Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Digestivo diário: Kelsey Nixon

Digestivo diário: Kelsey Nixon

Na tenra idade de 29, Kelsey Nixon tem um grande número de realizações em seu crédito. Ela foi a produtora executiva e estrela de seu próprio programa de culinária da faculdade, estagiária para Martha Stewart e Rede de comida, frequentou a escola de culinária, competiu em A próxima estrela da Food Network, serviu como chef particular, desenvolveu receitas para marcas corporativas e restaurantes, e isso não é nem a metade.

"Acho que meus pais diriam que sempre fui um empreendedor desde que era jovem, talvez às vezes até demais!" disse o Nixon nascido em Utah. “Adoro definir objetivos e a sensação de satisfação que advém de os cumprir. Acho que meu sucesso foi principalmente muito trabalho duro e muita sorte. Sou terrivelmente abençoado e tento não considerar nada garantido. ”

Nixon agora pode adicionar um autor publicado à sua lista de realizações com o lançamento recente de Confiança na cozinha: dicas e receitas essenciais que o ajudarão a cozinhar qualquer coisa - um livro de receitas repleto de dicas, truques e receitas indispensáveis ​​para todos os níveis de cozinheira.

“O livro está repleto de receitas que acredito que todo cozinheiro doméstico deveria ter no bolso de trás.” Nixon explicou. “Concentro-me em ferramentas e técnicas essenciais que irão encorajar o cozinheiro doméstico a experimentar um pouco na cozinha, talvez até começar a criar alguns dos seus próprios pratos de assinatura. Eu acho que se você está pisando na cozinha pela primeira vez, ou se cozinha há anos, este livro é para qualquer cozinheiro doméstico que adora cozinhar e está procurando adicionar algumas receitas testadas e verdadeiras em seu repertório . ”

Kelsey nomeia Ree Drummond, também conhecida como “The Pioneer Woman”, como sua própria inspiração culinária.

“Acho que ela está construindo uma marca incrível por ser ela mesma.” Disse Nixon. “Suas receitas são autênticas e muito identificáveis ​​para muitos. Eu admiro o sucesso que ela conseguiu alcançar enquanto ainda cria seus filhos. No final das contas, eu admiro a maneira como ela tem sido capaz de alcançar os cozinheiros domésticos e realmente inspirá-los. ”

Então, como uma garota que cresceu na zona rural de Utah se acostuma a viver sob as luzes brilhantes da cidade de Nova York?

“Eu era uma garota de cidade pequena que sempre sonhou em acabar na cidade grande, mas não consigo me livrar das raízes e nem tenho vontade de fazer isso”, ela respondeu. “Gosto de pensar que vivo com um pé na cidade grande e outro na minha pequena cidade. Eu amo o senso de comunidade que existe onde eu venho, mas a energia e as oportunidades que você encontra em um lugar como a cidade de Nova York são incomparáveis. Eu não estaria fazendo o que estou fazendo hoje sem NYC sendo uma peça do quebra-cabeça.

O único ajuste importante na vida de Kelsey foi a chegada de seu filho Oliver, há pouco mais de 18 meses.

“O impacto foi drástico!” ela exclamou. “Eu agora trabalho freneticamente durante os cochilos e a partir das 19h. às 12h. Equilibrar família e trabalho não é brincadeira. Ainda estou descobrindo como conciliar tudo isso e tenho todo o respeito do mundo por qualquer pessoa que tente fazer o mesmo. Eu também durmo muito menos! ”

Como mórmon praticante, Kelsey desenvolveu uma perspectiva única sobre comida.

“Minha religião foi uma grande parte da minha educação e a cultura que a cerca teve um impacto muito positivo sobre mim”, explicou ela. “Aprendi os benefícios de fazer parte de uma comunidade e, o mais importante, como ser trabalhador e trabalhador. Coisas pequenas como não beber álcool nunca realmente me incomodaram ou me impediram de qualquer forma. É uma escolha pessoal que posso fazer com ou sem o impacto da minha religião. ”

Então, o que vem por aí para Nixon além de fazer malabarismos com a paternidade e seu trabalho diário?

“A 5ª temporada de Kelsey's Essentials está atualmente no ar no Cooking Channel e o programa acaba de se juntar à família Food Network! ” ela respondeu. “Também estou trabalhando em uma série para a Ulive que mescla paternidade e alimentação: Comida para a família e mamãe de primeira viagem.”

Claramente, Nixon não é preguiçosa no que diz respeito ao trabalho e à vida doméstica, mas será que ela ainda consegue se destacar no que diz respeito aos seus hábitos alimentares diários? É hora de Elyse Sosin, RD, dar seu feedback.


Há certas coisas que simplesmente aceitamos em nossas dietas (ou ignoramos, transigimos ou sacrificamos).

Muitos de nós consumimos grandes quantidades de carne e laticínios, sem parar para pensar sobre o impacto que isso tem em nosso corpo e no mundo. Gastamos dinheiro com alimentos “saudáveis”, sem realmente investigar o conteúdo ou os benefícios nutricionais. Ou aceitamos que muitos produtos ou suplementos alimentares “normais” foram concebidos sem as necessidades das mulheres em mente.

Então, passamos a vida sofrendo de problemas de saúde ou de uma dieta inadequada porque sentimos que não há outra opção.

Recentemente, conheci uma mulher que fazia isso por um longo tempo - até que ela não o fez.

Esta é a sabedoria vegana e ayurvédica no seu estado mais saboroso & gt & gt

Lizzy Sinatra é uma mulher doce, humildemente inteligente e apaixonada em uma missão sincera de levar melhor saúde holística para as mulheres.

Durante anos, Lizzy sofreu os impactos hormonais do controle da natalidade e da Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP). Isso devastou seu corpo e mente, então ela se voltou para seu médico, que lhe disse para apenas volte ao controle de natalidade . Mas ela não tinha interesse em se voltar para a mesma coisa que causou muitos de seus problemas em primeiro lugar.

Lizzy há muito tinha curiosidade sobre a medicina oriental e ayurvédica, mas descobriu que era inacessível demais nos Estados Unidos. Ela havia sofrido tanto e por tanto tempo que estava perdendo o juízo com a medicina ocidental e queria tentar outra abordagem.

