Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Dicas para comprar, armazenar e escolher o queijo

Dicas para comprar, armazenar e escolher o queijo

Tiffany’s, Prada, Gucci e Versace podem ser encontradas na cidade ultra-rica de Beverly Hills. Os viciados em compras podem entregar-se à farra de compras dos seus sonhos, mas também há um endereço especial para os amantes da gastronomia de elite no 90210, para queijos.

Poucas lojas no país superam a variedade e qualidade dos refrigerantes em A loja de queijos de Beverly Hills. AOC, The Water Grill, Pátina e outros restaurantes importantes de Los Angeles compram queijo para os pratos na loja minúscula e fedorenta (no bom sentido) em Beverly Boulevard.

Sentamos com o proprietário Norbert Wabnig para partir o pão, provar um excelente queijo e conversar sobre dicas sobre como comprar, armazenar e comer queijo.

Quantos tipos de queijo você vende na The Cheese Store?
Depende muito da época do ano. Pode variar de 450 a 600 ou mais em todo o mundo.

Qual é a diferença de sabor entre o leite de vaca, o leite de cabra e o queijo de ovelha?
A maioria das pessoas se identifica com o leite de vaca porque a maioria dos nossos queijos é feita com leite de vaca. Parte da razão para isso é que as vacas produzem muito leite, cerca de 30 litros por dia. Cabras e ovelhas fornecem apenas cerca de 4 litros por dia. Uma das razões pelas quais os produtores de queijo misturam queijos de leite de cabra é porque eles não têm leite de cabra suficiente. Cada leite tem um sabor único. O leite de cabra tem um sabor azedo e vínico. É como ostras, uma vez que você sente o gosto, você realmente gosta. Comedores de queijo intolerantes à lactose ainda podem tolerar queijos de cabra e ovelha. O leite de ovelha está meio que no meio dos três, tem a riqueza do leite de vaca e um pouco do sabor do leite de cabra.

O que torna um queijo único?
O terroir, assim como o vinho. O solo, a geografia e o que a vaca, a ovelha e a cabra comem são fatores que separam e distinguem os diferentes sabores de cada queijo. É por isso que um queijo de leite de ovelha da Espanha tem um gosto diferente de um queijo de leite de ovelha da Itália. Uma das razões pelas quais os queijos franceses são tão distintos é o terroir.

O que procura na hora de comprar queijos para a loja?
Claro que gosto, mas também nos preocupamos com o cuidado com que foi feito e um pouco com a personalidade de quem fez o queijo. Eu acredito que essa personalidade de alguma forma flui para o queijo.

O que um comprador de queijo iniciante deve procurar ao comprar queijo?
Aborde isso como uma aventura. Todos nós temos certos queijos que conhecemos, com os quais crescemos e gostamos. Eu recomendo começar com isso e depois diversificar. Então, se você gosta de cheddar, expanda e experimente algo com um pouco mais de sabor, como leite de ovelha Manchego. Na próxima vez que você vier, experimente algo da região basca francesa. Não somos uma loja pretensiosa, então os clientes nunca precisam ter medo de pedir para experimentar algo.

Alguma sugestão sobre queijos subestimados que as pessoas geralmente esquecem, mas que deveriam experimentar?
Um dos meus favoritos é Manchego. É fácil encontrar. Um queijo mais difícil de encontrar, mas também um dos meus favoritos é o Brin D'amour, que é um queijo de ovelha da Córsega fresco, enrolado em ervas e envelhecido. Muitas pessoas também dizem que não gostam de queijo azul, mas na maioria das vezes depois de experimentar algumas variações delicadas, elas mudam de ideia.

Qual é a melhor maneira de armazenar o queijo para obter o máximo de sabor e durabilidade?
O queijo é um alimento muito durável. Você só precisa cuidar um pouco para que dure. Embale novamente o queijo a cada poucos dias e remova qualquer mofo. Os queijos firmes podem durar muitos meses.


O básico do fondue

Esteja você servindo fondue de queijo clássico ou molho de chocolate delicioso, existem orientações básicas sobre como fazer fondue. Nós fornecemos a você uma boa compreensão da panela de fondue, acessórios, procedimentos de segurança e ótimas ideias para molhos e alimentos.

Fondue é um método divertido de cozinhar ao servir uma refeição para um pequeno grupo. Ele pode ser usado para cozinhar carne ou frutos do mar, ou pode ser usado para preparar diferentes tipos de molhos para mergulhar quase todos os tipos de alimentos. O tipo de molho de fondue usado dependerá do que você vai molhar. O fondue pode ser servido como aperitivo, prato principal ou sobremesa. Existem muitas receitas de fondue para todos os diferentes cursos que você pode querer servir.

Escolhendo a panela certa de Fondue

Uma panela de fondue de cerâmica é usada para preparar fondues de queijo e chocolate (sobremesa) que não requerem fogo alto.

Uma panela de metal para fondue é usada para fondues que exigem fogo alto durante o cozimento, especialmente carne e frutos do mar. Esses potes também são adequados para fondues de carne e queijo, desde que a fonte de calor seja regulada para uma temperatura mais baixa.

Pote De Fondue De Ferro Fundido Esmalte
(Não retratado)

Uma panela de fondue de ferro fundido esmaltado é usada para qualquer tipo de fondue.

Muitos elementos de aquecimento diferentes estão disponíveis, incluindo velas, combustível em gel, combustível líquido e elétrico.

Utensílios de fondue

Cada hóspede necessitará dos seguintes utensílios de fondue:

    Um garfo longo de fondue (espeto) que normalmente é fornecido quando você compra uma panela de fondue. Esses garfos são codificados por cores para ajudar a identificar qual garfo é seu.

Nota: Ao servir pratos de carne e / ou frutos do mar, forneça um molho apropriado.

Fondue de queijo

Antes de adicionar o fondue de queijo cozido à panela, esfregue um dente de alho dentro da panela para dar sabor.

Prepare e aqueça o fondue primeiro no fogão e depois transfira para a panela de fondue. O queijo ralado finamente derrete facilmente. Deixe o queijo derreter lentamente. Álcool, como vinho, champanhe ou cerveja adicionado ao fondue de queijo realça o sabor e evita a coalhada. Se o fondue começar a separar ou coalhar, acrescente um pouco de suco de limão espremido na hora. Mexa constantemente com uma colher de pau até obter uma mistura homogênea. Para ajustar a espessura, adicione vinho ou cidra de maçã em vez de água. Sempre mexa o fondue de queijo em um movimento em forma de oito para encorajar a mistura dos ingredientes.

