Receitas de coquetéis, destilados e bares locais

Perfumista de Chicago cria fragrância de tamale

Perfumista de Chicago cria fragrância de tamale

Cheirar a comida é um objetivo agora

Wikimedia / Gonzalo Rivero

Cheirar a comida gordurosa pode muito bem ser a maior tendência de 2013. A Pizza Hut já fez uma fragrância usável que cheira a seu produto homônimo, e é claro que não se pode esquecer o creme de barbear com bacon. E como as ideias malucas sempre vêm em grupos de três, uma perfumista de Chicago decidiu tentar a sorte em eau de tamale.

Zorayada Ortiz, da Zoil's Oils, projetou o perfume em homenagem ao bairro de Pilsen, em Chicago. O objetivo dela é capturar a cultura e a história da região, e a melhor forma de fazer isso do que recriar os aromas de sua culinária.

“Eu poderia enlouquecer e tentar criar um 'pollo' ou um 'pastor'”, disse ela ao DNAinfo.

Tamale não é o primeiro cheiro de comida que Ortiz aborda. Ela já havia produzido um perfume "pan de muerto" que cheirava a pão do Dia dos Mortos para sua coleção Dia de los Muertos no ano passado. Aquele foi particularmente complicado de fazer.

“Eu estava tipo, como faço para um perfume cheirar a pão?” ela disse.

Como a maioria de nós, ela começou com receitas. Depois de encontrar um que incluía anis e laranja, ela decidiu correr com eles.

O perfume deve estar disponível na primavera, mas se toda essa conversa criou um desejo repentino, dê uma olhada em algumas de nossas melhores receitas de tamale. Como um bônus, depois de prepará-los, você provavelmente sentirá o cheiro de tamales de graça.


Chicago Perfumer Creates Tamale Fragrance - Receitas

Sua fragrância favorita (PROMOÇÃO GRÁTIS!)

* No momento, temos uma promoção de brindes grátis em andamento para um suplemento de loção ou uma onça para viagem sem nenhum custo. Está indo bem, então estamos estendendo, mas pode acabar a qualquer momento.

Neste site, você poderá comprar novamente sua fragrância descontinuada.

Nós nos especializamos em criar perfumes com um cheiro quase idêntico ao do seu perfume ou colônia descontinuado. Portanto, se sua fragrância favorita foi retirada do mercado, nós podemos ajudar. Temos anos de experiência, juntamente com o conhecimento e a tecnologia para criar uma fragrância quase idêntica.

A maior parte de nossos negócios são negócios repetidos, mas estamos aceitando novos clientes de forma limitada.

Aqui estão algumas perguntas comuns sobre esse processo e suas respostas.

Eu tenho um perfume que quero combinar e criar, como isso funciona?

Basta preencher as informações acima. Se acharmos que não podemos experimentar o seu perfume, enviaremos um e-mail e forneceremos um reembolso total instantaneamente. Nós reproduzimos mais de 2.000 fragrâncias diferentes, então fizemos a maioria das fragrâncias que foram descontinuadas.

Qual é o preço?

$ 69,99 por uma garrafa de 3,4 onças. O 3,4 onças. O frasco é conhecido como um frasco grande na indústria de fragrâncias. O frete é uma taxa fixa de $ 12,00 para qualquer lugar nos Estados Unidos via UPS Ground.

Tem certeza que pode combinar meu perfume / colônia?

Não, essa é a verdade honesta. Também há muitos casos em que achamos que combinamos muito, outros concordam, mas algumas pessoas odeiam. O cheiro é uma coisa complicada nesse sentido. Então, o que fazemos é fornecer um NÃO É NECESSÁRIA POLÍTICA DE REEMBOLSO INSTANTÂNEO DE DEVOLUÇÃO. Quem faz isso? Nós fazemos. Depois de estar no negócio por mais de 10 anos, descobrimos que é a única maneira de administrar esse negócio com sucesso e ética.

Sempre posso reordenar?

Sim, nós mantemos as informações do seu pedido em arquivo para sempre, para que possamos sempre fornecer a você exatamente a mesma fragrância. Basta marcar Sim ao lado da caixa acima que diz "Esta é uma ordem repetida".

Que ingredientes você usa?

Nossa filosofia é fornecer o número mínimo de ingredientes para fazer uma fragrância incrível. Também achamos que é bom deixar claro o que colocamos na garrafa. Fragrâncias modernas podem conter mais de 300 ingredientes! Porque? Por meio de truques de química, é mais barato fazer a fragrância com esses produtos químicos do que usar óleos de perfume simples, que são caros. Seguimos um caminho diferente.

Nossos únicos ingredientes são: fragrância, álcool de perfume e miristato de isopropila. É isso. Todos eles são considerados perfeitamente seguros para os humanos. Se você deseja saber mais sobre cada ingrediente e por que está incluído, clique AQUI.

Quanto tempo vai durar o cheiro?

12-16 horas dependendo dos ingredientes exatos e da química do seu corpo. Todas as nossas fragrâncias são Eau De Parfum, a menos que você solicite uma dosagem mais fraca por e-mail.

É ilegal copiar um perfume?

Não definitivamente NÃO! Todas as fragrâncias são de domínio público, ninguém pode possuir um perfume ou fragrância (imagine se uma empresa possuísse o perfume de baunilha, por exemplo). Dito isso, percebemos que a marca registrada de um fabricante é valiosa, então tentamos nunca vender uma fragrância que eles ainda querem vender e não foi descontinuada. Também fazemos todos os esforços para garantir que os clientes percebam que NÃO estão comprando a fragrância original, mas sim um perfume quase idêntico, mas em um frasco completamente diferente.

Quanto tempo leva?

Enviamos 99% de nossas fragrâncias em até 5 dias úteis a partir da data do pedido. Descobrimos que cerca de 1% das fragrâncias encomendadas são de combinação muito difícil e, nesses casos, podemos precisar de até 3 semanas para combinar o perfume. Se precisar da fragrância até uma determinada data é melhor entrar em contato conosco após o pedido para que possamos fazer as acomodações adequadas.


15 plantas perfumadas que farão seu jardim cheirar incrível

Estas lindas plantas perfumadas adicionam outro nível de prazer ao seu jardim.

Há muitas coisas a se considerar ao planejar um jardim. Que tipo de flores você gostaria de apresentar? Você terá que considerar uma série de cores, texturas e folhagens e decidir sobre a combinação certa. E você está mais interessado em desfrutar das melhores plantas perenes e flores ano após ano ou quer aproveitar os benefícios imediatos das melhores plantas anuais? Você provavelmente deve aprender sobre os diferentes tipos de rosas e escolher uma ou duas variedades. E lá estão aquelas flores que atraem os beija-flores e as flores que atraem as borboletas. Ambos os tipos de belezas voadoras adicionarão outra camada de beleza ao seu espaço ao ar livre.

Mas um jardim não é apenas uma questão de visão, como você bem sabe. "Textura, cor e sazonalidade são conceitos importantes, mas o perfume muitas vezes é esquecido ao projetar um jardim", disse Boyce Tankersley, diretor de documentação de plantas vivas do Jardim Botânico de Chicago. "A fragrância adiciona uma camada extra de riqueza à paisagem." Mesmo se você não tiver um quintal com hectares e hectares de largura, ainda pode se dar ao luxo de plantas perfumadas. Coloque-os onde serão mais apreciados & mdashthink potes e recipientes perto de sua porta, ao longo de passagens onde você passará por eles e liberará sua doçura, ou perto de janelas onde poderá sentir seus aromas com a brisa.