Viajando para a Índia duas vezes anteriormente para dois treinamentos de professores de ioga, ela aprendeu sobre Ayurveda, e a terceira vez que ela viajou para a Índia, ela decidiu ficar mais um mês para fazer um check-in de 21 dias panchakarma (intenso processo de desintoxicação) em um hospital ayurvédico. Durante este tempo, ela mudou para uma dieta ayurvédica totalmente natural, baseada em plantas - e dentro dias sua ansiedade, depressão e desafios físicos estavam melhorando. Ela foi fisgada, convertida e pronta para trazer essa dieta recém-descoberta para seu estilo de vida de volta aos Estados Unidos.

Assim que voltou para os Estados Unidos, Lizzy tentou mudar para uma dieta semelhante à que havia feito na Índia. Ela queria uma maneira fácil de obter os mesmos benefícios da alimentação ayurvédica e ter certeza de que estava obtendo os níveis adequados de proteína agora que era vegana.

Ela logo percebeu que os pós de proteína que ela usava em casa para complementar sua dieta estavam cheios de, bem, porcaria . Ela ficou horrorizada com o fato de que a comida que consumia todos os dias estava repleta de ingredientes artificiais que eram ruins para seu intestino, mente e bem-estar.

Então, ela decidiu começar a fazer seu próprio. Ela brincou com diferentes misturas de proteína vegetal, adicionando especiarias ayurvédicas que aprendera na Índia e vários ingredientes saudáveis ​​e saborosos que tornariam a proteína em pó desejável. Ela lentamente criou uma receita e começou a guardar a mistura caseira o tempo todo.

Então, ela teve seu momento “a-ha”:

E se todos tivessem acesso a uma proteína em pó saudável, baseada em plantas, ayurvédica, deliciosa, que não contenha nenhum dos ingredientes prejudiciais?

A proteína ayurvédica é a proteína em pó que emergiu da longa jornada de Lizzy para encontrar uma dieta que realmente atenda às necessidades de seu corpo. Mas agora, todos nós podemos apreciá-lo e nos beneficiar de seus efeitos curativos.

“As ervas ayurvédicas são usadas há milhares de anos para equilibrar o corpo. E agora nós os trazemos para você. ”

Dr. Aswathy Krishna, médico ayurvédico e co-criador da proteína ayurvédica

Liberte alguns benefícios graves para a saúde, estilo Ayurveda & gt & gt

O que há na proteína ayurvédica?

A proteína ayurvédica é uma mistura de três proteínas vegetais: ervilha, abóbora e arroz. Esta mistura fornece um perfil de aminoácidos completo, o que significa que fornece uma quantidade suficiente de cada um dos nove aminoácidos essenciais.

Ele também contém enzimas digestivas, que aumentam a absorção e metabolização de nutrientes.

Ao criar a receita da proteína ayurvédica, Lizzy consultou seu médico ayurvédico - o dr. Aswathy - e juntos eles decidiram sobre três ervas ayurvédicas principais para incluir: Amalaki, Ashwagandha e Bacopa monnieri. Eles escolheram e dosaram essas ervas ayurvédicas para um efeito sinérgico:

& gt & gt Amalaki, ou groselha indiana, é conhecida no Ayurveda por ter benefícios rejuvenescedores e terapêuticos. Ele aumenta a imunidade e é rico em vitamina C e antioxidantes (Amalaki tem pelo menos 10 vezes a quantidade de vitamina C de uma laranja!)

& gt & gt Ashwagandha é uma das ervas mais importantes do Ayurveda e agora é amplamente usada em todo o mundo. É conhecido por reduzir o estresse e a ansiedade e elevar o humor, e também acredita-se que baixar a pressão arterial e reduzir a inflamação .

& gt & gt Bacopa monnieri é usado na medicina ayurvédica há séculos. Ele melhora o foco e a concentração e fortalece a memória, e tem sido comumente usado para TDAH, ansiedade e doença de Alzheimer .

Além dessas três ervas principais, Lizzy e o Dr. Aswathy adicionaram raiz de açafrão, canela e raiz de gengibre à proteína em pó, que tem propriedades antioxidantes, antiinflamatórias, antivirais e de envelhecimento retardado. E, de acordo com a sabedoria ayurvédica, eles se certificaram de que o pó fosse equilibrado para todos os doshas.

Não tem ideia do que é um dosha ou qual dosha você é? Faça este teste para descobrir & gt & gt

Cada colher de proteína ayurvédica aproveita o poder das ervas e especiarias ayurvédicas para apoiar a imunidade, reduzir o estresse e manter a doença sob controle, ao mesmo tempo que abastece seu dia com antioxidantes, adaptógenos e antiinflamatórios.

Ao fazer a proteína ayurvédica, Lizzy fez parceria com um cultivador e fabricante de ervas altamente conceituado, porque eles têm suas próprias fazendas orgânicas nas terras nativas das ervas, conduzem testes rigorosos em suas ervas (incluindo metais pesados), giram sua empresa em torno da preservação de espécies ameaçadas de ervas, se envolvem em ervas e solo de origem sustentável e oferecem comércio / pagamento justo aos seus trabalhadores.

E, se isso não bastasse, a proteína ayurvédica também é certificada pelo USDA como orgânica, vegana, sem glúten, sem soja, de comércio justo e de origem sustentável. Os ingredientes individuais são testados - e o produto final também. É fabricado em instalações com certificação GMP e regulamentadas pela FDA, especializadas em produtos orgânicos para a saúde.

Lizzy está empenhada em fazer o que fala e fornecer um produto que seja bom não apenas para o nosso corpo, mas também para o planeta e a comunidade global.

No site da proteína Ayurvedic Protein, Lizzy resume lindamente o etos e a ética da empresa:

“Acreditamos no poder das plantas e ervas.
Acreditamos que os superalimentos são realmente deliciosos.
Acreditamos que os nutrientes certos podem ajudá-lo a se sentir melhor.
Acreditamos que podemos aprender muito com a medicina antiga.
E acreditamos que todos têm direito a uma vida plena e saudável. ”

Uma dose diária de delicioso autocuidado

“Cura antiga de uma forma moderna e deliciosa.”

Lizzy Sinatra, co-criadora da Proteína Ayurvédica

Para obter o máximo benefício deste incrível suplemento ayurvédico, é melhor ingerir proteína ayurvédica todos os dias. Recomenda-se uma a duas colheres (e como não há cafeína, você pode saboreá-la a qualquer hora do dia!). E, embora o uso mais comum de proteína em pó seja em um batido (com leite ou água), na verdade existem inúmeras maneiras saborosas de incluir a proteína ayurvédica em sua dieta.


