de prapur, você não pode & icircl adicionar & icircar a preparação do drob)

Método de preparação:

Os órgãos e o cordeiro são lavados e cortados em pedaços. Ferva por 20-30 minutos. Em seguida, escorra a água e deixe esfriar.

Ferva o arroz em água gelada, escorra e deixe esfriar. Pique finamente a cebolinha, o alho verde, a salsa e as folhas de endro.

Os órgãos e o cordeiro são passados ​​por um picador, depois misturados com arroz, cebola, alho, folhas de endro e salsa. Adicione sal e pimenta a gosto e, em seguida, adicione os ovos batidos e misture bem.

Os trapos são bem lavados com um pouco de água. Coloque no fundo da forma de bolo com as bordas e a cobertura para fora, depois coloque metade da composição, os ovos cozidos, e coloque o resto da cobertura da composição com as bordas da cobertura restante.

Asse por 40-50 minutos, até dourar. Deixe esfriar antes de servir.


Adicione a cebolinha, a salsa, o endro, o alho, os ovos picados e a farinha de rosca.

Misture tudo muito bem.
Tempere a mistura com sal, pimenta e temperos a gosto. Você pode saborear a composição.
Bata 3 ovos crus grandes e coloque sobre a mistura resfriada. Misture bem. A composição do fígado de cordeiro deve ter a aparência de uma pasta coalhada, se ainda estiver quebradiça, acrescente outro ovo.
Unte muito bem uma assadeira (bolo) com óleo (inclusive nas bordas) e forre com farinha de rosca. Coloque 1/3 da composição na parte inferior do formulário.
Coloque os 4 ovos cozidos restantes por cima. Cubra os ovos com o resto do recheio.
Bata o último ovo cru restante e unte a massa com ele.
Asse no forno, em fogo médio, por cerca de 1 hora, até que a garoa do borrego pegue uma bela crosta dourada. Ao retirá-lo, passe-o com uma faca nas pontas. Deixe esfriar e então você pode cortar em fatias. Guarde na geladeira.
Pode ser consumido com queijo, tomate, cebolinha, rabanete, etc.


Vídeo: CARNEIRO DE ENSOPADO - BRUNINHO GUIMA (Outubro 2021).