Como evidenciado por esta foto, esta planta perene vem em uma série de cores brilhantes e bonitas e se dá melhor nas zonas de robustez do USDA 4-8. As flores abundantes e perfumadas desabrocham na primavera e duram cerca de duas semanas e, por serem tão grandes, podem precisar de apoio para evitar tombar.

Experimente:

Delft Blue: Este premiado ostenta flores azuis claras que se elevam acima de hastes verdes brilhantes

Surpresa Rosa:
Tanto o cheiro doce quanto as deliciosas pétalas de rosa suave acrescentam muito a um jardim

Nada é mais doce do que o cheiro dessas grandes flores, que florescem na primavera e no verão, dependendo da variedade. Plante sua árvore em um solo rico e bem drenado, em locais de pleno sol. Certifique-se de dar a eles espaço suficiente para expandir e alguns podem crescer até 12 metros de largura.

Magnólia do Sul: Contra: é um crescimento lento (até 10 anos a partir da semente) Pro: é perene

Bigleaf Magnolia: O nome já diz tudo e as folhas podem crescer até 32 polegadas de comprimento

Você obtém muito retorno financeiro com este arbusto, graças às flores perfumadas que florescem no final da primavera até o início do verão e novamente no final do verão e início do outono. Plante em gardênias de solo úmido e bem drenado prosperam nas zonas 6-11.

Faça uma declaração cultivando esta planta de vinha em uma pérgula ou parede de treliça. Flores em tons de azul e roxo florescem na primavera e no final do verão. Wisteria gosta de pleno sol, mas crescerá parcialmente na sombra, dependendo da variedade, a fragrância pode ser fraca a insuportável.

Flores tubulares vêm em uma variedade de tons, incluindo branco, laranja, vermelho, azul, amarelo e lavanda, que florescem no verão. Eles são resistentes ao inverno na zona 9-10 e são conhecidos pelo aroma doce que adicionam ao seu oásis ao ar livre.

Pequenas flores neste delicado aceno anual para os polinizadores. Sweet alyssum parece adorável caindo em cascata de recipientes, floreiras e cestos pendurados ou enfiado em um jardim de pedras como uma cobertura florida. Esta planta gosta de sol pleno.

Princesa da neve: Flores brancas profusas durante toda a temporada sem empecilhos

Cavaleiro das Trevas: Flores roxas profundas combinam bem com outras plantas anuais em recipientes

Esta trepadeira perene, vistosa e vigorosa, espalha-se lindamente sobre uma treliça ou linha de cerca, e os polinizadores adoram, diz Tankersley. Procure os tipos nativos ou mais novos, que não são invasivos como a madressilva japonesa prefere o sol pleno.

Madressilva amarela: Variedade nativa que tolera uma variedade de solos

Aromas: Flores desde meados da primavera até o final do verão, seguidas por bagas vermelhas brilhantes

"Todo jardim deve ter pelo menos uma rosa", diz Tankersley. "Eles não são tão exigentes quanto muitas pessoas acreditam, e muitas rosas mais novas também são altamente selecionadas para resistência a insetos e doenças." Ao selecionar uma planta, leia as etiquetas e procure aquelas que afirmam especificamente que são perfumadas, pois alguns tipos foram criados mais pela forma do que pela fragrância. Floresce melhor em pleno sol.

Sr. Lincoln: Um antigo favorito em uma impressionante cor vermelha escarlate com um perfume incrível

Princesse Charlene de Monaco: Uma nova rosa perfumada com flores duplas de damasco claro a rosa

Phlox vem em tons de rosa, branco, salmão, roxo, vermelho e bicolor. Plante como parte de uma borda mista ou em grandes faixas de impacto, sugere Tankersley. Muitos tipos se auto-semeiam, então eles voltarão por conta própria no ano que vem. Dê-lhes bastante circulação de ar para que não contraiam oídio. A maioria prefere sol, mas tolera alguma sombra em climas mais quentes.

David: uma variedade alta branca pura que é especialmente perfumada

Flame Pink: um tipo rosa choque compacto com um tempo de floração extralongo

Às vezes chamado de lilás do verão, este pequeno arbusto robusto em tons de branco, rosa ou roxo resiste à seca, floresce durante toda a temporada e atrai polinizadores. Agora está disponível em variedades anãs, então não vai ultrapassar o seu jardim e os tipos mais novos não são invasivos. Situado em bordaduras ou como plantações em massa. Gosta de sol pleno.

Lo & amp Behold Blue Chip Jr.: Cresce apenas 18 a 30 polegadas de altura para caber em espaços menores

Lua asiática: Tamanho maior com flores roxas profundas que têm gargantas laranjas

Esta árvore de floração na primavera é uma adição vistosa à paisagem com pequenas maçãs silvestres e cores de outono atraentes. Os tipos mais novos são mais resistentes a doenças. Gosta de sol pleno.

Prairie Fire: Forma arredondada e densa com botões rosa-avermelhados e boa resistência a doenças

Pingos de chuva reais: Flores magenta e folhagem roxa intensa durante toda a temporada

Esta planta perene arbustiva com folhagem verde-escura brilhante pode exigir estaqueamento para evitar que suas flores pesadas caiam, mas suas flores exuberantes e exuberantes valem um pouquinho de trabalho extra. Não plante muito fundo ou eles não florescerão. As formigas que visitam as flores não são pragas, elas estão simplesmente sorvendo o néctar, diz Tankersley. Prefere sol pleno.

Festiva Maxima: Clássico por gerações graças às flores brancas puras com manchas vermelhas

Sarah Bernhardt: Herança com lindas flores duplas rosa-médio

O cravo-da-índia é uma planta perene de baixo crescimento com um aroma picante ou semelhante ao de baunilha. Muitas vezes é chamado de "rosa" devido às pétalas de flores com franjas que parecem ter sido cortadas com tesouras de roscar. Funciona bem como afiação ou em contêineres. Gosta de sol pleno.

Experimente:

Torta De Doce De Frutas Punch: Flores cor de rosa dançam acima de montes azul-prateados de folhagem parecida com grama

Itsaul White: Lindas flores duplas brancas com muitas franjas

Este perfume doce e picante anual em tons de rosa, roxo e branco prospera em temperaturas frias, então plante-o assim que o tempo melhorar na primavera. Faz lindos buquês. Prefere o sol à sombra parcial.

Quarteto Rosa: Centros amarelos cremosos com bordas rosa e aroma de cravo

Katz Ruby: Impressionantes flores vermelho-vinho em lindas hastes longas para corte

Viburnums são duros como unhas, e esses arbustos que florescem na primavera oferecem lindas flores branco-rosadas com um aroma distintamente picante. Geralmente resistente a veados também. Gosta de sol a sol.

Spice Girl: Flores rosadas em um arbusto robusto com boa cor de outono


Cheira isso? 12 perfumes e colônias com aroma de alimentos

Se o homem (ou mulher) em sua vida simplesmente não consegue fazer churrasco suficiente (e quem pode, realmente?), "Que" do Pork Barrel BBQ é a fragrância perfeita. Fumada, picante e um pouco doce, esta colônia distinta combina todas as coisas que você adora em uma das comidas mais icônicas do sul e permite que você a aprecie em qualquer lugar, a qualquer hora.