A crosta que fica no fundo da panela no preparo do clássico fondue de queijo é considerada uma iguaria e é chamada de “la croute” ou la religuese ”. Raspe e sirva aos seus convidados.

Fondue Bourguignon: Cozinhar Carnes eVegetais crus em óleo (fondue de alta temperatura)

Procedimento

Este prato inclui carne bovina, suína, aves, caça, frutos do mar e vegetais crus.

    Prepare a carne crua: remova a gordura, corte em cubos pequenos e marinhe (opcional)

Nota: Se você optar por cozinhar em caldo, é melhor mantê-lo consistente com o tipo de carne que você está servindo: por exemplo, carne com caldo de carne para fondue de carne.

Nota: Cozinhar com vinho ou champanhe também é uma opção. Isso funciona bem ao servir frutos do mar.

Tempos aproximados de cozimento de fondue para carne crua,
frutos do mar e vegetais no fondue preparado
Carne Raro: 15 a 20 segundos
Médio Raro: 25 a 30 segundos
Muito bem: 40 a 45 segundos
Peixe 30 a 60 segundos
Frutos do mar 2 a 3 minutos
Cordeiro 1 minuto
Carne de porco 1 minuto
Aves 2 minutos
Legumes 3 a 5 minutos
Os tempos de cozimento variam muito e dependem de quão quente o fondue está, do que ele consiste e de como os ingredientes foram preparados para o fondue de carne ou de vegetais. Se disponível, siga as instruções da receita.

Fondue de Chocolate e Sobremesa

Escolha chocolate que tenha um teor de cacau sólido acima de 50%, o chocolate de melhor qualidade faz o melhor fondue de chocolate. O chocolate branco tende a endurecer se superaquecido. Mexa constantemente, aqueça lentamente, misture com o creme de leite aquecido para evitar o endurecimento e para criar uma textura cremosa. Adicionar um licor favorito aumentará a textura e o sabor. Idealmente, todos os fondues de chocolate e sobremesa devem ser derretidos no topo de um banho-maria, nunca em fogo direto, antes de serem colocados na panela de fondue para servir. Uma pequena quantidade de calor é necessária para manter o fondue de sobremesa quente na panela de fondue, é melhor usar uma vela.

O que mergulhar

    Ao preparar a comida para mergulhar, mantenha todos os alimentos do tamanho da mordida em cubos, fatias ou fatias.

Frango cozido, presunto cozido, linguiça de porco cozida, frutos do mar cozidos, maçãs, pães duros, pão francês, pão de centeio, pão italiano, peras, couve-flor, brócolis, fatias de batata, vegetais e picles.

Fondue de chocolate, sobremesa e purê de frutas

Frutas firmes, morangos, bananas fatiadas, abacaxi fresco, manga, kiwi, maçãs duras, uvas, cerejas, figos, pêssegos, frutas secas, ladyfingers, bolo de comida de ângulo, bolo de libra, cheesecake, biscoitos de baunilha, marshmallows, bolo de chocolate (fondue de frutas ), muffins de limão em miniatura e muffins de mirtilo em miniatura.

Carne, porco, aves, caça, frutos do mar, cebolas, couve-flor, brócolis, cenouras infantis, pequenas seções de espiga de milho, rabanetes, abobrinha, aipo, nabos, batatas, abóbora, vagens de ervilha e cogumelos.

Fondue de caldo, bouillabaisse, vinho e champanhe

Carne, porco, aves, caça, frutos do mar, cebolas, couve-flor, brócolis, cenouras infantis, pequenas seções de espiga de milho, rabanetes, abobrinha, aipo, nabos, batatas, abóbora, vagens de ervilha e cogumelos.

Pão francês, pão italiano, focaccia de crosta, muffins de milho, presunto cozido, salame, pepperoni, corações de alcachofra, pimentão, abobrinha crua e queijos duros em cubos.

Tortilla chips, pimentão, pedaços de queijo Monterey Jack e / ou Jalapeño e milho bebê.

Couve-flor, pimentão, lanças de aspargos, corações de alcachofra, pães duros, batatas, cogumelos, abóbora em cubos, berinjela, queijo duro em cubos, milho bebê, ervilhas e crustáceos cozidos.


Vermelho brilhante vs. Carne Cinza ou Marrom

Ground Chuck ou Ground Sirloin? Escolhendo o corte certo

Aqui está um artigo muito relevante do USDA sobre como cozinhar hambúrgueres.

O total de calorias, proteínas e gorduras, junto com os níveis de ferro e zinco disponíveis para 73% de carne magra, 80% magra e 85% carne moída magra podem ser encontrados clicando aqui

COZINHANDO DE CONGELADO:
Embora seja preferível cozinhar seus bifes, hambúrgueres, costeletas de porco e assados ​​descongelados, é possível obter resultados satisfatórios sem descongelar.

1. Hambúrguer de Pizza de Pepperoni: hambúrguer grelhado coberto com calabresa, queijo mussarela e molho de pizza.

2. Hambúrguer Verde: carne moída grelhada misturada com alho temperado, coberta com molho italiano verde picante feito com salsa, cebola e alcaparras.

3. Hambúrguer Clássico: hambúrguer com ketchup, mostarda e pickles.

4. Hambúrguer grego: coberto com queijo Feta com ervas, azeitonas pretas e cebolas.

5. Hambúrguer de Hickory: hambúrguer de carne coberto com queijo cheddar, bacon e molho de churrasco de nogueira.

6. Meat-o-Rama Pizza Burger: hambúrguer de carne moída recheado com queijo mussarela, tomate picado e molho de pizza, coberto com calabresa e bacon.

7. Caesar Burger: carne moída temperada com alho e pimenta-do-reino, em um rolo crocante, acentuada com molho Caesar, alface romana e fatias de abacate.

8. Hambúrguer de Brocco: hambúrguer de carne moída temperado com uma mistura de queijo Cheddar derretido e brócolis cozido.

9. Gyro Burger: hambúrguer coberto com cebola branca, tomate e molho de pepino iogurte.

10. Hambúrguer de churrasco: carne moída grelhada com molho picante de churrasco e pimenta.

11. Hambúrguer de Cebola: carne moída grelhada temperada com mistura de sopa de cebola desidratada e coberta com cebola grelhada e crua.

12. Bistro Burger: carne moída coberta com cebola caramelizada, queijo Brie e bacon crocante, servido em um pão de nozes.

13. Blue Moon Burger: hambúrguer grelhado coberto com queijo Bleu, cogumelos salteados, alface e tomate servido em um pão de cebola.

14. Bao-Wow Burger: carne moída temperada com chili servida em um pão chinês Bao com maionese de soja e gengibre e salada asiática ao lado.