De acordo com a Ayurveda, nem todo mundo pode (ou deve) se tornar vegano.

Então, por que tantas pessoas têm dificuldade em manter dietas baseadas em vegetais, quais são os maiores erros que as pessoas cometem e o que você pode fazer para manter seu estilo de vida baseado em vegetais por muito tempo?

De entender mal suas necessidades constitucionais a comer alimentos crus em excesso, muitos problemas comuns associados a dietas à base de vegetais são facilmente resolvidos com um pouco de esforço e informação. Leia e aprenda como prosperar como um saqueador sem carne.

O Ayurveda reconhece três tipos básicos de constituição - vata, pitta e kapha - cada um com diferentes necessidades nutricionais.

Um dos maiores motivos pelos quais as pessoas falham ao seguir dietas à base de plantas é seguir uma dieta e um estilo de vida que são constitucionalmente inadequados, fazendo com que se sintam uma merda.

Lembre-se de que os fundadores de muitas dietas da moda provavelmente tiveram sucesso por meio de uma dieta que era constitucionalmente apropriada para eles e, erroneamente, pensaram que seria ótima para todos os outros também. Isso ocorre porque muitas pessoas não entendem as diferenças constitucionais básicas ou que essas diferenças são críticas para entender o que nos ajuda a prosperar.

De todos os tipos de constituição, o vata é o menos adequado ao veganismo de acordo com o Ayurveda. Por que você pergunta? Vata é magro, seco, tende a não ter aterramento e realmente não tem massa corporal para ser vegano.

Posso atestar isso em primeira mão. Tentei me tornar completamente vegano (e fiz um trabalho de merda) e acabei ansioso, magro e exausto. Meu meio-termo é usar laticínios, como queijos frescos, ghee, leite orgânico cru e manteiga.

Se você está tentando se tornar vegano e tem uma constituição vata, você pode querer considerar ser vegetariano em vez de vegano e deve incorporar produtos lácteos orgânicos e sem crueldade em sua dieta regularmente.

Seu corpo dirá se sua dieta está correta, então, por favor, ouça!

Pitta

Pessoas pitta podem ser veganas com mais frequência do que pessoas vata, mas pitta geralmente não é tão robusto quanto eles pensam. Freqüentemente vejo a síndrome da “mente arrastando o corpo para trás” em pessoas pitta, e essas são as que tendem a ir ao extremo com suas dietas apenas cruas.

Os crudívoros Pitta são algumas das pessoas mais agressivas que já conheci, porque sua dieta agravante de vata está, na verdade, alimentando as chamas de seu temperamento pitta. Enquanto eles podem ser capazes de sustentar uma dieta vegana crua por pura vontade, eles podem se tornar muito desagradáveis ​​de estar por perto e irão afastar os amigos com sua retórica incessante do tipo “você deveria enlouquecer porque” e sua natureza teimosa em geral.

Se isso está parecendo você ou alguém que você conhece, não se preocupe, há uma solução! Comece a cozinhar sua comida e considere adicionar leite cru e sem crueldade à sua dieta. Porque? O leite é um dos alimentos mais pacíficos que existe, dado pela mãe vaca ao bezerro por amor ao filho. Parte desse amor é transferido para nós (leia-se, fazendas de pequena escala livres de crueldade) e pode ajudar a equilibrar algumas das tendências extremistas de Pitta. Basta ferver e, em seguida, esfriar 8-12 onças de leite à noite para consumir antes de dormir ou como um lanche matinal. Cozinhar sua comida diminuirá suas tendências de vata, portanto, pode ajudar a acalmar um psicopata pitta.

Kapha

De todos os tipos de constituição, kapha é aquele que pode realmente permanecer vegano por um longo prazo. Naturalmente robusto, esse tipo de constituição adere à massa facilmente e tem a força constitucional necessária para uma dieta puramente vegetal. Kapha ainda deve cozinhar sua comida, pois eles tendem a ter uma digestão lenta, mas contanto que eles não tenham grandes desequilíbrios de vata, eles podem fazer esta dieta por um longo tempo.

Os três problemas e soluções mais comuns para seguir dietas baseadas em vegetais:

Problema (ou equívoco) Um: Baseado em planta significa cru, e cru é melhor.

Não, não é assim, e aqui está o porquê: alimentos crus são muito mais difíceis de digerir, e depender muito deles pode deixar seu sistema digestivo sobrecarregado e seu corpo desnutrido. Alguns sinais de que você está tendo muita comida crua são gases e inchaço excessivos, uma sensação de cansaço e sensação de frio o tempo todo.

Embora você possa pensar que está obtendo mais nutrientes de alimentos crus, a verdade é que provavelmente você está acessando menos nutrientes porque a celulose é difícil de quebrar. Embora existam algumas pessoas selecionadas que tenham o poder digestivo e a constituição adequados para lidar com grandes quantidades de alimentos crus, a maioria de nós precisa da pré-digestão que o cozimento oferece para receber plenamente os benefícios que os vegetais têm a oferecer. Sem mencionar que os alimentos crus aumentam o vata no corpo, e o Ayurveda está extremamente preocupado em mitigar o vata, pois é o vata que faz com que você envelheça.

Solução: Cozinhe sua comida!

Cozinhar é essencialmente pré-digerir a comida e quebrar as fibras dos vegetais, aliviando assim a carga de nossos sistemas digestivos e liberando nossa energia corporal para outros trabalhos. Isso também deixa vata muito feliz, nos mantém aquecidos e auxilia nosso sistema digestivo e longevidade.

Problema dois: gases e inchaço.

Tantas pessoas com quem falo dizem que têm muito desconforto gástrico por se tornarem veganas / vegetarianas, e muitas parecem pensar que isso é normal, o que me deixa em um estado de angústia como praticante de Ayurveda.

Adivinha? Gás e inchaço não devem ser considerados uma parte normal de qualquer dieta e seu corpo está lhe dizendo que algo está errado.

Solução: Cozinhe e tempere sua comida!

Sim, isso é tão importante que eu tive que dizer cozinhe sua comida duas vezes!