A perfumista Zorayda Ortiz, de Chicago, mede e fabrica uma linha inteira de perfumes inspirados em tamale, bem como uma variedade de outros aromas gastronômicos. Seus óleos essenciais e perfumes são principalmente sem álcool, e ela também pode criar misturas personalizadas para o cliente verdadeiramente exigente que procura uma fragrância totalmente exclusiva. Seus aromas Tamal e Tamal Fresca evocam uma das tradições culinárias mais queridas de seu bairro de Chicago e permitem que o usuário desfrute deste aroma de comida reconfortante todos os dias.

Para obter mais informações, você também pode verificar a página da Ajna Oils no Facebook: www.facebook.com/ajna.oils

Graças à marca de fragrâncias Fargginay, agora é fácil apreciar o aroma de sua carne curada favorita e bacon mdash! & mdash diariamente. Mesmo que suas artérias se revoltassem contra uma dieta tão pesada com esta carne rica e deliciosamente gordurosa, você ainda pode levar o perfume aonde for na forma dos aromas Bacon Classic e Bacon Gold da marca. De acordo com o fundador da Fargginay, John Leydon, essas colônias à base de bacon são complexas e vestíveis & bacon mdash é a nota de fundo e é certamente perceptível, mas o perfume também contém outras notas de fragrância mais comuns, como florais e ervas, para completar o perfume e torná-lo agradável para homens e mulheres.

Ele ganhou vida por causa de uma postagem no Facebook de um amante de pizza obstinado, mas a fragrância de assinatura da Pizza Hut Canadá rapidamente se tornou uma mercadoria quente entre os fãs da cadeia internacional de pizza. Não estava originalmente disponível para o público em geral, mas 100 fãs sortudos do Facebook puderam ganhar uma garrafa deste perfume distinto. E por causa da resposta esmagadora ao lançamento de sua "Eau de Pizza Hut", o restaurante também incluiu frascos da fragrância distinta como parte de uma promoção do Dia dos Namorados este ano. De 11 a 13 de fevereiro de 2013, os fãs foram incentivados a tweetar para @PizzaHut usando a hashtag #LastMinuteLovers para receber um pacote de edição limitada que incluía a fragrância Pizza Hut, bem como um cartão-presente de $ 20.

Demeter faz uma enorme seleção de fragrâncias alimentares, bem como uma grande variedade de outros aromas (cerca de 300 ao todo). E esses não são aromas que apenas imitam produtos assados ​​com cheiro doce (embora eles também os façam). Demeter faz fragrâncias que tentam invocar aromas encontrados todos os dias no mundo ao nosso redor, que, curiosamente, também são alguns dos aromas mais inventivos e incomuns que existem, como sua colônia Sushi. Qualquer amante de frutos do mar pode estar acostumado a sentir o cheiro do sushi, mas não o usa. A fragrância leve e gengival é surpreendentemente refrescante e agradável durante todo o dia.

Sushi pode ser uma das ofertas de colônia mais exclusivas da Demeter, mas a empresa fabrica muito mais fragrâncias gastronômicas, como Angel Food (doce e à base de baunilha), Torta de Abóbora (aquela mistura clássica de especiarias que o leva de volta às férias em casa) e Grapefruit rosa (refrescante, cítrico puro). Uma lista completa das ofertas de fragrâncias de Demeter pode ser encontrada no site da empresa, e Demeter agora tem expositores nas drogarias Duane Reade e Walgreen em todo o país, cada uma com cerca de 100 opções de fragrâncias oferecidas, então é fácil escolher um de seus favoritos.

Honor & eacute des Pr & eacutes é uma empresa de perfumes parisiense, mas se inspira nos Estados Unidos. Tentando trazer um pouco de terra rústica e aberta para os cidadãos de grandes áreas urbanas como a cidade de Nova York, sua missão é criar fragrâncias "para pessoas urbanas que desejam pela simplicidade e natureza. " A fragrância Love Coconut da empresa é baseada no perfume de água de coco pura e leve, fresca e ligeiramente doce.

Bois Farine, que se traduz literalmente como "Madeira de Farinha", é uma fragrância complexa e inebriante que lembra o cheiro de farinha e pão fresco assando. Criado para o L'Artisan Parfumeur pelo perfumista Jean-Claude Ellena, este perfume teria sido criado após uma viagem às Ilhas Reunião, onde Ellena encontrou uma árvore rara nativa dessas ilhas. A árvore cheirava distintamente a farinha, que inspirou esta fragrância rica e fresca.

Os óleos de perfume Indigo Frangrance trazem você de volta a tempos mais simples e felizes, usando aromas nostálgicos e reconfortantes. Faça uma viagem de volta à infância com sua fragrância de Milkshake de Morango, que cheira exatamente como o deleite antigo e cremoso e notas mdash de pêssego e laranja ajudam a completar o aroma de morango fresco. O Pão de Canela Amish e o Pão Fresco são igualmente reconfortantes. Todos os três aromas (assim como outros óleos de fragrâncias foodie da Indigo) são perfeitos para usar para fazer seus próprios perfumes personalizados, em velas caseiras ou com produtos de banho e corpo.

Os produtos naturais e orgânicos para a pele e fragrâncias da Essensu são perfeitos para os amantes de perfumes que também estão preocupados em comprar produtos ecológicos e holísticos. Até mesmo aromas doces e nostálgicos, como o perfume roll-on de algodão doce à base de baunilha e frutas da Essensu, são livres de parabenos, petróleo, corantes e cores artificiais e outros produtos químicos irritantes ou inseguros que podem acabar em muitos produtos cosméticos. A empresa também aceita pedidos de aromas personalizados, portanto, se algodão doce não é o seu lugar, você pode entrar em contato com a Essensu e pedir que sua comida favorita seja transformada em um perfume que pode ser vestido.

Se você está procurando um perfume verdadeiramente luxuoso à base de alimentos, Aftelier Perfumes tem a opção certa. A empresa lança uma coleção diversificada de produtos de alta tecnologia eau de parfums, a maioria dos quais não tem o objetivo de cheirar como um determinado item alimentar. As fragrâncias Cacau, Figo e Shiso (na foto) são aromas complexos claramente inspirados nos alimentos que deram o nome, mas não vão atingir você na cabeça com um cheiro intenso de comida. Shiso, que evoca a folha de shiso comestível usada na culinária japonesa, é um perfume com algumas notas de perfume mais tradicionais, como gerânio e patchouli, além de notas alimentares claras, como pimenta verde e cravo antigo. O resultado é um aroma verde e ainda ligeiramente picante que funciona bem sozinho ou em camadas com outras fragrâncias foodie, como Fig.

Fragrâncias vestíveis com cheiro de comida são relativamente fáceis de encontrar, mas e os aromas para sua comida? Os Sprays de Essência do Chef do Perfume Aftelier são projetados para aumentar os sabores de alimentos reais com uma leve borrifada. As essências da fragrância são difundidas em álcool de milho puro, portanto, são perfeitamente seguras para ingerir e fáceis de usar (sem necessidade de medição). Aftelier sugere pulverizá-los sobre tudo, desde champanhe a sorvete para realçar os sabores e aromas de seus alimentos favoritos, ou usá-los como um substituto para ervas frescas quando estão fora da estação ou para especiarias difíceis de encontrar.


O Ofício do Perfume

Saskia Wilson-Brown está tentando, apenas por diversão, imaginar como criar um perfume que evoque um encontro Zoom.

A perfumista experimental de Los Angeles e fundadora do Instituto de Arte e Olfato (IAO), sem fins lucrativos, diz que começaria com uma nuvem de palavras. “Eu provavelmente selecionaria digital, efêmero, e algumas outras palavras ”, diz ela. “Então, eu descobriria quais materiais associo a esses adjetivos.” Ela então reunia uma paleta de cheiros, que pode ser comprada online como óleos essenciais, moléculas aromáticas e outros derivados dos materiais. “Então, muito parecido com esboçar uma pintura, estou tentando combinações, anotando minhas fórmulas como receitas e avaliando os resultados - isso funciona, aquilo não - e fazendo ajustes.”