15. Cowboy Burger: cogumelos grelhados, cebola grelhada, bacon e queijo Monterey Jack em um saboroso hambúrguer de carne.

16. Chicago Burger: hambúrguer de carne grelhada com tempero doce, cebola picada, ketchup, mostarda e pimenta.

17. French Bistro Burger: hambúrguer decorado com nozes, queijo Gruyere e maionese de mostarda com alho, em um pão francês.

18. Sticky Burger: hambúrguer grelhado com manteiga de amendoim, bacon e queijo Jack.

19. Hambúrguer de Cinco Especiarias: carne moída temperada com cinco especiarias chinesas, grelhada e servida com molho de soja e gengibre.

20. Olive Festival Pizza Burger: hambúrguer de carne recheado com queijo mussarela e molho de pizza coberto com azeitonas pretas e verdes fatiadas.

21. Hambúrgueres Shrimpy: mini hambúrgueres grelhados decorados com cream cheese, molho cocktail e camarão picado.

22. Rowdy Reuben Burger: hambúrguer de carne grelhada sufocada com queijo suíço derretido, molho mil island e salada de repolho picante, servido com centeio de mármore.

23. Earth & amp Turf Burger: carne moída grelhada, sob um molho de cogumelo porcini dourado com abobrinha grelhada e pimentão vermelho doce.

24. Hambúrguer de ovo: um hambúrguer de carne moída magro combinado com um ovo frito ou mexido.

25. Thai-Cobb Burger: carne moída grelhada servida com abacate, tomate e broto de feijão, com um molho leve de amendoim.

Aprenda a grelhar o hambúrguer perfeito na churrasqueira. Prepare alguns Beef Chuck Burgers tão suculentos e cheios de sabor que sem dúvida se tornarão uma de suas receitas de churrasco favoritas, rápidas e fáceis. É rápido e fácil. Tudo que você precisa é de 3-4 libras de carne moída fresca, tomates, cebolas doces, queijo fatiado se for um cheeseburger que você deseja e qualquer um de seus condimentos favoritos. E, claro, assista a este pequeno vídeo e acenda a churrasqueira.
Para obter mais informações, visite BarbecueWeb.com


26. Hambúrguer de raiz-forte com alho: coberto com cebola, alho e raiz-forte.

27. Hambúrguer de Strogonoff: Patty de carne moída temperada com creme de leite, cebola grelhada, queijo suíço, alface e tomate, servido em um pão de trigo fresco.

28. Trattoria Burger: hambúrguer de carne grelhada com camadas de pimentão vermelho torrado, maionese pesto e queijo mussarela, servido no pão focaccia.

29. Hambúrguer de Pequim: misture a carne moída com uma pitada de marinada de Pequim e grelhe. Sirva coberto com verduras misturadas em juliana e vinagrete de ameixa asiática. (Marinada: molho hoisin, alho picado, gengibre ralado, cinco especiarias chinesas, sal e pimenta preta.)

30. Hambúrguer picante: queijo castanho derretido em um hambúrguer de carne moída magra com pimenta jalapeño e cebola.

31. Hambúrguer Cordon Bleu: hambúrguer de carne moída sob uma camada de presunto fatiado, queijo suíço e mostarda Dijon.

32. Burger Al Forno: carne moída temperada com robustos temperos italianos, alho fresco e alecrim, servido com crosta dourada de parmesão.

33. Hambúrguer de alho: alho em pó misturado à carne moída, grelhado, coberto com queijo de alho e um bocado de maionese de alho.

34. Hambúrguer Corny: sabor picante de milho em cima de um hambúrguer de carne. (Pimenta vermelha, milho, vinagre branco, pimenta vermelha moída, sal e cebolinha.)

35. The Beefster: hambúrguer grelhado coberto com rosbife, raiz forte e queijo Muenster, servido em um rolo de cebola.

36. Hambúrguer milanês: hambúrguer de carne moído levemente coberto com migalhas de pão, queijo parmesão e orégano, frito na frigideira até ficar pronto. Enriquecido com raminhos de agrião e vinagrete.

37. Cheeseburger simples: hambúrguer redondo moído com uma camada de queijo de sua escolha de Wisconsin.

38 Big Island Burger: hambúrguer recheado com queijo Mozzarella, coberto com bacon canadense e abacaxi.

39. Taco Burger: coberto com alface picada, tomate, creme de leite e azeitonas pretas.

40. Hambúrguer de omelete no café da manhã: hambúrguer de carne moída grelhada com presunto em cubos, queijo cheddar, cogumelos e pimentão verde, servido em um muffin inglês torrado.

41. Walla Walla Burger: forma de hambúrguer frito em chutney agridoce feito com cebolas brancas refogadas, passas, sementes de mostarda e vinho marsala. Servido com torradas em fatias grossas do Texas.

42. German Classic: hambúrguer grelhado com queijo Cheddar envelhecido e mostarda de Dusseldorf.

43. Blue Bayou Burger: coberto com queijo Bleu esmigalhado, alface, tomate, maionese de pimenta, servido em um pão de gergelim.

44. Chili Burger: Farto hambúrguer de carne escondido sob seu chili caseiro favorito e queijo ralado.

45. Kalamata Burger: azeitonas verdes picadas e kalamata gregas misturadas com cream cheese para barrar em um hambúrguer grelhado.

46. ​​Lucky Burger: hambúrguer de carne grelhada com pão de centeio de gergelim, em camadas com mostarda doce quente, raiz-forte preparada, Cheddar afiado, fatias de maçã verde, fatias de maçã vermelha e amêndoas fatiadas.

47. Catavento Hambúrguer: fatias de queijo de diferentes cores, divididas em quatro partes, dispostas em formato de catavento, derretidas em cima de um hambúrguer grelhado.

48. Santa Fe Burger Asada: carne moída grelhada com purê de pimenta, colocada em um pão de torta com molho de feijão, guacamole e creme de leite.

49. Hambúrguer de Pizza de Anchova: anchovas, queijo Mozzarella e molho de pizza recheado em um hambúrguer grelhado.

50. North Woods Burger: carne moída grelhada recheada com molho de cogumelos selvagens com shiitake, chanterelle, ostra e cogumelos ouriço. Enriquecer com pimentões amarelos e vermelhos.

Para saber mais sobre a carne bovina, visite nossa Página da Carne e a Página de Processamento da Carne!

Se você estiver interessado em comprar um termômetro de alta qualidade, nós vendemos exatamente o mesmo termômetro que usamos aqui na fábrica de processamento de carne Jackson Frozen Food Locker em nosso fumeiro comercial. Clique aqui para saber mais!

A ÚNICA maneira de saber se os alimentos foram cozidos em uma temperatura interna segura é usar um termômetro de carne!