Feijão e lentilha se tornam uma parte importante de sua dieta como vegano ou vegetariano e também são alimentos que provocam vata. Para ser digerido corretamente, sem gases e inchaço, você deve usar especiarias carminativas. Isso significa especiarias que reduzem os gases e o inchaço e tornam os grãos mais digeríveis. Algumas escolhas excelentes são cominho, coentro, hing, hingvastika, sal, ajwain e sal preto. Todos esses são úteis para reduzir os efeitos colaterais menos desejáveis ​​e mais ruidosos que o feijão pode nos oferecer.

Você também deve cozinhar bem sua comida. Molhar as lentilhas é um método eficaz de reduzir o tempo necessário para cozinhar e ajudará você a economizar tempo a longo prazo.

Problema três: baixa energia e exaustão.

Uma das maiores barreiras para as pessoas manterem uma dieta baseada em vegetais por muito tempo é que elas acabam se sentindo uma merda. A verdade é que, a menos que você venha de uma longa linhagem de vegetarianos que se adaptaram geneticamente a esse estilo de vida ao longo do tempo, você precisará suplementar os nutrientes essenciais que faltam nas dietas à base de plantas. Embora muitos digam que você pode obter ferro suficiente de verduras e outras fontes, o verdadeiro teste é como você está se sentindo em seu corpo.

No Ayurveda, a saúde do tecido sanguíneo pode ser medida pelo seu sentimento de entusiasmo pela vida. Portanto, se você perceber que começa a se arrastar e perde as suas raspas um ou dois meses depois de parar de comer, essas deficiências podem muito bem ser o motivo. São também essas deficiências que podem fazer com que você tenha fome de carne - é o seu corpo & # 8217s grito por ajuda e um sinal claro de que você está faltando nutrientes essenciais.

Nunca subestime a sabedoria de seu próprio organismo. Cada desejo, pensamento e emoção são uma pista para nossa saúde subjacente e uma ferramenta poderosa para cuidar de nossas vidas.

Solução: suplemento, suplemento, suplemento!

Os maiores jogadores com os quais você precisa se preocupar para manter a energia são o ferro e a vitamina B12. Você pode querer prestar muita atenção à ingestão de ácidos graxos também, incluindo ômegas, EPA e DHA. Existem muitas marcas excelentes que oferecem suplementos à base de algas, por isso, certifique-se de fazer algumas pesquisas.

Quem quer que esteja dizendo às pessoas para se tornarem totalmente veganas, crus e sem óleo está colocando muitas pessoas em risco de sérios problemas de saúde no futuro, de uma perspectiva ayurvédica.

Na verdade, existem muito poucas pessoas que podem seguir este tipo de dieta a longo prazo e manter a saúde, e 95 por cento das pessoas que tentam isso não deveriam ser. Cada tipo de constituição tem necessidades diferentes, e essas necessidades devem ser honradas se quisermos alcançar uma saúde duradoura.

Acredito que apenas pessoas kapha podem se tornar totalmente veganas e manter a saúde, que pessoas pitta podem ser vegetarianas felizes e que muitas pessoas vata precisarão de alguma proteína animal em suas vidas para manter a saúde. Esta é a perspectiva ayurvédica, assim como a minha.


Efeitos colaterais

Quando tomado por via oral: O ácido fólico é PROVÁVELMENTE SEGURO para a maioria das pessoas. A maioria dos adultos não sente quaisquer efeitos secundários quando toma doses inferiores a 1 mg por dia.

Ácido fólico é POSSIVELMENTE INSEGURO quando tomado por via oral em grandes doses, a longo prazo. Embora doses de até 5 mg por dia tenham sido usadas com segurança em algumas pesquisas, doses de ácido fólico maiores que 1 mg por dia podem causar cólicas abdominais, diarreia, erupção cutânea, distúrbios do sono, irritabilidade, confusão, náusea, dor de estômago, mudanças de comportamento, reações na pele , convulsões, gases, excitabilidade e outros efeitos colaterais.

Também existe a preocupação de que tomar ácido fólico em excesso por um longo período de tempo possa causar efeitos colaterais graves. Algumas pesquisas sugerem que tomar ácido fólico em doses de 800 mcg a 1,2 mg por dia pode aumentar o risco de ataque cardíaco em pessoas que têm problemas cardíacos. Outra pesquisa sugere que tomar essas altas doses também pode aumentar o risco de câncer, como câncer de pulmão ou próstata.

Quando administrado como um tiro: O ácido fólico é PROVÁVELMENTE SEGURO para a maioria das pessoas, quando injetado no corpo. A maioria dos adultos não apresenta quaisquer efeitos colaterais quando usados ​​em doses inferiores a 1 mg por dia.


Você pode desfrutar de frutas com moderação em uma dieta baixa em carboidratos ou ceto. A seguinte lista de frutas com baixo teor de carboidratos inclui as melhores para escolher. Evite frutas tropicais com alto teor de açúcar.

Os volumes do tamanho da porção variam dependendo do tamanho do produto e do estilo de corte, se houver. Para uma medição exata, vá por peso.

ComidaPorçãoCarboidratos líquidos (g)
Abacate1/2 fruta (100g)1.8
Framboesas1/2 xícara (61,5g)3.3
Amoras1/2 xícara (74g)8.9
Amora silvestre1/2 xícara (72g)3.1
Cocos, carne1/2 xícara (40g)2.5
Cranberries1/2 xícara (55g)4.6
Groselhas1/2 xícara (56g)5.3
Morangos1/2 xícara (76g)4.3
Limões1 limão (58g)3.8
Limes1 limão (67g)5.2
Azeitonas1/2 xícara (67g)2.2
Tomates1 xícara (180g)4.8
Melancia1/2 xícara (76g)5.5



E os estudos científicos?

Existem muitos estudos publicados que analisam o Polissorbato 80, mas é importante reconhecer suas limitações antes de fazer generalizações.

Este estudo sugere uma ligação entre o ingrediente e a infertilidade em ratos.

O peso relativo do útero e ovários diminuiu em relação aos controles não tratados. & hellip .. Os ovários não tinham corpos lúteos e tinham folículos degenerativos.

Foi observado que acelera a maturação de ratas e resultou em deformidades do ovário. Esses efeitos foram demonstrados em camundongos recém-nascidos que foram injetados com Polissorbato 80. É certamente uma preocupação quando consideramos que algumas vacinas podem conter Polissorbato 80.