↑ Saskia Wilson-Brown, fundadora do Instituto de Arte e Olfato.
Foto: Cortesia do Instituto de Arte e Olfato

Usando tiras de perfume, pipetas e béqueres, ela combina fragrâncias e então cheira. “Estou passando por julgamento após julgamento”, diz ela, “e, no processo, descobrindo quem eu sou”.

Se a ideia de uma fragrância inspirada por uma experiência digital parece um pouco fora do comum, é apenas uma maneira de Wilson-Brown indicar o quão inovadora a fabricação de perfumes se tornou no século 21 como perfumistas artesanais independentes, geralmente autodidatas - primos de cervejeiros artesanais, padeiros e outros artesãos - expandem os horizontes olfativos além dos aromas clássicos de grandes casas francesas como Guerlain e Chanel.

A ideia de que a criação de perfumes pode dizer algo sobre quem você é sublinha o personalismo da nova perfumaria, na qual, por exemplo, a perfumista de Chicago Mary Richardson-Lowry pode basear algumas de suas fragrâncias em memórias de viagens ao sul da África, e músico O perfumista David Seth Moltz, que trabalha em Nova York, pode comparar a criação de perfumes ao ajuste de microfones, filtros e equalização em um estúdio de gravação.

Surrealism ̊11, uma das fragrâncias de gênero neutro de Mary Richardson-Lowry da Identity Narrative, tem notas de bergamota italiana, noz-moscada, laranja e folha de chá.
Fotos: Cortesia de Mary Richardson-Lowry

John Biebel cria perfumes em um estúdio em Rhode Island. Ele também é um escritor que analisa perfumes para o site Fragrantica. “Por muito tempo”, diz ele, “não havia como uma pessoa comum realmente acessar a matéria-prima. Foi direto da fonte para um laboratório e uma casa de perfumes. Mas então a Internet viu uma necessidade suficiente e alguns distribuidores em todo o mundo começaram a comprar a granel e dividi-lo em quantidades menores para vender aos artesãos ”.

A questão, é claro, é a beleza olfativa e o deleite: o poder do perfume - simples e sutil ou complexo e poderoso - pode evocar memórias, avivar percepções, nos aterrar no momento ou nos transportar para um novo mundo.

John Biebel, fundador do January Scent Project, é um pintor cujo interesse pela arte das fragrâncias o levou à ciência dos perfumes.
Fotos: Cortesia de John Biebel

O IAO de Wilson-Brown é dedicado a essas experiências e ao complexo ofício que pode produzi-las. Ele apóia a experimentação da perfumaria, junto com a educação do perfume. Ela aponta que as pessoas que são sensíveis ao perfume podem não precisar rejeitá-lo completamente, se aprenderem quais dos muitos elementos possíveis nele são desencadeadores e quais não são. E cria eventos que destacam o papel do perfume na arte e na vida. A primeira Scent Week da IAO - agendada para setembro de 2020 a partir da impressão desta edição - promete uma abundância de acontecimentos olfativos, incluindo aulas de mistura de aromas, visitas a estúdios, apresentações sobre a história do perfume e passeios aromáticos pelos bairros de Los Angeles.

A Scent Week é parte do que Wilson-Brown considera uma espécie de renascimento olfativo que está se desenvolvendo à medida que o sentido alojado em nossos narizes reivindica os mesmos direitos que a visão, a audição e o tato.

Naturais, sintéticos e notas
Um evento marcante para a arte olfativa foi "The Art of Scent 1889 - 2012", uma exposição no Museu de Artes e Design de Nova York. Com curadoria de Chandler Burr, um jornalista e autor que foi o primeiro curador de arte olfativa do museu, o museu presenteou os visitantes com 12 quiosques elegantes, cada um oferecendo uma borrifada de um perfume que Burr considera importante no desenvolvimento da arte olfativa de ponta .

↑ Um visitante das sessões semanais abertas do Institute for Art and Olfaction trabalha em uma fórmula de perfume.
Foto: Cortesia do Instituto de Arte e Olfato

O catálogo de Burr para a exposição trata esses aromas em termos estritamente históricos da arte, rotulando-os com movimentos artísticos: O perfume Jicky de Aimé Guerlain de 1889 é romantismo, a fragrância Angel de Olivier Cresp (1992) é surrealismo e L'Eau d'Issey , que o perfumista Jacques Cavallier criou para a estilista Issey Miyake, é minimalismo.

Muitos desses grandes perfumes contam uma história à medida que liberam diferentes moléculas de fragrâncias ao longo do tempo. Mas Miyake queria que Cavallier criasse o perfume da água, diz Burr. “Foi feito com sintéticos e foi o primeiro perfume linear real - um que não evoluiu com o tempo.”

Para desvendar este comentário um tanto enigmático, precisamos entender os fundamentos da criação do perfume e como as inovações expandiram seu alcance.

Em primeiro lugar, existe a distinção entre naturais e sintéticos. Os perfumes há muito são produzidos a partir de materiais naturais de plantas e animais: folhas, cascas de frutas, madeira, secreções de corpos de animais e assim por diante. Os materiais são prensados, destilados, processados ​​com dióxido de carbono ou expressos de outra forma. O resultado é uma essência aromática com uma mistura complexa de moléculas.

Aromas sintéticos, por outro lado, são moléculas únicas, na maioria das vezes derivadas do petróleo e criadas em um laboratório por reações químicas. Eles surgiram na perfumaria no final do século XIX.

A complexidade química dos naturais significa que eles “evoluem”, mudando sutilmente seu efeito olfativo ao longo do tempo. Adicione vários naturais juntos para fazer uma fragrância sofisticada, e você obtém um conjunto complexo de sequências que não é muito diferente de uma narrativa ou música para o nariz.

A perfumaria tradicional realmente descreve a estrutura do perfume como a interação de três "notas". As notas de cabeça, que você geralmente capta ao cheirar o perfume pela primeira vez, costumam ser cítricas, verdes frescas ou picantes e tendem a desaparecer primeiro. As notas de coração, que duram mais, tendem a ser especiarias mais pesadas ou aromas florais leves: coentro, ylang-ylang, rosa, capim-limão, jasmim. As notas de fundo permanecem por mais tempo na pele. Florais pesados, almíscares, fragrâncias amadeiradas e similares são as bases mais frequentes.

Os sintéticos, com sua estrutura química mais simples, “geralmente são mais fáceis de controlar do que os naturais”, diz Burr. Eles têm sido uma dádiva para os artesãos de fragrâncias, que querem um perfume que permaneça o mesmo com o passar do tempo - para criar um único clima em vez de uma história. Ao mesmo tempo, os sintéticos são regularmente misturados aos naturais hoje para obter uma galáxia inteira de efeitos.