Corredor por corredor: o que fazer no balcão Deli

Para ajudar a tornar as viagens de supermercado mais saudáveis, nós o informamos sobre o que fazer e o que não fazer em relação a pães, cereais, laticínios, produtos de panificação e alimentos congelados. Agora, estamos explorando as melhores opções ao levar seu carrinho até o balcão da delicatessen.

Há uma grande variedade de opções quando se trata de carnes frias, e elas definitivamente são úteis para sanduíches simples na hora do almoço ou uma opção de não cozinhar em uma noite quente da semana. O mais importante é escolher os que têm menos gordura e sódio. Carnes magras - peru, peito de frango e cortes magros de presunto ou rosbife - têm baixo teor de gordura e são uma ótima fonte de proteína saudável. Fique longe de opções com alto teor de gordura, como mortadela, linguiça de fígado e salame. Duas onças de peito de peru assado tem 60 calorias, 1 grama de gordura e 11 gramas de proteína a mesma quantidade de mortadela tem 150 calorias, 13 gramas de gordura e 7 gramas de proteína.

Os frios são famosos por conterem alto teor de sódio. Pergunte ao atendente do balcão sobre qualquer versão com baixo teor de sódio (especialmente se você precisar controlar a ingestão de sal). O teor de sódio varia de marca para marca, mas as variedades com teor reduzido de sódio costumam ser cerca de 50% mais baixas do que as regulares. De qualquer forma, procure carnes com no máximo 300 a 400 miligramas de sódio por porção.

Para queijo fatiado, variedades com baixo teor de gordura também são sua melhor opção para manter a gordura, calorias e colesterol baixos - Jarlsberg Lite e Alpine Lace Swiss são alguns dos bons que você pode pedir.

Claro, saber quanto do que está em cada bloco de carne ou queijo pode ser difícil. Nem sempre é possível ler os rótulos dos alimentos através da caixa de vidro. Em vez disso, venha preparado visitando sites de empresas como Boar’s Head e Applegate Farms para obter as informações antes de sua viagem ao mercado.

Alimentos prontos também preenchem as caixas resfriadas, e você realmente deve proceder com cautela ao folheá-las. As saladas de frango, ovo, atum e macarrão podem parecer tentadoras, mas muitos desses alimentos estão cheios de maionese e gordura saturada. Um recipiente de meio quilo de salada de macarrão tradicional tem quase 500 calorias e mais de 20 gramas de gordura! As melhores opções seriam saladas com molho vinagrete e grãos inteiros, como saladas de arroz integral ou trigo bulgur. Ainda assim, você deve manter as porções de 1/2 xícara ou mais para estar no lado seguro. Embora não estejam cheios de maionese, costumam estar encharcados de óleo.

Para torná-lo mais complicado, os alimentos preparados geralmente não têm rótulos de alimentos também. Você pode ter uma ideia geral das informações nutricionais conferindo alguns supermercados on-line, eles geralmente fornecem informações nutricionais para todos os seus produtos preparados. Pode não ser exatamente igual à sua loja local, mas pelo menos lhe dará uma ideia aproximada.

Algumas seções de balcão de delicatessen também podem oferecer um bar de azeitonas com vegetais marinados, queijos mussarela frescos, pickles e, sim, azeitonas. Muitos desses alimentos (especialmente as azeitonas e picles) são embalados em salmoura salgada, portanto, certifique-se de escorrer bem e use pequenas porções para complementar uma refeição menos salgada.


Como comprar comida e o que cozinhar durante uma pandemia

por Devin Alexander, AARP, 10 de abril de 2020 | Comentários: 0

En español | É compreensível que, quando ocorre uma pandemia, nosso primeiro instinto é acumular coisas como arroz branco, macarrão e pizza congelada. E, sim, em geral, queremos “estocar” para não termos que correr muito para o supermercado. Mas isso não significa que você deva comer apenas alimentos processados. Idealmente, devemos procurar mantimentos frescos ou congelados que duram semanas e nos ajudam a permanecer o mais saudáveis ​​possível.

Portanto, antes de fazer a próxima viagem à mercearia em busca de batatas fritas e / ou acabar com comida chinesa, considere encher seu carrinho de compras com alguns dos ingredientes saudáveis ​​e relativamente duradouros mencionados abaixo e, em seguida, passar um tempo de qualidade em família preparando-os.

Veggies

Os vegetais são, desnecessário dizer, essenciais para manter o sistema imunológico funcionando. Mas comprá-los em latas ou potes pode significar muito sódio, o que pode aumentar ainda mais sua pressão arterial durante esse período estressante. Alguns vegetais enlatados ou em frasco também contêm conservantes ou ácidos indesejados. Portanto, opte por vegetais frescos que durem ou, se você tiver espaço no freezer, estoque congelados.

  • O repolho é uma excelente escolha, pois dura semanas. Eu adoro fazer sanduíches saborosos, eles são crocantes e um pouco salgados para conter os desejos salgados com poucas calorias (desde que não estejam cheios de maionese).
  • Kale é saudável e também durará semanas. Pique para fazer saladas ou transforme em batatas fritas!
  • A abóbora dura facilmente um mês e se estava muito fresca quando a comprou, durará ainda mais. Eu adoro fazer "batatas fritas" com abóbora
  • Cogumelos secos são ótimos para reidratar e fazer toneladas de pratos, de sopas e massas a ovos mexidos.
  • Os tomates secos são outra ótima coisa a se comprar para dar sabor aos pratos. Apenas certifique-se de comprar aqueles em embalagem seca, não aqueles em óleo. Apenas observe o sódio que encontrei marcas praticamente sem sódio e outras com quantidades ridículas.
  • Batatas e batatas-doces duram um mês. Se sua mercearia vendê-los (muitos fazem), experimente batatas-doces leves, que têm um sabor mais parecido com o das brancas, mas têm mais nutrientes. Use-os para fazer “batatas fritas” assadas ou saladas de batata, ou adicione-as às sopas. Certifique-se de armazená-los em um local fresco e seco, longe das cebolas.
  • As cebolas duram um mês se forem guardadas em um saco plástico na geladeira. E eles são uma forma de baixa caloria para temperar tudo e qualquer coisa.
  • O alho também dura um mês, portanto, faça um estoque de várias cabeças. Você pode assar com um pouquinho de azeite de oliva para um sabor mais sutil ou refogar para dar sabor a sopas, vegetais, molhos, etc.
  • As cenouras duram um mês se você cortar a parte superior. Eles também devem ser armazenados na geladeira em um saco plástico
  • A couve-flor dura algumas semanas na geladeira. Mas se você "colocar arroz" (cortá-lo para ficar parecido com arroz no processador de alimentos) e cozinhar no vapor, poderá congelá-lo e usá-lo para fazer crostas de pizza, etc.
  • Os pimentões duram cerca de duas semanas se armazenados na geladeira em sacos plásticos. Portanto, estoque apenas o suficiente para comer nesse período de tempo. Eu adoro grelhados ou “assados” na brasa até que a casca carbonize e caia. Então eu os uso em sanduíches, em saladas, etc.
  • O abacate é melhor comprado em uma variedade de alimentos duros do tipo rip to rock, armazená-los na geladeira em um saco plástico e comê-los enquanto amadurecem. Os duros duram cerca de duas semanas.
  • O feijão é uma ótima proteína magra. Opte por secas para depois reidratar ou versões enlatadas “sem adição de sal”.
  • Vegetais congelados são outra ótima opção se você tiver espaço no freezer, já que duram meses e têm ainda mais nutrientes do que os frescos, dependendo de quanto tempo frescos foram colhidos antes da compra. Certifique-se de comprar vegetais congelados sem nada adicionado (como molho de manteiga).