Um estudo separado sugeriu que o Polissorbato 80 pode ser o agente causador de uma mulher grávida em choque anafilático.

Embora isso também seja uma preocupação, eu escolheria ser cauteloso com este estudo, pois a pesquisa foi conduzida em apenas uma mulher grávida que teve uma reação alérgica grave a um multivitamínico administrado por via intravenosa. Embora os médicos tenham identificado o Polissorbato 80 como a causa, nenhuma outra incidência desse tipo de reação foi relatada.

Um estudo recente mostrou uma conexão real entre a ingestão de Polissorbato 80 e o desenvolvimento de problemas intestinais e pode ser uma preocupação real para aqueles com predisposição à colite.

Concentrações relativamente baixas de dois emulsificantes comumente usados, ou seja, carboximetilcelulose e polissorbato-80, induziram inflamação de baixo grau e obesidade / síndrome metabólica em hospedeiros do tipo selvagem e promoveram colite robusta em camundongos predispostos a este distúrbio. Esses resultados apóiam o conceito emergente que perturbou as interações do hospedeiro com a microbiota que resultam em inflamação de baixo grau podem promover a adiposidade e seus efeitos metabólicos associados. Além disso, eles sugerem que o amplo uso de agentes emulsificantes pode estar contribuindo para um aumento da incidência social de obesidade / síndrome metabólica e outras doenças inflamatórias crônicas.

Em uma linha semelhante, o estudo vinculado aqui conectou o polissorbato 80 à doença de Crohn e rsquos exacerbada.

A doença de Crohn & rsquos é comum em países desenvolvidos, onde a dieta típica é pobre em fibras e rica em alimentos processados. Lesões primárias recobrem manchas de Peyer e rsquos e folículos linfóides do cólon onde ocorre a invasão bacteriana através das células M. Avaliamos o efeito do polissacarídeo não amiláceo solúvel (NSP) e dos emulsionantes alimentares na translocação de Escherichia coli através das células M.

Translocação de E coli através das células M é reduzido por fibras vegetais solúveis, particularmente banana e brócolis, mas aumentado pelo emulsificante Polissorbato-80. Esses efeitos ocorrem em concentrações relevantes e podem contribuir para o impacto dos fatores dietéticos na patogênese da doença de Crohn & rsquos.

O polissorbato 80 também foi causalmente associado a um risco aumentado de coágulos sanguíneos, derrame, ataque cardíaco, insuficiência cardíaca e crescimento ou recorrência de tumor em pacientes com certos tipos de câncer.


Pai da Flórida é preso por apertar intencionalmente uma menina de 1 mês, quebrando 20 costelas

Um homem da Flórida foi preso na quinta-feira depois que detetives disseram que ele intencionalmente apertou seu bebê de 1 mês, fraturando várias costelas da garota.

Os detetives começaram a investigar na terça-feira depois que o bebê de 1 mês foi admitido no Hospital Johns Hopkins All Children's com fratura de costelas e hematomas.

Os detetives dizem que a mãe da menina, Sara Nixon, de 25 anos, e o pai da menina, Daniel Nixon, de 25, trouxeram a criança ao hospital devido a problemas digestivos e um hematoma na perna.

Os médicos disseram aos investigadores que o bebê sofreu mais de 20 fraturas nas costelas.

Os detetives entrevistaram os pais e identificaram inconsistências nas declarações de Daniel Nixon. Na quinta-feira, os detetives levaram o pai ao gabinete do xerife do condado de Pinellas para uma entrevista adicional.

Daniel Nixon admitiu aos detetives que apertou intencionalmente o bebê em pelo menos duas vezes, com força significativa, porque o bebê estava chorando e ele estava frustrado.

Os detetives prenderam Daniel Nixon e o transportaram para a prisão do condado de Pinellas sem incidentes.

Daniel Nixon foi acusado de uma acusação de abuso infantil agravado com grande dano corporal. A criança recebeu alta do hospital e ficou sob custódia de um membro da família.


22 de abril de 2008

Bam bam bam. como isso é um plano ruim?

Ai, chawlayyy.

você já levou um tiro na lateral do pé? eu experimentei isso esta manhã. foi mais doloroso do que pensei ser possível.

então, corri a meia maratona. no dia seguinte, meu pé direito doía muito. toda vez que coloco qualquer tipo de pressão sobre ele, a dor percorre todo o meu pé. ah, as alegrias da tendinite.

fui ao médico pé esta manhã (oh, eu mencionei que manquei pelo campus o dia todo ontem, praticamente em lágrimas? torto? e todo mundo estava olhando para mim como se eu tivesse algum tipo de problema mental? isso foi divertido.) e ele disse me que minha tendinite estava extremamente inflamada, que era a fonte da dor. Eu contei a ele minha vasta experiência com tendinite (você sabe, voltando de uma missão por causa disso, usando sapatos especiais, todo aquele jazz), e ele sugeriu que eu apenas fosse para o ouro e tomar uma injeção de esteróides no meu tendão, que entorpeceria a sola e a lateral do meu pé, permitindo-me andar sem dor por seis semanas.

eu tirei a foto. Eu me contorci, disse "ow" provavelmente 40 vezes - eu nunca senti uma dor assim. 20 segundos de dor, dor DOR.

mas agora posso andar. obrigado, dr. Roger.


O edifício do Pentágono é 'Skynet'?

Alguns acreditam que o lançamento de drones no campo de batalha (e nas cidades americanas) significa que os elementos humanos serão combinados com computadores de IA para conduzir as operações. Eles também dizem que os robôs armados não ficarão muito atrás.

Equipados com IA, esses robôs serão capazes de aprender à medida que avançam, acabando por tirar a tomada de decisões das mãos dos humanos.

É muito parecido com o sistema "Skynet" de IA e robôs armados retratados na série de filmes "Terminator", dizem alguns especialistas.

Claramente, a pesquisa de inteligência artificial está em andamento. Em um estudo recente conduzido por cientistas do Google, um bot de IA foi questionado sobre uma série de perguntas sobre moralidade, ética e existência humana.

Máquina: O fato de você ter um filho.

Humano: Qual é o propósito da vida?

Máquina: Para servir ao bem maior.

Humano: Qual é o propósito de viver?