Quanto a Cavallier, o catálogo de Burr explica que ele superou o desafio de Miyake tipo koan ao fundir várias fragrâncias florais - tanto sintéticas quanto naturais - em um perfume que “tem um enorme volume olfativo, mas não é identificável. Como a água, o cheiro é puro, parado ... L’Eau d'Issey se abre como se fosse uma única nota e continua a manter essa nota até que simplesmente desapareça, sem variação de tom, no silêncio. "

The Makers
Para entender o que os criadores de odores independentes de hoje estão fazendo, também precisamos entender uma taxonomia aproximada de odores e suas associações. O Basic Perfume Primer do IAO apresenta 12 "famílias de fragrâncias" como apenas uma forma de organizar os aromas disponíveis para perfumes. Entre os mais interessantes estão fougère (folhagem verde: lavanda, gerânio, vetiver, bergamota, musgo de carvalho) gourmand (doce e delicioso: toffee, conhaque, chocolate, amêndoas, baunilha) e ozônico (o ar após uma tempestade: aguado, cintilante, brilhante )

Muitas dessas famílias vêm com associações. As fragrâncias na família floral há muito tempo são os principais elementos dos perfumes comercializados para mulheres. Evocando o masculino estão aromas cítricos frescos, aromas orientais picantes (como na loção pós-barba Old Spice) e alguns dos fougères terrosos. Mas Mary Richardson-Lowry, que cria perfumes sob a marca Identity Narrative, está entre os novos perfumistas que fazem fragrâncias de gênero neutro. “Se for realmente um perfume completo, deve envolver o indivíduo, qualquer que seja o pronome que eles usam”, diz ela. Sua estratégia é misturar os marcadores de gênero - alguns florais, alguns temperos, alguns cítricos - e equilibrar os aromas para que nenhum domine.

Richardson-Lowry, que também é advogado corporativo, ex-presidente do Conselho de Educação de Chicago e membro de vários conselhos corporativos, sempre foi fascinado por cheiros, diz ela, mas foram suas viagens globais que a abriram para criando seus próprios aromas. “Pensei em todos os aromas das diferentes ervas, árvores, folhas e flores que peguei enquanto viajava e em combinar esses temas em uma expressão artística.” Arte é importante para ela, e Identity Narrative oferece um programa único de artista residente em que artistas e artesãos selecionados, incluindo criadores de tecidos e cerâmica, são apresentados no site da empresa e materiais promocionais.

↑ D.S. & amp Durga é dirigido pela equipe de marido e mulher do perfumista David Seth Moltz e do designer Kavi Ahuja Moltz (também conhecido como Durga). A dupla vê seu trabalho como uma “tradução de espaços musicais e literários em fragrâncias”.
Retrato: Martin Scott Powell

Para David Seth Moltz, co-criador com sua esposa, Kavi, da linha de perfumes e outros aromáticos D.S. & amp Durga, a música é uma paixão, então ele abraça totalmente as possibilidades narrativas e musicais do perfume. “Quando comecei a aprender, percebi que todas as ideias que eu estava pensando na música eu posso realmente colocar em fragrâncias”, diz ele. “À medida que aprendi mais, fui capaz de transmitir narrativas muito extensas da maneira que teria tentado na música.”

Como na música, ou em qualquer outro ofício ou arte, decisões devem ser tomadas sobre o quanto sobrecarregar uma fragrância pode torná-la turva, mas Moltz aponta que muitos aromas naturais e humanos que cheiram "simples" são realmente complexos misturas. Um de seus perfumes possui 70 elementos. “Há um movimento em direção a 'fórmulas curtas', um número limitado de ingredientes, hoje”, diz ele, “mas também adoro efeitos malucos, de estilo barroco e ornamentados em fragrâncias. Só tem que ser feito da maneira certa. ”

Fotos: Cortesia de D.S. & amp Durga

Fazer certo envolve entender uma boa dose de química, bem como educar o nariz. John Biebel, que cria o perfume sob o rótulo do Projeto Perfumado de Janeiro, começou como pintor e então descobriu que a arte do perfume o levou à ciência dos perfumes. “Acho que isso acontece muito com disciplinas criativas”, diz ele. “Um amigo começou a tecer e depois começou a pesquisar os corantes. Eu disse a ela: 'Você está se formando em química orgânica agora'. Ela disse: 'Sim, e eu odiava ciências na escola!' para entender o que está acontecendo cresce. Eu realmente quero saber como essas moléculas de cheiro realmente funcionam. ”

Quanto ao próprio processo de Biebel, é basicamente a tentativa e erro que Wilson-Brown descreveu. “Começo com um cheiro que encontrei durante o trabalho que é muito interessante”, diz ele. “Eu pareço isso com outra coisa, e então isso se torna uma ideia mais complexa. Então ele começa a desenvolver uma vida própria. Eu vou colocar de lado e dizer, ‘isso não vai levar a lugar nenhum’, ou ‘espere um minuto, isso está realmente começando a ganhar pernas’. ”

Biebel likens the process to how he develops a painting: taking a step at a time into the unknown, bolstered by knowledge, but unsure of the result. Scent as art indeed.

Creating a Beautiful Scent Environment

You can perfume yourself, and you can also perfume your world – that is, create an indoor environment that brings beauty to the nose and peace to the soul. Here are a few ideas.

1) Bring the outdoors in. Collect garden herbs and flowers that give you pleasure and scatter them around the house. “Affluent Romans used to sprinkle rose petals on the floor,” says Saskia Wilson-Brown.

2) Wash or wipe down surfaces with essential oils. Another tip from ancient cultures: They would wash their floors with aromatics, especially lavender oils. You can also wipe down counter or dresser tops with aromatic oils.

3) Let perfume settle on fabrics. Mary Richardson-Lowry suggests misting perfume from an atomizer onto bedsheets. “Don’t spray it directly on them spray a little above and let it settle,” she suggests. As the weather cools, you can do the same with a lap blanket, a sweater, or a jacket – waft some scent above the fabric and allow it to settle, and it will be subtle and longer-lasting than aiming only to scent the air.

4) Simmer herbs and fruit on the stove. In a small saucepan, bring water to a simmer and add citrus slices and herbs of your choice, such as lavender or mint. The heat will spread the scent.

5) Craft your own room spray. John Biebel suggests combining three parts grapefruit essential oil, two parts pink pepper essential oil, two parts lavender essential oil, and one part patchouli or cedar oil. Mix the oils together and add the mixture to distilled water (about one part oil to five parts water). Put it in a small spray bottle, then spritz for a refreshing alpine scent. Stored in the refrigerator, the mixture will last for about three weeks, Biebel says.

6) Burn a high-quality scented candle. “If you walk into someone’s beautiful mansion and there’s a Glade PlugIns, it just ruins the effect,” says David Moltz. “And then again, if you walk into someone’s very modest apartment and they’re burning a really beautiful frankincense candle, it feels holy and beautiful.”

Do you have a story about an evocative scent?

We'd love to hear from you. Send your reactions, reflections, questions, and concerns to [email protected] .

Help us share impactful stories like this one

Become an American Craft Council member and support nonprofit craft publishing. You will not only receive our magazine but also help grow the number of lives craft has touched.


“Beauty is an ecstasy it is as simple as hunger. There is really nothing to be said about it. It is like the perfume of a rose: you can smell it and that is all.”

Click the link below for the latest awesome video of Chicago Master Perfumis, Zorayda Ortiz doing her thing at Love Zoil’s debut of La Dieciocho Collection. La Dieciocho is Love Zoil’s new spring line of perfume dedicated to the life and culture of Chicago’s Pilsen neighborhood.

A big and beautiful thank you to Alan Diego for creating a masterpiece video that captures the heart and energy of Love Zoils. Pleas visit and like his Facebook page, Improving Pilsen 60608:

Another big and beautiful thank you to Pilsen & Vintage Thrift store for hosting Love Zoils’ debut of La Dieciocho Collection. Thank you for your continuing love and support. Please visit both the Pilsen & Vintage Thrift store website and Facebook page. Just follow the links below.