Frutas

Tantas frutas enlatadas são tão cheias de açúcar que dificilmente comem algo "saudável". As laranjas mandarim são uma das poucas que vêm em seu próprio suco.

  • A maioria dos cítricos - limões, limas, laranjas, toranjas, tangerinas, etc. - tem vitamina C e duram cerca de um mês quando armazenados em sacos plásticos na geladeira.
  • Maçãs são ótimas “para afastar o médico” e duram cerca de um mês na geladeira. Se começarem a amolecer, você pode sempre assá-los (apenas cortá-los em cubos e assá-los com um pouco de canela) para comerem sozinhos ou adicionar à aveia.
  • Os cocos marrons comuns duram cerca de dois meses. Beba o suco. Coma a “carne” ou leve ao forno com eles.
  • Frutas congeladas são ótimas para ter à mão para smoothies ou coberturas de aveia, entre outros usos. Certifique-se de confirmar que “açúcar” não está na lista de ingredientes e está tudo pronto. As bagas são uma das bananas ou uvas com baixo teor de açúcar e contêm mais açúcar.
  • As bananas podem ser descascadas e congeladas quando estão “muito” maduras. A partir daí, use-os em vitaminas que aumentam a imunidade.
  • O molho de maçã é outra grande “fruta” para estocar em momentos como este. Se você está tentando evitar o supermercado tanto quanto possível agora, o molho de maçã certamente será útil. Apenas certifique-se de obter uma variedade sem adição de açúcar.

Proteínas Magras

Há muitos lugares onde pedir proteínas magras agora pelo correio, se você não quiser comprá-las no supermercado.

  • Frutos do mar congelados podem fazer uma refeição rápida e surpreendente. Comprei “sacos do tamanho de uma família” de bacalhau selvagem quando parecia que teríamos que isolar. O peixe é extremamente versátil para tacos ou “palitos de peixe” para crianças e pode ser descongelado em cinco minutos em água fria
  • Hambúrgueres magros de frango ou peru congelados podem ser ótimos para grelhar em família ou para uma lanchonete "faça sua própria". Seja criativo com coberturas.
  • Peru congelado é outra ótima opção. Comprei um peru inteiro e alguns “assados” de peito de peru. Ambos podem ser feitos para o jantar e fatiados no dia seguinte para carnes que são muito mais frescas, saborosas e saudáveis ​​do que as carnes de balcão embaladas com conservantes e sódio.
  • Peitos de frango congelados. Quer fazer uma entrada de qualidade em um restaurante? Confira minha receita de cata-ventos de frango com tomate seco e queijo de cabra abaixo.
  • O lombo de porco é outra opção realmente versátil e muitas vezes é embalado a vácuo no supermercado para durar semanas (até você abrir a embalagem). Apenas certifique-se de verificar as datas nas embalagens.
  • Carne moída magra também é uma opção para pratos como pimenta, hambúrgueres ou bolo de carne e também costuma ser lacrada a vácuo para durar pelo menos uma semana (comprei um pacote com data de três semanas). Verifique as datas e planeje comer suas compras de acordo.
  • Frango enlatado, atum ou salmão sem adição de sal são excelentes opções. Embora eu prefira o sabor “fresco” ou mesmo congelado em vez de enlatado, se você realmente quiser evitar um supermercado por um mês (ou mais), este é o caminho a percorrer. Procure atum com teor de gordura reduzido, sem adição de sal.
  • Clara de ovo (em caixas) e ovos, quando comprados frescos, também duram semanas. Pegue algumas dúzias de ovos para omeletes matinais ou mexidos saborosos, mas também para ferver. Ovos cozidos ou claras de ovo são tão bons como um lanche magro!
  • * Proteínas vegetarianas, como tofu e tempeh, também são ótimas, e duram semanas antes de serem abertas.

Laticínio

  • Para mim, iogurte grego puro é um produto básico da geladeira. Use-o para fazer um parfait para sobremesa com frutas frescas e cereais ricos em fibras, como uma alternativa magra ao creme de leite em uma criação de batata assada (veja minha receita abaixo para Batata doce carregada do sul) ou para iluminar um Salada ou molho à base de maionese.
  • Leite e / ou leite não-lácteo pode durar até alguns meses antes de ser aberto (dura cerca de uma semana depois de aberto). Certifique-se de verificar as datas de vencimento ao fazer compras.
  • Queijos fatiados ou ralados podem ser ótimos para adicionar aqui e ali. Apenas certifique-se de não exagerar, pois muitos queijos contêm grandes quantidades de gorduras saturadas. Opte por variedades com baixo teor de gordura ou light.
  • Queijo light é uma ótima opção de petisco. Ele contém proteínas e está enchendo.
  • O queijo de cabra adiciona muito sabor, então você pode usar apenas um pouco. Adicione um pouco de estragão fresco ou seco a alguns ovos e faça uma omelete de queijo de cabra e ervas que é bastante deliciosa. Ou experimente minha receita abaixo de cata-ventos de frango com tomate seco e queijo de cabra.
  • Vale a pena comprar Jarred Parmesan, especialmente se você puder encontrar um natural. Embora os frescos na seção da geladeira tendam a durar um mês, mesmo depois de abertos, os em frasco duram mais.
  • O queijo cottage é ótimo para petiscar, se você gosta dele. Há uma razão para isso estar em todos os planos de dieta dos anos 70 e 80!
  • Queijo ricota. Pegue alguns recipientes pequenos, pois é provável que você os encontre datados de alguns meses (uma vez abertos, eles duram apenas cerca de uma semana). Se você é um grande fã de ricota, verifique minha receita de Penne e Aspargos com Queijo de Ricota abaixo. É um prato muito simples, leve, mas confortável.