Transformando a América [o mundo] em um campo de batalha: um projeto para bloquear nações

O potencial para o aumento desastroso de poder mal colocado existe e vai persistir. Jamais devemos permitir que o peso dessa combinação coloque em risco nossas liberdades ou processos democráticos.

Devemos tomar nada como garantido. Somente uma cidadania alerta e informada pode obrigar o adequado entrosamento do enorme maquinário industrial e militar de defesa com nossos métodos e objetivos pacíficos, de modo que a segurança e a liberdade possam prosperar juntas. & Quot

Como pode haver qualquer aparência de liberdade quando há tanques nas ruas, acampamentos militares nas cidades, helicópteros Blackhawk e drones armados patrulhando em cima?

Foi por essa razão que aqueles que estabeleceram a América investiram o controle dos militares em um governo civil, com um comandante-chefe civil. Eles não queriam um governo militar governado pela força.

Em vez disso, eles optaram por uma república regida pelo Estado de Direito: a Constituição dos Estados Unidos .

Infelizmente, com a Constituição sob constante ataque, o poder, a influência e a autoridade dos militares e rivais cresceram dramaticamente.

Mesmo o Ato de Posse Comitatus de 1878, o que torna um crime o governo usar militares para realizar prisões, buscas, apreensão de provas e outras atividades normalmente realizadas por uma força policial civil, foi enfraquecido por Barack Obama e George W. Bush, que introduziram isenções que permitem que as tropas se desloquem domesticamente e prendam civis na sequência de alegados atos terroristas.

Agora nos encontramos lutando para manter alguma aparência de liberdade em face da polícia e agências de aplicação da lei que pareça e aja como o militar e têm tão pouco respeito pela Quarta Emenda, leis como o NDAA que permite aos militares prender e deter indefinidamente cidadãos americanos, e exercícios militares que aclimatam o povo americano à visão de tanques blindados nas ruas, acampamentos militares nas cidades e aeronaves de combate patrulhando em cima.

Para piorar as coisas, descobrimos que os planos militares de usar os estados do sudoeste como palco para exercícios de guerra de guerrilha em que tropas militares altamente treinadas, equipadas com todos os tipos de armas, transformam as cidades americanas em quase campos de batalha. Porque? Como eles nos dizem, é para que as forças de operações especiais possam obter & ldquotreinamento militar realista& rdquo no território & ldquohostile & rdquo.

Eles obtiveram até um nome para o exercício: Jade Helm 15.

Se os americanos têm ou não algo a temer de Jade Helm 15, um exercício de treinamento militar de oito semanas, secreto, multi-agências e multiestado, programado para acontecer neste verão de 15 de julho a 15 de setembro, ainda está para ser visto.

Insistindo em que não há nada com que se preocupar, o Washington Post fez um grande esforço para apontar que esses exercícios militares em solo americano são nada de novo. Por exemplo, havia Operação Bold Alligator, em que milhares de fuzileiros navais e marinheiros realizaram exercícios anfíbios contra as forças & ldquoinsurgent & rdquo na Geórgia e na Flórida. Operação Robin Sage havia soldados Boinas Verdes engajados em guerrilhas na Carolina do Norte. E Operação Ponte Derna envia forças especiais da Marinha para partes da Carolina do Sul e para a Floresta Nacional.

No entanto, se os americanos estão preocupados com os exercícios militares do Jade Helm 15 planejados neste verão, eles têm todo o direito de estar.

Afinal, não fomos incitados repetidamente a apenas & ldquotrust & rdquo que o governo respeite nossos direitos e cumpra o império da lei apenas para descobrir que, de fato, nossos direitos estão sendo saqueados e a Constituição desrespeitada a cada passo?

Let&rsquos assume, for the moment, that Jade Helm 15 is not a thinly veiled military plot to take over the country lifted straight out of director John Frankenheimer&rsquos 1964 political thriller Seven Days in May, as some fear, but is merely a &ldquoroutine&rdquo exercise for troops, albeit a blatantly intimidating flexing of the military&rsquos muscles.

The problem arises when you start to add Jade Helm onto the list of other troubling developments that have taken place over the past 30 years or more:

The expansion of the military industrial complex and its influence in Washington DC, the rampant surveillance, the corporate-funded elections and revolving door between lobbyists and elected officials, the militarized police, the loss of our freedoms, the injustice of the courts, the privatized prisons, the school lockdowns, the roadside strip searches, the military drills on domestic soil, the fusion centers and the simultaneous fusing of every branch of law enforcement (federal, state and local), the stockpiling of ammunition by various government agencies, the active shooter drills that are indistinguishable from actual crises, the economy flirting with near collapse, etc .

Suddenly, the overall picture seems that much more sinister. Clearly, as I point out in my new book Battlefield America: The War on the American People, there&rsquos a larger agenda at work here.



Summarizing the report, investigative journalist Chris Hedges declared


" The military must be prepared, the document warned, for a &lsquoviolent, strategic dislocation inside the United States,&rsquo which could be provoked by &lsquounforeseen economic collapse,&rsquo &lsquopurposeful domestic resistance,&rsquo &lsquopervasive public health emergencies&rsquo or &lsquoloss of functioning political and legal order.&rsquo The &lsquowidespread civil violence,&rsquo the document said, &lsquowould force the defense establishment to reorient priorities in extremis to defend basic domestic order and human security.&rsquo&rdquo

At what point will all of the government&rsquos carefully drawn plans for dealing with civil unrest, &ldquohomegrown&rdquo terrorism and targeting pre-crime become a unified blueprint for locking down the nation?

For instance, what&rsquos the rationale behind turning government agencies into military outposts? There has been a notable buildup in recent years of SWAT teams within non-security-related federal agencies such as Department of Agriculture, the Railroad Retirement Board, the Tennessee Valley Authority, the Office of Personnel Management, the Consumer Product Safety Commission, the U.S. Fish and Wildlife Service and the Education Department. As of 2008, &ldquo73 federal law enforcement agencies&hellip [employ] approximately 120,000 armed full-time on-duty officers with arrest authority.&rdquo

Four-fifths of those officers are under the command of either the Department of Homeland Security (DHS) or the Department of Justice.

What&rsquos with all of the government agencies stockpiling hollow point bullets? For example, why does the Department of Agriculture need .40 caliber semiautomatic submachine guns and 320,000 rounds of hollow point bullets? For that matter, why do its agents need ballistic vests and body armor?