Pilsen Vintage & Thrift website: http://www.pilsen-vintage.com/location


Roja Dove, The Master Perfumer of Exquisite Scents

Roja Dove has one of the most highly regarded noses in the world. He makes some of the world’s most refined and sought-after fragrances as well as exquisitely scented and highly-priced candles.

One of his 300g, 60-hour minimum burn candles costs around $150. The lids are dipped in 18ct gold. Roja Parfums is known as the world’s most luxurious fragrance house due to its use of the finest quality ingredients as well as its packaging and 24-carat gold coated caps.

When I started traveling internationally, the very first store I visited was Bergdorf Goodman. When creating Bergdorf and Goodman’s, I thought of the clients I meet here. When I think of Bergdorf, the women that shop here are some of the smartest women in the world, they are very, very feminine, and self-confident, and for that creation, I used gardenia around a lot of very soft and warm materials. For Goodman’s, I thought brisk, bright, dynamic, and self-assured, so I mixed spices and citrus materials in a bed of woods. I think both scents embody everything Bergdorf Goodman stands for.”

Says Dove about his New York Chypeie scented candle: “Perfume is all about dreaming and nowhere captures the imagination as much as the city that never sleeps. This is my homage to the New York rhythm of life – the heartbeat within the world’s most iconic skyline. Encased by the glamour of Art Deco designs and the buzzing electricity of a fast-paced world – an escape can be found within Central Park, where dynamic woods mingle with a sweet floral – a refreshing oasis from the madness.”

Created exclusively for Manhattan’s leading luxury destination, on 5th Avenue, Bergdorf Goodman Dove says it is “ascent of unapologetic elegance where a rich bouquet, with notes of gardenia and mayflower, nestle on a base of oakmoss and vanilla.” –

According to the famous British “Nose” – “A fresh burst of citrus bergamot is sublimated by a rich bouquet of orange blossom, jasmine, tuberose, heliotrope, and violet, warmed by patchouli, sandalwood, and cedarwood, on a soft, sensual base of benzoin, styrax, frankincense, and musk and the whole made lively by the inclusion of pink pepper. He is equally lyrical about his “Oceania.”

Roja Dove – born Roger Bird in Sussex, south England – worked twenty years for “Guerlain.” becoming the in-house “Professor du Parfum.” The childhood smells of his mother baking with cinnamon, and the smell of her face powder plus a visit to Guerlain’s boutique in the Champs-Elysee led him to drop out of Cambridge University where he was studying medicine. To pursue the education of his nose.

“It takes eight years for a surgeon to qualify. Much longer for a perfumer,” says 63-year-old Roja, who claims he can identify over eight hundred scents blindfolded. Roja has a vast collection of perfume bottles, including Lalique’s first and Jean Palou’s “Normandie.” He describes himself as a “fragrance historian” and lectures regularly around the world.

He takes his nose very seriously. And one nostril especially. He thinks the left one the more hyper-sensitive of the two. “The sense of smell is so animalistic. I cannot travel on the Underground. Or Metro. The Tube is horrible for me. It is like listening to 10,000 pieces of music at one time!”

In 2004 the “Roja Dove Haute Parfumerie” opened on the fifth floor of Harrod’s department store in London. Inspired by great perfumes like Dior’s “Diorama,” “Ombre Rose” from Jean-Charles Brosseau, and “Quelques Fleurs” by Houblagant, he started making his own. It offers odor profiling services to help you find or even build the rights cent for you.

In 2010 he created “Diaghilev” for the Victoria & Albert Museum’s exhibition. Subsequently, he created perfumes for Downing Street, Chatsworth House, Buckingham Palace, and the Kremlin. Facing competition by what he calls “the detergent manufactures,” his eponymous line now has nearly forty perfumes, including “Enslaved” and “Unspoken.”

He has been responsible for much “Danger,” “Mischief,” and “Scandal.” He says he always starts with a word. Like “Innuendo.” Or “Risque.” And then defines it with scents.

Roja believes Perfume makes people “infinitely happier.” And that “fragrance is kind to everybody.” The UAE-inspired “Amber Aoud” is a best-seller.

My Imperial Collection doesn’t celebrate Empires. It celebrates the creativity found within them. Sometimes this can be in the form of creative figures such as the Russian genius Diaghilev or the Chinese mythological goddess NüWa who created civilization and taught the arts.”

He believes that when people buy scent, they are purchasing a reflection of a lifestyle.

“If most people are trying to find a scent for their ego, I’m trying to make a scent for the id. I want to make them think about things—memories of people and places—that they smell will recall and evoke.”

Every Perfume is made in his home and then sent for compounding to Grasse in the south of France. The silk used in the packaging comes from China. As well as a unique perfume for “Harrod’s,” he created “Brittania.”

“As a nation, we have always been explorers and so have always discovered things from all around the world and brought them back. That is what is interesting about my culture. If you look at our history, we have always embraced things from other worlds. This gives Britain its great diversity. With “Britannia,” I chose materials that personify ‘Britishness’ and composed a perfume using the materials that make up the fabric of my country.”

“I’ve have chosen materials from the four corners of the Earth and worked them into something new, and to me, that is precisely what defines the British way. Britain has always embraced things from the outside and looked at how we can use fresh discoveries to create something new. Something which is ours. The Perfume, I hope, is the celebration and acceptance of international influence.

“The Perfume is an ode to British gardens using champaca, jasmine, and heliotrope. But Britain also has a huge love of chocolate, son I have added vanilla and cacao. Ambergris is a legendary symbol of wealth and status. Beloved by the aristocracy, it would never have been available to us had we not become a seafaring nation. Smells reveal associations.”

Dove believes that there is a true scent for everyone. Like, true love. “Many of us are never lucky enough to find it. But isn’t it fun to flirt, though? Scents are like love affairs. You only know whether it works when you have spent the night together!”

Distilling a unique, tailor-made scent for a client can take anything from six months to two years and costs around £25,000 for a 500ml bottle. “It’s the ultimate luxury,” adds Dove. “It is like having a famous author create a novel just for you. You are distilling a personality into a bottle.”

Dove loves Dior Eau Sauvage, and the discontinued the Balenciaga Eau de Lavande. “Elysium Pour Homme” is a new fragrance. “In Greek mythology, Elysium was the paradise for heroes. I wanted to play on the idea of pulling your nose up somewhere very high to remove you from Earth. There are traditionally masculine materials – vetiver, cedarwood, and leather – but also a lovely lime note, a grapefruit note, lavender, and musk, which has been specially designed to work as a top note.

Dove is proud of his candle range. These include Essence of Fortnum and Mason and New York which he deconstructs as “Lime and litsea cubeba add their dynamic freshness to a bouquet of cyclamen, rose, jasmine, lilac, and cherry blossom, further sweetened by an almond accord, sublimated by the warmth of Casimir and other wood notes, vetiver, linden, cinnamon, and clove, with whispers of sensual musk.”

He believes one should be found somewhere in every house. He also has ideas where people should put his perfumes. “I think a bicep is also an excellent place for it and the last place to put a little bit is in the clavicle.

“When when you bend forward and come back up, you’ll get a little puff of air up your nose. Every time your head will be an occasion for you and everyone around you! The carotid artery is there, so the warmth of being near a vein gives the scent a lift. Traditionally men would never put scent on the body, just on their handkerchiefs. I say anywhere but the back of the neck or behind the ear. Sebum adversely affects Perfume!”


Maya cuisine tamales

First of all, we learned that you cannot use Maseca Flour to make authentic tamales, which was an eye-opener. Many of us had tried in the past with very little success.