Grãos e pães

Quando o assunto é pães e grãos, opte pelos grãos inteiros aos brancos, como sempre. E se você está vivendo com diabetes, tente não exagerar em pães ou grãos. É melhor armazenar no congelador todos os pães ou produtos de panificação que você não vai usar dentro de alguns dias.

  • Pão de sanduíche. Ao comprar pão para sanduíches, considere optar por um de grãos germinados. Do contrário, compre um de trigo integral sem muitos conservantes.
  • As tortilhas são ótimas para tantos pratos e geralmente congelam muito bem. Eu tenho tortilhas de milho à mão (tente encontrar uma que tenha apenas milho, limão e sal na lista de ingredientes) para tacos e enchiladas. Também faço “pizza de massa fina” em coisas como tortilhas de farinha de trigo, espelta, grão de bico ou amêndoa.
  • Quinoa é um ótimo grão para se ter em mãos, mas também contém proteínas.
  • O arroz integral também é aquele que devemos considerar comprar sobre o arroz branco. Eu prefiro arroz integral de grão curto ao invés de grão médio ou longo. Tem um sabor e uma textura mais nozes, embora nutricionalmente sejam todos iguais.
  • Aveia em flocos é ótima não apenas para aveia e aveia noturna, mas também uso aveia no lugar de migalhas de pão em almôndegas e bolos de carne. Eles fornecem o mesmo volume, mas com fibra adicionada.

Nozes e manteigas de nozes ‘limpas’

Existem tantas opções hoje em dia quando se trata de nozes e manteigas de nozes. Certifique-se de comprar nozes que não tenham óleos adicionados. Eles os colocam lá para adicionar peso. As nozes “torradas a seco” têm um sabor melhor. E, especialmente agora, quando estamos todos comendo mais sal do que o normal, embalados em nossa “conveniência” e alimentos enlatados, é melhor obter nozes sem sal.

  • Pistache é minha noz favorita para recomendar por alguns motivos: 1. Eles têm mais fibras do que outras nozes. 2. Se você comprá-los com casca, terá “evidências” de quantos já comeu. Porque as nozes são tão ricas em calorias, você nunca vai querer exagerar
  • Amêndoas e nozes são ótimas para adicionar crocantes saudáveis.
  • A manteiga de amêndoa é mais saudável do que a manteiga de amendoim. Compre um que não tenha nenhum outro ingrediente no rótulo.
  • A manteiga de noz de girassol é outra alternativa excelente e mais saudável à manteiga de amendoim.

Especiarias, etc.

Obviamente, precisamos de sabor em nossa comida, especialmente quando estamos olhando para os meses de estar em casa. Certifique-se de que tem muitas especiarias, temperos, etc. Abaixo estão alguns dos mais comuns que pode querer considerar.

Jarred marinara sauce (or jarred tomatoes). Opt for lower or no sodium tomatoes and look at the labels of marinara sauce. Some have an exorbitant amount of sodium.

Jarred salsas. I love to have a few salsas on hand. Consider buying a fresh red one from the refrigerated section that will last a couple of weeks and then get a smoky one or tomatillo one in a jar. If you're a lover of Mexican fare, shop for the salsas according to the instructions in my “South-of-the-Border Sweet Potato” recipe below.

Jarred tapenade. My 2-year-old and I eat this on everything. From omelets to chicken breasts, we love it. Just be careful to read labels. We get one with roasted red peppers and vinegar in addition to the olives and olive oil so it's not insanely dense in calories.

Pesto sauce tends to be high in fat so I use just a little and add balsamic vinegar to it. It still makes a great pasta sauce that way and is easy to transform into a salad dressing or dipping sauce.

Hot sauces are great for some. If you love them, now is a good time to stock up.

Nacho cheese sauce can be such a wonderful enhancer if you find a natural one that is relatively low in calories .

Wing sauce. Look for a natural one that isn't crazy high in sodium. I love Wing Time.

BBQ sauce tends to have a lot of sugar, most of which is added. Be sure to read labels.

Low sodium or no sodium broths are great for making soups.

Vinegars. I'm a huge fan of stocking plenty of flavored vinegars to make my own salad dressings.

Spices are, needless to say, the best way to add flavor to dishes without adding a significant amount of calories. In addition to your favorite dried spices, I love to stock salt-free spice blends.

Dried chiles are also great to add flavor. I have numerous types at any given time

Frozen spices like basil and oregano can often be found in the freezer section of grocery stores. They're great at times like these when fresh basil won't last long enough and dried just doesn't quite give the same fresh taste to your Italian favorites.

Light salad dressings (if you don't want to make your own). I really like the yogurt-based dressings found in the refrigerator section these days. You should be able to find at least one that will last for two months.

Lanches

While it's much better to snack on veggies (maybe with a super lean dip) and berries, green juices, etc, we all have cravings. I like to tuck my snacks in a high cabinet where it requires a bit of effort for me to get them. Some items you might consider (in addition to nuts, as listed above) to eat in moderation:

  • Dark chocolate is best for you when it has a high chocolate concentration 80 percent dark is a great choice.
  • Popcorn is filling and has fiber, so it's a healthy pick as long as it doesn't have too much butter or salt.
  • Cacao or cocoa powder is perfect for those who love chocolate as much as I do. I add it to oatmeal/overnight oats, to coffee drinks that are way healthier than the iced ones at coffee shops and to protein smoothies.
  • Brown rice cakes are great topped with almond butter and banana slices.
  • Whole grain crackers can be great if eaten with cottage cheese or tuna as a snack.
  • Flavored teas often keep me from overeating. I drink fruity tea during the day.
  • Zero calorie sweetener. I have a big sweet tooth, so I always stock a zero calorie natural sweetener (such as stevia or monk fruit sweetener) to add to iced tea, iced coffee drinks and sometimes fruit-based desserts.
  • Protein powder helps if you're having trouble finding enough lean protein or are accustomed to consuming it to support your workouts.

Penne and Asparagus With Ricotta Cheese

If you prefer, you can always substitute a brown rice, or whole-wheat or whole-grain pasta for the fiber-enriched variety. I get a lot of letters and emails from home cooks saying they are able to make my recipes for the whole family even though their spouses and children won't generally eat healthy food, because my recipes actually taste fattening. To keep with that tradition, I opt for the fiber-enriched pasta since it adds needed fiber to our diets while still tasting more like traditional pasta.