A hollow-point bullet is an expanding bullet that has a pit or hollowed out shape in its tip often intended to cause the bullet to expand upon entering a target in order to decrease penetration and disrupt more tissue as it travels through the target.

Why does the Postal Service need &ldquoassorted small arms ammunition&rdquo? Why did the DHS purchase &ldquo1.6 billion rounds of hollow-point ammunition, along with 7,000 fully-automatic 5.56x45mm NATO &lsquopersonal defense weapons&rsquo plus a huge stash of 30-round high-capacity magazines&rdquo? That&rsquos in addition to the FBI&rsquos request for 100 million hollow-point rounds.

o Department of Education, IRS, a Social Security Administration, e as Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, which oversees the National Weather Service, are also among the federal agencies which have taken to purchasing ammunition and weaponry in bulk.

Why is the federal government distributing obscene amounts of military equipment, weapons and ammunition to police departments around the country?

And why is DHS acquiring more than 2,500 Mine-Resistant Armored Protection (MRAP) vehicles, only to pass them around to local police departments across the country? De acordo com New York Times:

Why is the military partnering with local police to conduct training drills around the country? And what exactly are they training for? No Richland, South Carolina, for instance, U.S. army special forces participated in joint and secretive exercises and training with local deputies.

The public was disallowed from obtaining any information about the purpose of the drills, other than being told that they might be loud and to not be alarmed. The Army and DHS also carried out similar drills and maneuvers involving Black Hawk helicopters in Texas, Florida, and other locations throughout the U.S., ostensibly in order to provide local police with &ldquorealistic&rdquo urban training.

What is being done to protect the American populace from the threat of military arms and forces, including unarmed drones, being used against them? Policy analysts point to Directive No. 3025.18, &ldquoDefense Support of Civil Authorities&rdquo (issued on Dec. 29, 2010), as justification for the government&rsquos use of military force to put down civil unrest within the United States.

Why is FEMA stockpiling massive quantities of emergency supplies? On January 10, 2014, FEMA made a statement enlisting the service of contractors who could &ldquosupply medical biohazard disposal capabilities and 40 yard dumpsters to 1,000 tent hospitals across the United States all required on 24-48 hour notice.&rdquo

This coincides with other medical requests seeking massive amounts of supplies, such as &ldquo31,000,000 flu vaccinations,&rdquo &ldquo100,000 each of winter shirts and pants and the same for summer&rdquo and other goods and services requests as well like tarps, manufactured housing units, and beverages. And why does the TSA need $21,000 worth of potassium chlorate, a chemical compound often used in explosives?

Why is the Pentagon continuing to purchase mass amounts of ammunition while at the same time preparing to destroy more than $1 billion worth of bullets and missiles that are still viable?

Moreover, what is really being done to hold the Pentagon accountable for its doctored ledgers, fraud, waste and mismanagement, which has cost the taxpayer trillions of dollars?


"The Pentagon is the only federal agency that has not complied with a law that requires annual audits of all government departments. That means that the $8.5 trillion in taxpayer money doled out by Congress to the Pentagon since 1996, the first year it was supposed to be audited, has never been accounted for . That sum exceeds the value of China's economic output.&rdquo

Given the similarities between the government&rsquos Live Active Shooter Drill training exercises, carried out at schools, in shopping malls, and on public transit, which can and do fool law enforcement officials, students, teachers and bystanders into thinking it&rsquos a real crisis, how much of what is being passed off as real is, in fact, being staged by DHS for the &ldquobenefit&rdquo of training law enforcement, leaving us none the wiser?

These training exercises come complete with their own set of professionally trained Crisis Actors playing the parts of shooters, bystanders and victims in order to help schools and first responders create realistic drills, full-scale exercises, high-fidelity simulations, and interactive 3D films.


Given that Americans are 110 times more likely to die of foodborne illness than in a terrorist attack, why is the government spending trillions of dollars on &ldquonational security&rdquo?

How exactly is the $75 billion given to various intelligence agencies annually to keep us &ldquosafe&rdquo being spent? And why is the DHS giving away millions of dollars&rsquo worth of federal security grants to states that federal intelligence agencies ruled have &ldquono specific foreign or domestic terrorism threat&rdquo?


Why is the government amassing names and information on Americans considered to be threats to the nation, and what criteria is the government using for this database? Keep in mind that this personal information is being acquired and kept without warrant or court order. It&rsquos been suggested that in the event of nuclear war, the destruction of the U.S. Government, and the declaration of martial law, this Main Core database, which as of 2008 contained some 8 million names of Americans, would be used by military officials to locate and round up Americans seen as threats to national security, a program to be carried about by the Army and FEMA.

Taken individually, these questions are alarming enough. But put them together and they add up to the kind of trouble that the American founding fathers not only warned against but from which they fought to free themselves .

Indeed, when viewed collectively, they leave one wondering what exactly the U.S. government is preparing for and whether American citizens shouldn&rsquot be preparing, as well, for that eventuality when our so-called &ldquogovernment of the people, by the people, for the people&rdquo is no longer answerable to &ldquowe the people. & rdquo

Mainly, brain damage has been the issue everything from sleep disturbances and memory impairments to hallucinations and mental illness have been experienced by those who received the swine flu vaccine.

Most medical professionals and Big Pharma folks are quick to defend and recommend such vaccines of course pharma giant GlaxoSmithKline (GSK), the manufacturers of the swine flu vaccine, Pandemrix, is a key player in this regard.

However, they've come under fire recently and rather than sit under a protective you-can't-touch-me cloak, the pharma giant has been ordered to pay about $60 million to the UK government after it was determined that Pandemrix played a role in causing brain damage in a range of cases.

"No doubt" swine flu vaccine linked to brain damage


"There's no doubt in my mind whatsoever that Pandemrix increased the occurrence of narcolepsy onset in children in some countries - and probably in most countries," says Emmanuelle Mignot, a specialist in sleep disorder at Stanford University who looked into the effects of the vaccine.

About 80 percent of those affected have been children, but GSK continually turned a blind eye. Even when a study came out showing that vaccinated children where 13 times more likely to develop narcolepsy, the company didn't admit any link. Even when, in 2011, the European Medicines Agency issued a warning that people under 20 should refrain from getting the vaccine, GSK didn't pay attention.