Apparently, you need masa de maiz pura or raw corn dough that you can buy here in Mexico from any tortilleria or even grocery stores. This &ldquodough&rdquo is simply the nixtamaled corn ground with a little water to form very stiff corn dough. This dough is placed in a bowl and then you add a liquid which can be water or stock, salt, Manteca or pork fat and if you want to you can add Recado Rojo which flavours the dough with herbs, spices and annatto or achiote, chaya or X&rsquopelóns which are fresh beans can also be added depending on the type of tamale you want to make.

Here in the Yucatan, they use banana leaves to wrap and steam their tamales in and the first job is to clean the leaves. Mexican tamales here in the Yucatan use banana leaves and in mainland Mexico, they use corn husks.

Next, we learned what to add to the dough and how to press it out for the different tamales. We also added chaya to one dough, Recado Rojo to another dough and to a third dough we added the X&rsquopelóns.

Masa dough with chaya added.

Recado rojo dough

X&rsquoPelons for tamale dough


26TH STREET !SASS!

Chicago`s Little Village is an eclectic, colorful and delicious chunk of Mexico plunked down on a two-mile stretch of 26th Street on the Southwest Side.

Well, okay, so maybe the neighborhood lacks the cliff divers of Acapulco, the palm trees of Puerto Vallarta and all those other picture-postcard images. What it lacks in dramatic scenery, though, it more than makes up for with an ambiente that`s at once pure Chicago, a little border town honky-tonk and a whole lot of main street Mexico.

At Coral`s Bakery, fruit-filled Czech kolachy line up alongside plump sugar-topped Mexican conchas. Music dances from loudspeakers anchored to storefronts that are plastered with kung-fu and Vicente Fernandez movie posters. Frothy dresses for brides and little girls fill display windows. Murals transform brick buildings into street art. There`s even one bordering the McDonald`s at 26th Street and Kedzie Avenue with Ronald McDonald sporting a sombrero.

With a generous amount of energy, the markets, street vendors, restaurants and bakeries contribute their tastes, fragrances and colors to the street`s gastronomic mosaic. There`s the perfume of tortillas baking at El Milagro, the sizzle of spicy chorizo at Carniceria Atotonilco and the fragrance of juicy ripe pineapples, mangos, bananas and papayas at La Justicia. Bakery windows at El Nopal boast crusty bolillos, sugar-sprinkled cookies and ginger-cookie pigs. Powerful blenders whir up frothy, fruity licuados at Taqueria Atotonilco, a snack shop owned by Raul Munoz, also the owner of the carniceria, or meat shop, of the same name across the street. Jingling bells signal the arrival of the refrigerated carts selling frozen fruit-juice bars called paletas.

Little Village-or La Villita to the Hispanics who have worked to revitalize the neighborhood-stretches west along 26th Street from Western Avenue to the city`s edge just beyond Pulaski Avenue. The embankment of the Burlington Northern Railroad borders the northern edge of Little Village while the Stevenson Expressway skirts it along the south. On either side of the bustling 26th Street business district, brick homes fronted with tiny lawns sit along shaded streets.

Traveling by car from the Loop, down the Stevenson Expressway to an exit at Kedzie Avenue headed north, the trip to 26th Street takes no more than 30 minutes.

You could eat or shop your way to culinary heaven along 26th Street. Indeed, we tried and came up with some favorites worth a visit, whether just to enjoy the fiesta atmosphere, to sample the food or to stock up on ingredients for cooking your favorite dishes at home.

And while you could visit the neighborhood almost any day of the week, during the day on Saturday and Sunday the area takes on the added energy of a fiesta. That`s when families stroll the streets as much to do shopping as to soak up the neighborhood and indulge their tastebuds in the flavors of their homeland. Which may make Little Village the most delicious way to enjoy Mexico this side of the Rio Grande.

Known for a long time as ''South Lawndale,'' the area was built up by Czechs and Poles in the early part of this century. As the neighborhood began to change, a group of men decided to give the neighborhood its own identity, according to Anita Villarreal, president of the Little Village Community Council.

''They met in the early `60s and decided that in every country there is a little village, whether it`s Mexico, Italy or Czechoslovakia, where friendliness and family are important,'' she explains. ''They wanted the neighborhood to have that feel so they called the area Little Village.''

More than the moniker contributes to the neighborhood`s character, of course. ''The majority of residents today are Mexicans,'' says Villarreal, who moved to the area in 1962. ''But there are also Puerto Ricans, Cubans, Czechs, Poles, Greeks, Koreans. . . if you wanted to call this a melting pot, well it`s really a melting pot.''

The residents of Mexican heritage most strongly influence Little Village today, adding their spice and sass to the neighborhood`s central European beginnings. Zemsky Brothers Department Store is just down the street from the La Justicia supermarket. Eateries serving Chinese food sit next to tiny stands selling those roasted pork bits called carnitas. At Woolworth`s, you can buy T-shirts emblazoned with the Mexican flag.

A Spanish-style arch spans 26th at Troy Street, a sort of welcome mat for Little Village. The inauguration of the arch coincided with a parade and the celebration of Mexico`s Independence Day on Sept. 16.

Several retailers are rehabbing their storefronts to complement the arch`s Spanish colonial look. Also in the works is a visitor guidebook listing restaurants, stores and entertainment, including restaurants which feature mariachi music.

The following list of eateries, bakeries and groceries is by no means comprehensive, but it does give you a good sampling of what the street has to offer.

A relative newcomer to the area sits at the eastern edge of Little Village at 24th Street and Western Avenue. At Caramba!, 2411 S. Western Ave., owners Javier and Imelda Navarro have brought in chef Chela Cardenas from Mexico City to handle the preparation of the nicely flavored tacos al pastor, pozole and milanesa, a breaded meat cutlet.

If you need a pinata for a party, candies or ingredients in bulk, pottery, a plaster Kewpie doll or even a planter glittered up with pieces of mirror, then stop in at Herrera Mercantile, 2602 W. 26th St., the first stop on 26th Street at the easternmost end of the village.

A few blocks later, you can pick up a supply of flour or corn tortillas at El Milagro, 3050 W. 26th St. Raul Lopez`s family has been making tortillas in this city for more than 35 years. Today, he has several stores, including this combination tortilleria and restaurant.

To see tortilla-making in action on a large scale, consider visiting Del Rey Tortilleria, 2701 S. Trumbull Ave., early in the morning when the machines churn out the circular breads.

Little Village boasts several fine supermarkets. One of the largest spice and chile displays is at Armando`s Finer Foods, 2627-39 S. Kedzie Ave., just a few blocks south of 26th Street. To stock up on staples or load up on fresh produce and cheeses, visit La Justicia at 3644 W. 26th St. If you can`t find an ingredient here, you probably won`t find it in Chicago. In season, they carry sugarcane and cactus leaves (nopales). There are soft drinks from Mexico and all sorts of offbeat fruit juices-okay, go ahead and give guava a try-plus lots of herbal teas, packaged foods, canned sauces and chiles. The meat counter is anchored at one end with mountains of the crispy pork rind called chicharron which Mexican cooks stew up in spicy sauce or munch on as a crunchy snack, drizzled with limon juice.