  • 1 (14 1/2-ounce) box of fiber-enriched penne pasta
  • 1 pound trimmed asparagus, cut into 2-inch diagonal pieces
  • 2 teaspoons freshly minced garlic
  • 1 cup low-fat ricotta cheese
  • 1 tablespoon extra-virgin olive oil
  • 1/4 cup Parmesan cheese
  • Sal marinho e pimenta-do-reino moída na hora, a gosto
  • Crushed red pepper flakes, to taste, optional

Cook the pasta according to package directions, omitting any oil or butter. Two to four minutes before the pasta is done, add the asparagus to the water (2 minutes for thin spears, 4 minutes for thick). Before draining, reserve about 1 cup of the pasta water in a small bowl. Drain the pasta.

Meanwhile, add the garlic, ricotta and olive oil to a large serving bowl. As soon as the pasta is drained, mix in 1/3 cup of the reserved pasta water.

Immediately add the pasta and asparagus and gently toss until the pasta and asparagus are coated with the cheese mixture. Tempere com sal e pimenta. Gently toss again. If the mixture seems too dry, add more reserved pasta water, about 1/4 cup at a time, until no longer dry. Sprinkle the Parmesan over the pasta and sprinkle with the red pepper flakes, if desired. Sirva imediatamente.

Rende 6 porções. Each (about 2-cup) serving has 318 calories, 15g protein, 60g carbohydrates, 7g fat, 2g saturated fat, 18mg cholesterol, 9g fiber, 183mg sodium

Chicken Pinwheels With Sundried Tomatoes & Goat Cheese

  • 1 ounce dried sundried tomatoes (not oil packed)
  • 1 small clove garlic, peeled and minced
  • 4 (4-ounce) boneless, skinless chicken breasts, visible fat removed
  • 1/4 teaspoon plus 1/8 teaspoon sea salt, divided
  • 1 1/2 ounces (about 5 tablespoons) crumbled light goat cheese
  • 1/4 cup finely slivered fresh basil leaves (aka basil chiffonade)
  • Olive oil spray
  • Pimenta preta moída na hora, a gosto

Pré-aqueça o forno a 325 ° F. Line a baking sheet with nonstick foil.

Bring a small pot of water to a boil. Add the sundried tomatoes and boil them for approximately 1 minute, or until rehydrated and tender. Drain the tomatoes, then pat them dry with a lint-free towel or paper towels.

Add the tomatoes along with the garlic to the bowl of a mini food processor fitted with a chopping blade. Process them until the ingredients are very finely chopped (you can do this by hand if you don't have a mini food processor).

Lay the chicken breasts, smooth sides up, on a cutting board or flat work surface. Cover them with waxed paper or plastic wrap. Using the flat end of a meat mallet and starting in the center of the breasts, working outward, pound them to 1/4 inch thickness.

Flip the breasts so the smooth sides (tops of the breasts) are face down and arrange them so that the pointy ends (tip of the breasts) are closest to you. Sprinkle 1/4 teaspoon of the salt evenly over all 4 chicken breasts. Spread 1/4 of the tomato mixture (about 1 heaping tablespoon) evenly over each chicken breast, leaving about 1/2 inch at the thicker end (the end farthest from you) bare. Then sprinkle 1/4 (about 1 heaping tablespoon) of the cheese and 1/4 of the basil (about 1 tablespoon) evenly over the tomato mixture on each breast.

Starting at the end of the chicken breast that is closest to you, carefully roll each chicken breast into a tight roll, being sure to keep the filling inside. Lightly mist the outsides of the breasts with spray, rotating them to mist them all over. Season them evenly all over with the remaining 1/8 teaspoon salt and the pepper.

Place a medium nonstick frying pan over medium high heat. When it's hot, remove the pan just long enough to mist it with spray. Carefully place the chicken breasts with the seam sides down in the pan. Cook them until they are a light golden brown and then, using tongs, gently rotate them to lightly brown the entire outsides, about 1 minute per face.

Transfer the breasts to the prepared baking sheet and bake them until they are no longer pink inside or until a meat thermometer inserted into chicken reaches 175°F, about 12 to 18 minutes. (The timing will depend on how much you browned them). Remove them from the oven and tent them with foil for 3 minutes. Cut each into thirds to create 3 pinwheels. Aproveite imediatamente.

Rende 4 porções. Each (1 stuffed chicken breast) serving has 180 calories, 6g fat, 2.4g saturated fat, 0g trans fat, 75mg cholesterol, 420mg sodium, 450mg potassium, 5g carbohydrate, 1g fiber, 3g sugars, 27g protein, 230mg phosphorus

Recipes taken from I Can't Believe It's Not Fattening by Devin Alexander. Copyright c 2010 by Devin Alexander. Published by Broadway Books, a division of Random House Inc. www.devinalexander.com

South-of-the-border loaded sweet potato

When I'm cooking for myself, I prepare this potato with medium salsa, and it has a nice kick. Feel free to use mild or hot. Note that the toppings won't fit inside the potato — they will spill out over the top, making it even more decadent to eat!

  • 1 (8-ounce) sweet potato
  • 4 ounces extra-lean ground turkey
  • 3/4 teaspoon all-natural salt-free fajita or Southwest seasoning
  • Olive oil spray (propellant free)
  • 1/3 cup fresh salsa, drained
  • 2 tablespoons jarred all-natural roasted green salsa
  • 2 tablespoons fat-free Greek yogurt

Using a fork, poke the potato 5 times on all sides and place it in a microwave-safe bowl or dish. Cover the dish loosely with a paper towel. Microwave it on high for 3 minutes. Carefully flip the potato (it will be very hot) and continue microwaving for 2 to 4 minutes longer, or until cooked and tender.

Meanwhile, in a small bowl, mix the turkey and seasoning.

Place a small nonstick skillet over medium-high heat. When hot, lightly mist it with the olive oil spray. Cook the turkey for 3 to 4 minutes, or until no longer pink, breaking it into bite-size chunks as you do.

Cut an opening in the potato that stretches 1 inch from each end of the potato and deep enough to open the potato completely without cutting it in half. Put it in a medium shallow bowl. Stuff the potato with the fresh salsa, then the turkey, then the green salsa. Top it with the yogurt. Sirva imediatamente.

Makes 1 serving: 342 calories, 35g protein, 47g carbohydrates (13g sugar), 2g fat, trace saturated fat, 45mg cholesterol, 8g fiber, 304mg sodium

Reprinted from The Biggest Loser Quick and Easy Cookbook by Devin Alexander (c) 2011 by Universal Studios Licensing LLLP. The Biggest Loser (TM) and NBC Studios Inc. and Reveille LLC. Permission granted by Rodale Inc. Available wherever books are sold.