They maintain that they are professionals dedicated to human health the GSK website currently says


"At GSK responsible business is how we do business. Our mission is to improve the quality of human life by enabling people to do more, feel better, live longer."

Sure, tell that to eight-year-old Josh Hadfield, from Somerset, England. He took Pandemrix and guess what? He's now on anti-narcolepsy drugs to help keep him awake in school, something which costs approximately $15,000 annually.


GSK website puts emphasis on "delivering financial performance"

Interestingly, the same GSK website that talks about the company's responsibility to help others feel good and live long lives also touches on a more pressing issue, at least for them - and it's one that says a mouthful. Just a few sentences below its statement of health dedication, in larger font that stands out from the rest of the copy, it says


"How we operate is just as important to us as delivering financial performance."


The statement is attributed to Sir Andrew Witty, GSK CEO. Então aí está. That, my friends, is it in a nutshell, basically as close as we'll come to "hearing" straight from the source itself that all Big Pharma truly has in mind is the health of their numbers.

Of course the fact that GSK will be paying the UK government millions of dollars to those who now have brain damage from taking Pandemrix also speaks volumes.

It acts as an admission that taking the vaccine is indeed a health problem otherwise, why would GSK be on board with giving money to those who are now hardly able to function in their daily lives? It they truly felt they were in the right, they'd stand firm and refuse to make any payments, right ?

It's expected that even more people will develop brain injuries associated with taking the swine flu vaccine, especially narcolepsy and cataplexy, which makes a person lose consciousness whenever they experience deep emotions such as the basic act of laughing.

And a new study out of Canada reveals that this mass consolidation of publishing power is, to a large extent, skewing what passes as scientific progress.

Researchers from the University of Montreal pored through the whole of scientific literature published between 1973 and 2013 and found that the publishing realm has changed dramatically during this time.

Many smaller publishers have been absorbed into larger ones, for instance, and academic research groups have become increasingly beholden to the interests of these major publishers, which tend to favor large industries like pharmaceuticals and vaccines.

Much of the independence that was once cherished within the scientific community, in other words, has gone by the wayside as these major publishers have taken control and now dictate what types of content get published. The result is a publishing oligopoly in which scientists are muzzled by and overarching trend toward politically correct, and industry-favoring, "science."


ARTIGOS RELACIONADOS

Ms George said she was 'petrified' of what people would think of her becoming pregnant

'When I explained I'd taken Bootea in previous months, the doctor explained it was probably due to that flushing out my system with a laxative effect that my contraceptive pill failed.'

Ms George, who has made a living talking about motherhood and lifestyle to her followers on Instagram, said: 'After I came back from holiday I felt really unwell, but I presumed it was down to catching a bug or something on the plane.

'It wasn't until I was told I was pregnant that I put two and two together and realised it had in fact been morning sickness I was feeling.'

Finding out she was pregnant was a huge shock to Ms George who had not been in a relationship with Mr Gill for long.

She said: 'In hindsight, Mike and I are over the moon to have our daughter Kovah.

'But at the time I found out I was pregnant it was a huge strain on both Mike and my mental health.

'I was petrified of what people thought of me falling pregnant so soon into a relationship, I didn't even tell my own mum about my pregnancy until I was 20 weeks along.

'Mike and I had planned to start saving to travel around the world but all that changed when I fell pregnant.

'It was a really difficult time for both of us, but luckily we've come out the other side stronger as a couple and couldn't imagine our lives without Kovah now.'

Ms George said: 'I didn't even tell my own mum about my pregnancy until I was 20 weeks'

Ms George alleges a doctor told her detox tea can flush out the digestive system which can stop the Pill from being absorbed into the bloodstream. She is pictured with the tea

CAN DETOX TEAS COUNTERACT BIRTH CONTROL?

Detox teas contain laxatives, most of which are in a natural form, such as senna, yerba mate, fennel seeds and nettle.

Diarrhoea can decrease the efficacy of medication, as it rushes it through your system without being absorbed in the gut into the bloodstream.

This is a common concern with hormonal birth control, which must be taken daily in order to be effective.

The NHS says if you have sickness or diarrhoea for more than 24 hours, your protection against pregnancy may be affected.

Ms George claims that there was no warning that the tea could affect the reliability of the contraceptive pill on the packaging or leaflet tucked away inside the product.

The tea is taken once in the morning and once at night. Bootea has previously warned the effectiveness of the Pill may be impacted if it's taken in the morning - within four hours of the laxative effect. But claim if the Pill was taken at night 'you will be fine'.

Following the birth of daughter Kovah, who is now two, Ms George is looking to raise awareness of the potential problems between the contraceptive pill's effectiveness and detox teas.

She said: 'I'd say to people to 100 per cent do your own research into detoxing if you are considering it but honestly a shift in diet will do more for your gut than tea.'

Bootea claims the 14-day detox 'is a natural, cleansing tea that will leave you feeling energised, motivated to reach fitness goals and will beat the bloat'.

Three of the ingredients - yerba mate, fennel seeds and nettle leaves - have a laxative effect, which causes frequent trips to the toilet.

In addition, the product contains dandelion, which has been shown to interact with medications by changing how they are broken down by the liver.

The couple are 'over the moon' with their daughter but she was a surprise

Ms George said the pregnancy was the 'hardest time of her life'. Pictured with Kovah

Ms George, pictured with Mr Gray and Kovah at their home, said she took the Pill 'religiously'

Ms George added: 'I don't regret taking the tea as I have the biggest achievement and blessing I could wish for in my daughter.

'I'm over all the issues that came when with the pregnancy but it was the hardest time of my life.

'Whilst it was highly traumatic, I don't feel bad about it at all because it gave me my beautiful girl, but my circumstances could have been very difference.'

Bootea has previously been advertised by countless celebrities on social media, such as former glamour model Katie Price, actress Vanessa Hudgens, and reality TV stars Vicky Pattison, Jamie Laing and Caggie Dunlop.

Actress Michelle Keegan reportedly used the tea to slim down before her wedding to Only Way Is Essex star Mark Wright - prompting countless brides-to-be to follow the same regime.

Bootea has previously been advertised by countless celebrities on social media, such as actress Vanessa Hudgens (pictured)


Assista o vídeo: KE509 Fiery Foods (Outubro 2021).