At Carniceria Atotonilco, 3917 W. 26th St., you`ll find one of the most flavorful, yet mildest chorizo sausages in the city. Made on the premises, the sausage can be prepared at home by first removing the casing, then frying it in a skillet. ''It doesn`t spatter and spit when cooked,'' says one aficionado approvingly. In addition to those long links hanging behind the meat counter next to the sombrero, pinatas and shrine, the butchers can ready almost any cut of meat you might need for a stew or menudo, a hearty tripe soup. Do not leave Little Village without a visit to La Guadalupana, 3215 W. 26th St. Pass under the bright orange sign with the image of the Virgin of Guadalupe and enter a market where Lucy Castro has developed an ardent following of tamale lovers in the last 20 years. Her son Rogelio oversees the business of the market, while Lucy, a native of the state of Guanajuato, handles the team of five who work at a long table to prepare several thousand tamales a day in kitchens behind the store. It is there that huge grinders prepare the masa, kettles bubble with sauces and steamers stand ready to cook the cornhusk-wrapped packets. Mama Castro`s tamale recipes include two savory tamales, a mild red mole sauce with pork and a hotter green sauce with pork, plus a pink sweet tamale with raisins (all are $4.35 a dozen). ''We`re developing recipes now for chicken and beef tamales,'' says Rogelio. What cooks also will appreciate is the array of ground ingredients for cooking, including pumpkin seeds for pipian sauce, garlic, spices, as well as Mama`s mole.

If the day is cool and you start off early, you may want to stop in for a cup of coffee and a concha at El Charrito Panaderia, 3424 W. 26th St. Or you may want to make this a mid-morning (merenda) snack stop. This tiny bakery has only one vinyl-covered table and a coffeemaker perking away, but there`s a nice variety of pan dulce (sweet, go-with-coffee breads): the barely-sweet sugar-topped conchas (the shell-pattern of sugars gives them their name), cinnamon-sugared pastry rounds called orejas (ears) and plate-size circles of dough called bunuelos. Of course, this bakery-as well as every other one along the street-specializes in massive, ornately decorated cakes for weddings, birthdays and name days.

Down the street at the large El Nopal Bakery, 3648 W. 26th St., Francisco Bonilla and his wife, Celia Cardenas, turn out thousands of those sugared conchas daily and 70 dozen of the French-type rolls called bolillos. Bonilla was born in San Antonio, Tex., but lived for many years in Monterrey in the Mexican state of Nuevo Leon.

''The recipes we prepare here are those I learned to love while growing up,'' says Bonilla. The family has had a bakery in Chicago for more than 34 years but have been on 26th Street only since 1974. These days, Sundays are so busy they have seven girls working the counters and go through mountains of gingerbread pigs, pan de huevos (egg bread) and orejas.

If you want to start the day on a more substantial note, visit La Posada, 2601 S. Ridgeway Ave., or Nuevo Leon, 3657 W. 26th St., a larger version of the 18th Street establishment. Both are full-menu restaurants, but open early for breakfast (8 a.m.), making them good places to opt for eggs scrambled with chorizo or machacado (dried beef), then served up with lots of tortillas.

Plan to stop for a refreshing licuado break at Taqueria Atotonilco, 3916 W. 26th St. Licuados are basically fresh fruit and milk shakes, beaten until frothy, then served in tall glasses with a sprinkling of cinnamon. Fruit choices are seasonal but you can almost always find banana and strawberry on the line-up, which also includes papaya, mango and pineapple. The popular accompaniment here is tacos al pastor. The meat for the tacos is layered on a spit into a huge gyros-type assembly, then sliced off and layered atop several tortillas for taco-making to taste.


Authentic Mexican Tamales &ndash Ingredients

Tamale ingredients

Before you make tamales there is a lot you need to know. Those of us from north of the border (well some of us) have only had tamales made with Maseca the cornflour we think of as traditional Mexican. Well, the best tamales are made from masa de maiz or put simply the raw corn dough that is a result of grinding the nixtamaled corn before it is dried into flour known as maseca.

Most Mexicans would not be caught using maseca for their tamales as it is just not the right consistency. masa de maiz (Pura) can be purchased here in Mexico in any tortilleria as this is the dough they use to make tortillas. In North America, some specialized Latin American shops might carry the dough fresh or frozen, or see if you can find a tortilla producer locally to purchase the dough from. If this is not available to you there is a way to make the dough yourself from dried corn but that is a whole other blog post.

The dough itself is quite tough and dry and needs some working and additions to make it pliable enough to use either for tamales or for tortillas. Added to the dough is a variety of ingredients that should include a source of moisture (either water or stock), fat (preferably Manteca or pork fat) in addition you can add a recado (spice mixture or blend), chaya or X&rsquopelóns.

s are a traditional Mayan fresh bean. The beans can be purchased in Mexico between the months of November to April and are sold fresh. The beans should be cooked in boiling water for around 2 minutes (parboiling) they will turn a sort of greyish black colour. X&rsquopelóns are similar to a fresh black-eyed pea, raw they taste kind of like grass and cooked they are a little sweeter and tender.

Chaya is spinach-like green that goes back thousands of years in Maya cuisine. You have to be very careful with Chaya as it has a milky substance when the leaves and stems are squeezed that can sting if you get it in your eyes. The plant also has a hair-thin layer and cannot be eaten raw it must be cooked for at least 20 minutes before eating. The plant itself is very high in vitamins and protein, in fact, it is almost three times greater than other leafy vegetables. Here in Mexico, you can ask for your chaya to be cleaned before purchasing.

Chile X&rsquokatic (Sh-kah- teek) This Chili is long and narrow and sort of a triangular shape and will be a light yellow or light green it can be as spicy as a jalapeno. Used in many Yucatecan Mayan dishes it can also be called a guero chilli. It is apparently related to the banana or yellow wax chilli.

Chile Dulce/Sweet Pepper This appears to be a very small green pepper, it is sweet, not hot and used exactly as the bell pepper.

Epazote (eh-pah-SOH-teh) Is a well-loved Mexican herb, preferably used fresh in North America it can be purchased dried in some Latin American stores. It has quite a strong smell and it gives a distinct flavour to Mexican dishes. It is also known as a digestive type of herb and used to cook many bean dishes and is said to relieve the gastrointestinal effects of beans. It has a distinct perfume smell but the taste is quite different and very herbaceous.

Recados are considered the backbone of Yucatecan cuisine and there are three different kinds Recado Rojo, Recado Negro and Recado Blanco.

Recado Rojo&rsquos bases are annatto or achiote seeds that are ground and mixed with garlic, oregano, cumin, cloves and coriander, black pepper, allspice and salt. The combined are formed into a brick so to speak that is wrapped and then used in various dishes by adding liquids.

You take a chunk of the paste and mix it with sour orange, or white vinegar to form the paste used for Maya dishes such as conchinita pibil or Chicken Rojo. In the case of the tamales, we used a chunk of the achiote recado and mixed it with water until it formed a thin paste and this was used both in the tamale dough and in the meat mixture to flavour the chicken and pork for the tamale filling.

Chilemole /Recado Negro &ndash it is made with fire-blackened Ancho chiles, white vinegar, a few ground annatto seeds, allspice, cinnamon, black pepper, cloves, garlic, onion, oregano, epazote and salt.

Recado Blanco/de bistec This spice blend is not only used for a wide variety of meats, pork, seafood, chicken and vegetables. It has distinct cumin, coriander fragrance.

Pepita Molida these are toasted and ground pumpkin seeds. Used to make a traditional Mayan dip or sauce when mixed with roasted tomatoes and cilantro called T&rsquoSikil Pak.

Rick Bayless did a whole TV series about cooking and food in the Yucatan, here is one of his best recipes for Mexican tamales.


Assista o vídeo: 5 perfumes que debes comprar (Novembro 2021).