5 Things You Don't Know About Storing Eggs

Many people think that storing eggs in the plastic holder that comes standard in most refrigerator doors is the way to go. Why else would fridge manufacturers add that nifty little feature?

However, this is a common misconception, so it&aposs time we set the record straight: This method is far from the best way to store eggs in your refrigerator.

Turns out, leaving eggs in their store-bought container and storing them on the middle shelf of your fridge is actually the best way to keep them fresh longer.

So if you, like many others, having been storing your eggs all wrong for quite some time now, learning these five often overlooked do&aposs and don&aposts of smarter egg storage can help you fix your faux-pas and quickly improve your food safety IQ.

1. Don't ditch the store-bought carton.

No matter how much you love those adorable ceramic egg cartons or want to make use of the plastic egg-holder insert that came with your fridge, keeping your eggs in the Styrofoam or cardboard container you purchased them in is your best bet. These materials do a better job of cushioning your eggs to prevent breakage. Plus, the "best by" date is clearly marked, too.

2. Do keep eggs in a closed carton at all times.

Along with other criteria, in order for an egg to be USDA-grade, it&aposs required by law that eggshells be sanitized before being packaged and sold. But this process actually strips the eggshells of their natural protective oils — that makes the shells&apos thousands of tiny pores more easily permeated by strong odors that could be lurking in your fridge. That&aposs why storing your eggs in their original, closed carton will help protect them from absorbing any strange food scents that could be circulating.

3. Don't store eggs in the door of your refrigerator.

You may be under the common misconception that eggs should be stored in the door of your refrigerator, but the truth is, eggs are best stored in the main portion of your fridge on the middle shelf, ideally toward the back. The reasoning is that the temperature of your fridge stays the coldest and most consistent in this area, whereas the temperature of your refrigerator door, on the other hand, is prone to fluctuations, since it gets opened and closed regularly. And since eggs should be stored at temperatures of 45ଏ or lower, according to EggSafety.com, those fluctuations could pose a food-safety risk.

4. Do keep eggs facing upside-down in the carton.

We&aposre conditioned to think that the pointed side of the egg is the top, while the larger, more rounded side is the bottom, so it only makes sense that that&aposs how we&aposd naturally arrange them in their carton, if we were putting them in ourselves. But the next time you buy a carton of eggs, take a look at how they&aposre oriented — they should be round side up, pointed side down (assuming no one has messed with any). That&aposs because there&aposs a naturally occurring air bubble inside each egg&aposs rounded side, which helps keep the yolk more centered inside the egg and, in turn, will help your eggs stay fresh longer.

5. Don't return used eggshells to the carton or reuse cartons.

Since eggshells are so permeable, bacteria that forms on used eggshells can easily contaminate the rest of your eggs, making them unsafe to eat — so never return used eggs to a carton, if you don&apost plan on discarding it immediately. And you should never reuse an old egg carton for that same reason, too. According to the Food Safety and Inspection Service, "Egg cartons have been approved for a specific use and should be considered one-time-use packaging. Bacteria from foods that these packages once contained may remain on the packaging and thus be able to contaminate foods or even hands if reused."


Pavelskyi Vladyslav/Shutterstock

If you'd like to eat avocados all week, pick avocados in a variety of stages of ripening. For Hass avocados, like those from Avocados from Mexico, you'll want to grab dark brown-skinned avocados to eat today. Looking to make avocado toast within the next couple of days? Check for green and brown speckled fruit. And to make guacamole next weekend, stock up on hard, unripe fruit. According to Avocados from Mexico, the brand's green fruits will be ready to eat in three to four days when left out at room temperature.


BRING YOUR READING GLASSES

With the exception of alcohol, every packaged food and beverage in the supermarket has an ingredients statement. By law, the more of an ingredient a product contains according to weight, the higher it appears on that list, so effective shoppers learn to ignore front-of-label claims and read ingredients statements instead. Claims like "made with whole grain" and "reduced fat" can fool you into thinking you're making healthy choices, but if your "reduced fat" food lists sugar as the first—or second or third—ingredient, then it's not doing you any favors. A good general rule for label scanning: The fewer the ingredients, and the easier those ingredients are to pronounce, the better.


How to Choose Healthy Snacks

This article was co-authored by Dina Garcia, RD, LDN, CLT. Dina Garcia is a Registered Dietitian, Nutritionist, and the Founder of Vida Nutrition and Conscious Living, her private practice based in Miami, Florida. Dina specializes in helping yo-yo dieters and binge eaters overcome food guilt, practice self-love, and rediscover self confidence. She has over 15 years as a dietitian. She received a BS in Dietetics from Ball State University and completed her supervised dietician practice at California State University, Fresno. She is certified as a Registered Dietitian (RD) by the Commission on Dietetic Registration and is a Florida Licensed Dietician/Nutritionist (LDN).

There are 20 references cited in this article, which can be found at the bottom of the page.

wikiHow marks an article as reader-approved once it receives enough positive feedback. In this case, 100% of readers who voted found the article helpful, earning it our reader-approved status.

This article has been viewed 274,314 times.

Eating the right snacks is an important part of a healthy lifestyle. Snacking provides fuel and boosts energy levels, as well as provides little delights throughout the day! By shopping smart, making mindful decisions, and being aware of ingredients, you can easily integrate healthy snacks into your life.


  • Don’t automatically add salt to your food – taste it first.
  • Add a splash of olive oil, vinegar or lemon juice close to the end of cooking time or to cooked vegetables – it can enhance flavours in the same way as salt.
  • Choose fresh or frozen vegetables, since canned and pickled vegetables tend to be packaged with salt.
  • Limit your consumption of salty processed meats such as salami, ham, corned beef, bacon, smoked salmon, frankfurters and chicken loaf.
  • Choose reduced salt bread and breakfast cereals. Breads and cereals are a major source of salt in the diet.
  • Iodised salt is best. A major dietary source of iodine is plant foods. Yet there is emerging evidence that Australian soil may be low in iodine and so plants grown in it are also low in iodine. If you eat fish at least once a week, the need for iodised salt is reduced.
  • Avoid salt-laden processed foods, such as flavoured instant pasta or noodles, canned or dehydrated soup mixes, chips and salted nuts.
  • Margarine and butter contain a lot of salt but ‘no added salt’ varieties are available.
  • Most cheeses are very high in salt so limit your intake or choose lower salt varieties.
  • Reduce your use of soy sauce, tomato sauce and processed sauces and condiments (for example mayonnaise and salad dressings) because they contain high levels of salt.

Culinary herbs are leafy plants that add flavour and colour to all types of meals. They are also rich in health-protective phyto-oestrogens. In many cases, herbs can replace the flavour of salt and oil.